Cerca de três mil fiéis participam de “Missa de Cura” com Padre Benedito de Oliveira na fronteira

Cerca de três mil fiéis participam de “Missa de Cura” com Padre Benedito de Oliveira na fronteira

Aconteceu na noite terça-feira (22/11) na cidade de Bela Vista na fronteira com Bella Vista Paraguai, mais uma Missa de Cura e Libertação celebrada pelo padre carismático Benedito Francisco de Oliveira, da paróquia de Dois Irmãos do Buriti (MS).
Cerca de três mil fiéis brasileiros e paraguaios participaram da Missa celebrada no Rincão do Meu Senhor na Paróquia Santo Afonso Maria de Ligório e teve apoio da Pastoral Familiar.
A próxima Missa de Cura será sábado, dia 26 em Dois irmãos do Buriti às 19h na Igreja Matriz do município.

A busca pela cura e libertação tem levado milhares de fiéis a seguirem a missa do padre carismático, Benedito Francisco de Oliveira, 43 anos. Cedido pela diocese Santo Amaro em São Paulo, para evangelizar por oito anos, no município de Dois Irmãos do Buriti, o sacerdote realiza a cada 15 dias, a missa de Cura e Libertação, que pela fé leva milhares de pessoas a conversão.

O padre é da renovação carismática, ex-dependente químico e exorcista, “apesar de não praticar fora da diocese de Santo Amaro”, explica. O ato de exorcizar é reservado ao sacerdote apenas da diocese, a não ser que apareça um caso de possessão e o bispo autorize, diz o padre.

Seguido por milhares de devotos pelas missas que realiza nos municípios do Mato Grosso do Sul, Benedito é visto como iluminado. Com a força das palavras e o incentivo ao público, o sacerdote arranca demonstrações de crença das pessoas. “Apenas rezo e provoco as pessoas na fé. É por ela que eles recebem a cura”, explica.

Durante a missa, padre Benedito pede para que os fiéis digam uns aos outros que a sua oração tem poder e que podem realizar milagres. O fervor da igreja é visto no rosto de cada um, as pessoas rezam de braços erguidos, sedentos de respostas.

“Está todo mundo sedento de Deus, as pessoas tem perturbação emocional, espiritual e estão querendo uma experiência forte, sentir o amor de Deus”, completa.

O momento de maior comoção é quase ao final da missa, quando o padre usando o dom de línguas, anda entre os fiéis com o Santíssimo Sacramento em mãos. Os devotos ao encostarem a mão no objeto sagrado, se sentem abençoados. O padre reza por cada um deles, que em algumas ocasiões, descansam no Espírito Santo.

Padre Benedito explica que usa os dons da cura e de línguas. “São dons que Jesus deu aos que crêem. O dom de línguas é você orar em som alto ininteligível, para edificar espiritualmente a pessoa. É pela própria pessoa e por aqueles que você reza”, resume.

Diferente das outras celebrações, a missa carismática é mais envolvente, alegre, caracterizada por louvores e orações, onde os fieis mostram a fragilidade em que se encontram e o quanto necessitam de cura espiritual.

O segmento carismático tem chamado atenção dos fieis até mesmo pela divulgação através da mídia. Igrejas e padres de braços abertos para mostrar a religião e chamar a sociedade.

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book