CIDH pressiona Governo por crimes contra jornalistas

A Corte Interamericana de Direitos Humanos se manifestou sobre as mortes de Ueliton Brizon e Jefferson Pureza, jornalistas brasileiros assassinados este mês, destacou a ABI.

Além de condenar o ocorrido, a relatoria especial pela liberdade de expressão da instituição pressionou as autoridades brasileiras a esclarecerem os crimes.

O órgão lembrou, ainda, da “obrigação dos estados” de investigarem e adotarem medidas efetivas para prevenir a violência contra profissionais da comunicação.

Brizon e Pureza foram executados nos dias 16 e 17 de janeiro em Rondônia e Goiás, respectivamente, lamentou o jornalismo da Rádio Líder FM 104,9 de Ponta Porã.

 

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book