Venezuela prende jornalistas e apreende equipamentos

Crédito: Reprodução Referencial

Onze jornalistas foram detidos de forma arbitrária na Venezuela, em meio a um suposto atentando contra o presidente Nicolás Maduro, durante um evento da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), promovido no sábado (4).

A denúncia foi feita pelo Sindicato Nacional de Trabalhadores da Imprensa (SNTP). A informação é dos sites Europa Press e La República.

Segundo o sindicato, houve uma explosão durante o evento e, enquanto alguns policiais da Guarda Nacional correram para retirar o presidente da comitiva, outros começaram a apreender os equipamentos dos jornalistas que estavam acompanhando o evento e começaram a agredi-los. Alguns, inclusive, foram detidos.

A denúncia foi feita pela conta do Twitter do sindicato: “jornalistas e profissionais de mídia foram detidos ilegalmente, alguns foram espancados, enquanto outros foram roubados. Expressamos nosso protesto contra isso e pedimos a punição dos responsáveis pela violação do direito individual das vítimas e do direito coletivo à informação”.

Todos os jornalistas detidos foram liberados no mesmo dia, segundo o sindicato.

Fonte: Portal Imprensa

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book