Curiango faz visita à Clinica Veterinária passa por exame e depois é solto na natureza

Lile Corrêa*

No dia 14 de abril de 2017 por volta das 18h, um Bacural Tesoura ( Hydropsalis Torquata) conhecido popularmente como Curiango, adentrou o Centro Veterinário e ficou se debatendo contra as paredes.

O médico veterinário Dr. Marcelo Rezende que é especialista em clinica e cirurgia de animais silvestres, fez o resgate e uma avaliação minuciosa da ave.

Dr. Marcelo contou à Rádio Líder FM 104,9 que “a ave não apresentou nenhuma fratura nem sinais de doenças, assim sendo foi solto de volta a natureza”.

O Bacurau Tesoura (Hydropsalis Torquata) é uma ave da ordem caprimulgiformes da família caprimulgidae, que habita os cerrados da Venezuela, Colômbia, Bolívia e Argentina, bem como todo o Brasil. Também são conhecidas pelos nomes de Sebastião, Tabaco-bom, Tiom-Tiom e Curiango Tesoura.

Mede cerca de 40 cm de comprimento (macho adulto), onde a cauda toma mais de 2/3 deste total. A fêmea tem por volta de 27,5 cm. Sua longa cauda tem a forma de tesoura. Emite um finíssimo “tzig” voando e o canto é uma sequência plolongada de “zip”, um pio por segundo.

Vive na beirada da mata, campos e cerrados. Adapta-se também às cidades, já tendo sido observado nos telhados de várias cidades. É ave noturna. Durante o dia fica pousado imóvel no chão ou longitudinalmente sobre galhos baixos de árvores, em perfeita camuflagem. É exclusivamente insetívoro. Parte do solo em voo curto para capturar o inseto e pousa imediatamente. É grande devorador de mariposas. Não faz ninho, mas a fêmea põe 2 ovos bem camuflados diretamente sobre a terra. O casal choca em revezamento.

 

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book