Condenado assassino de jornalista colombiana

Uma pessoa foi condenada pelo assassinato da jornalista colombiana Flor Alba Núñez, morta em setembro de 2015 enquanto entrava em seu escritório.

No dia 11 de agosto de 2017, quase dois anos depois do crime, um juiz condenou Juan Camilo Ortiz, vulgo ‘el loco’. Ele pode passar até 50 anos na prisão, de acordo com o jornal La Nación. Sua sentença está planejada para o dia 8 de setembro, reportou a Caracol Radio.

Núñez foi morta no dia 10 de setembro de 2015 enquanto entrava na estação de rádio La Preferida em Pitalito, departamento de Huila. A reconhecida jornalista também trabalhava para várias TVs e jornais, incluindo Canal6, Nación TV e La Nación.

Imagens das câmeras de segurança do lado de fora da rádio mostraram o momento em que uma pessoa com um capacete de moto se aproxima rapidamente pelas costas de Núñez, enquanto ela chega à porta do edifício. O suspeito então fica em posição de tiro e Núñez cai no chão. O bandido foge imediatamente.

Mandados de prisão foram emitidos para Ortiz e Jaumeth Albeiro Flórez, vulgo ‘Chory,’ logo após o assassinato.

Ortiz foi preso no dia 26 de setembro de 2015 em um posto policial no departamento de Sucre. Na época, a polícia informou que ele deixou Huila em tentativa de fugir das autoridades, reportou o El Colombiano. Flórez ainda está foragido, segundo o La Voz de la Región.

O vice-procurador geral da Colômbia disse que Núñez foi morta por razões políticas, relacionadas a seu papel como jornalista, informou La Voz de la Región.

Fonte: Knight Center Jornalismo nas Américas

Leia mais:

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book