Jornalistas monitoram feminicídios

As 26 jornalistas envolvidas no projeto #UmaPorUma , trabalham em veículos do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC) – o portal online NE10, o impresso Jornal do Commercio, a Rádio Jornal  e  a TV Jornal–, que apoia e hospeda a iniciativa. “A pauta do feminicídio sempre esteve em nosso dia a dia”, disse Melo ao Centro Knight.

“Sabíamos que se ficássemos só com nosso monitoramento de mídia, poderíamos deixar alguma mulher de fora. Chamamos o secretário de Defesa Social à redação, explicamos como seria o projeto e uma vez por mês estamos recebendo os dados oficiais do governo. Eles são mais um indicativo de que estamos no caminho certo, porque toda a apuração é feita por nós, pois não daria tempo de esperar os dados oficiais. E está sendo de grande valia, porque cruzamos os dados de nossa apuração com o que vem das fontes oficiais e não deixamos passar nenhum caso”, explicou Melo.

De acordo com o levantamento feito até aqui, 77 mulheres foram assassinadas no Estado entre janeiro e março. A previsão é que o projeto se encerre em janeiro de 2019 com o balanço dos feminicídios de 2018. 

 

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book