Facebook quer sinalizar notícias urgentes

Facebook anunciou nesta segunda-feira (5/3) que testa um recurso que permite veículos da imprensa definirem se as notícias veiculadas na rede social são urgentes. Para isso, eles contam com um selo especial.

Segundo Joey Rhyu, gerente de Produto do Facebook, a iniciativa é uma resposta aos pedidos dos próprios usuários, que querem ver no Facebook notícias informativas sobre o que está acontecendo ao seu redor, no momento em que elas acontecem.

O teste teve início em dezembro do ano passado com um pequeno grupo de veículos nos Estados Unidos. Agora, o Facebook expandirá o projeto para mais de 50 outros veículos na América do Norte, América Latina, Europa e Austrália. “Se a expansão for bem-sucedida, poderemos adicionar mais veículos”, escreveu Rhyu em comunicado à imprensa.

Como funciona

Os veículos de imprensa incluídos no teste poderão colocar um selo de notícia urgente nos Instant Articles, em links para reportagens e conteúdos no Facebook Live. Entretanto, eles poderão usar o selo uma vez por dia, definindo quanto tempo a história ficará marcada (por no máximo até 6 horas). Os veículos também têm uma quantidade extra de 5 selos por mês.

As postagens aparecerão no Feed de Notícias e haverá dados nos Insights da Página da publicação no Facebook para que os veículos possam acompanhar o desempenho de suas publicações marcadas como urgentes.

As pessoas também poderão fornecer feedback quando não considerarem uma história como notícia urgente, clicando no menu superior direito da publicação.

Engajamento

Segundo o Facebook, a estratégia mostrou resultados positivos. Dados coletados entre 8 de dezembro e 14 de janeiro mostraram que as pessoas nos Estados Unidos engajaram mais com posts marcados como urgentes. No caso, houve 4% de aumento na taxa de cliques; 7% de aumento em Curtidas; Aumento de 4% em Comentários e 11% de aumento em Compartilhamentos.

A rede social ainda não anunciou quais veículos no Brasil integrarão esta fase de testes.

“Trata-se de um teste ainda em fase inicial e continuaremos trabalhando com veículos de imprensa através do Projeto Facebook para Jornalismo para incorporar os feedbacks que recebemos e refinar o programa”, ressaltou Rhyu.

Algoritmo e prioridade

Vale lembrar que no início deste ano, o Facebook anunciou mudanças em seu algoritmo para priorizar conteúdo de amigos e familiares na rede social. A medida, segundo a empresa de Mark Zuckerberg, foi vista como uma forma de controlar as chamadas fake news. Entretanto, a estratégia foi um baque para veículos de imprensa que confiavam na plataforma para o tráfego de seus sites.

A novidade anunciada nesta segunda-feira pode ser a forma do Facebook fazer “as pazes” com a mídia.

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book