New York Times e New Yorker ganham o Pulitzer

Harvey Weinstein é acusado de assédio sexual. Foto: Carlo Allegri/Reuters

As jornalistas Megan Twohey e Jodi Kantor, do jornal New York Times e o jornalista Ronan Farrow da revista The New Yorker, receberam o Pulitzer de 2017 ao denunciarem casos de assédio e abuso sexual contra o produtor de cinema americano Harvey Weinstein.

A jurada da premiação Deana Canedy disse que “os jornalistas criaram jornalismo de impacto explosivo que expôs predadores sexuais ricos e poderosos”.

Com a publicação das denúncias contra Harvey Weinstein mais de cem artistas o acusaram de abuso e assédio entre as quais Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow. A partir do caso Weinstein, outros produtores, atores e figuras famosas de Hollywood também foram acusados de abuso e de assédio por atrizes e atores.

A série de reportagens sobre denúncias de abuso e assédio sexual geraram a criação da campanha #MeToo (Eu Também) contra abusos sexuais.

Fonte: Portal Imprensa

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book