Famílias dos atletas vítimas do acidente serão indenizadas por CBF e Chapecoense

por Bruno Bastida*

Os familiares dos jogadores da Chapecoense, vítimas do trágico acidente aéreo com o avião que transportava o membros do clube e da imprensa, receberão ajudas financeiras da CBF e também do próprio clube.

Além das instituições bancarem juntas os funerais, que deve ser de forma coletiva na Arena Condá, a seguradora do clube terá uma base de cálculo de 28 vezes o salário recebido por cada atleta para sua respectiva família.
Ou seja, segundo divulgado pelo jornal Folha de São Paulo, o valor do seguro deve girar em torno de R$ 2,5 milhões para os atletas que ganhavam os salários mais altos do elenco, cerca de R$ 90 mil, destacou o Jornal da Líder FM 104,9 de Ponta Porã (MS).

Já a Confederação Brasileira de Futebol deve desembolsar o valor máximo de R$ 1,1 milhão para cada família de jogador vítima fatal do acidente.

Os atletas que sobreviveram, casos do zagueiro Neto, o lateral Alan Ruschel e o goleiro Follmann, e seguem internados na Colômbia, os familiares poderão solicitar parte dos valores do seguro da CBF.

Além disso, também deverá, em breve, ser divulgado os valores das indenizações pagas pela companhia aérea LaMia, que transportava a delegação da Chapecoense de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, para Medellín, na Colômbia, e sofreu a queda.

O pagamento por parte dos clubes é obrigação, segundo consta um artigo na Lei Pelé. Já a CBF decidiu pagar seguro para todos atletas registrados como profissionais na entidade desde o mês de março deste ano.

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book