Clube de Imprensa

04 de Junho – Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão, Dia de Santa Clotilde e São Francisco Caracciolo

Livres e independentes, os gatos não são de muitos carinhos. Liberdade é o seu nome.

Mas, como dono do animal de estimação, você também tem os seus direitos. E, sim, no dia 4 de junho você vai dar muitos abraços ao seu felino (e, mesmo que não dê o braço a torcer, ele vai gostar).

gato como um rei_gerada por IA

Esta é uma data que celebra a relação entre humanos e felinos, símbolos de graça e equilíbrio. Os gatos são os reis do pedaço (é verdade!), mas a culpa não é deles, afinal, tudo começou na Antiguidade, quando os gatos eram adorados como deuses, porque se acreditava que eles representavam a deusa da fertilidade, Bastet.

Como comemorar o Dia de Abraçar seu Gato

  1. Abrace! Este é o dia de fazer muitas tentativas de abraços. Certamente, algumas terão muito sucesso.
  2. Incentive a adoção! Esta é a ocasião ideal para incentivar outras pessoas a terem um gato de estimação.
  3. Registre o momento! Tire fotos e publique nas redes sociais o momento mais fofura que conseguir captar de um belo abraço no seu gatinho.
  4. Revele benefícios! Compartilhe a suas emoções, mostrando a todos os benefícios de ter a companhia de um animal inteligente e carinhoso, apesar de muito independente.
  5. Seja atencioso! Dê muita atenção ao seu gato hoje. Não abra mão das suas vontades e dê os carinhos que só você sabe que o seu gato gosta.
  6. Promova a socialização! Se você tem mais do que um gato, proporcione uma sessão de socialização entre gatinhos. Isso reforçará os laços familiares entre os felinos.
  7. Seja generoso! Não pense só no seu gatinho. Aproveite a data para fazer uma doação para um abrigo de animais.

Benefícios de ter um gatinho para abraçar

Um dos benefícios de ter um gatinho é a conforto que eles proporcionam através do seu ronronar suave. Eles também gostam de brincar e, assim, contribuem para o bem-estar dos seus donos.

Fáceis de cuidar e donos de uma personalidade única, os gatos são a escolha ideal para pessoas com a vida ocupada e vão deixar a sua casa mais feliz.

dono abraçando gato_gerada por IA

A dica está dada e só não aproveita quem não quer. Desfrute o Dia de Abraçar seu gato. Miau!!!

Dia de Santa Clotilde é celebrado em 4 de junho. Na Igreja Ortodoxa, sua festa é celebrada no dia 3 de junho. 

Esta data homenageia a santa que dedicou a sua vida às obras religiosas, seja através da palavra de Deus ou pela construção de igrejas e mosteiros pela França.

Clotilde nasceu em Lyon, no ano de 475 e era uma princesa da região da Borgonha, na França. Sua infância foi trágica, pois seus pais e três irmãos foram assassinados por um tio. Desta maneira, Clotilde foi educada por uma tia que a criou como católica.

Santa Clotilde

Quando chegou a idade de se casar, ela contraiu matrimônio com Clóvis, um rei pagão, no ano de 493. Graças a sua paciência, carinho e simplicidade, conseguiu, aos poucos, converter o seu esposo para o cristianismo. Clóvis seria batizado no Natal de 508, pelo biso de Reims e seus súditos fariam o mesmo tornando a França o primeiro estado cristão do ocidente.

Além disso, Clotilde é descrita como uma pessoa amorosa e simples, preocupada com o povo e os menos afortunados.

Santa Clotilde é padroeira dos tabeliães e da aviação ligeira do Exército.

Oração a Santa Clotilde

“Ó Deus, que destes a Santa Clotilde a graça de permanecer fiel a ti mesmo estando no centro do mais alto poder de uma nação, dai também a nós a graça da fidelidade a vós e ao vosso amor em todas as situações de nossa vida, por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo, amém. Santa Clotilde, rogai por nós.”

O Dia Internacional das Crianças Inocentes Vítimas de Agressão observa-se a 4 de junho.

Longe de ser um dia de celebração, este é um dia de protesto, de luto e de reflexão. Todos os dias as crianças são vítimas de agressão física e psicológica no mundo inteiro, inclusivamente nas suas próprias casas, por obra dos seus pais. Este dia relembra todas as vítimas infantis de afogamento, envenenamento, espancamento, queimadura, trabalho infantil e abuso sexual, mas também chama a atenção para a necessidade de proteção e de educação das crianças, que se encontram numa fase frágil, de construção de mentalidade, carácter e de valores.

Garantir um ambiente seguro e são para o crescimento das crianças é um dever dos pais, famílias, comunidades locais, professores, educadores, governantes e população em geral.

O Dia Internacional das Crianças Vítimas Inocentes da Violência e da Agressão foi criado pela ONU em 1982.

Em 4 de junho, celebramos os(as) profissionais que transformam medições precisas em grandes realizações. Com habilidades em topografia, geodésia e cartografia, vocês são essenciais no mapeamento, na definição de limites e no planejamento das nossas paisagens e infraestruturas.

Dia do gerente comercial é comemorado dia 4 de junho

O mês de junho é marcado pelas festas juninas, mas no ponto de vista das profissões, também é mês de celebração para profissionais da Gestão Comercial, pois em 4 de junho é celebrado o dia do gerente comercial e do gestor comercial.
O cargo de gerência comercial é ocupado pela pessoa que tem a responsabilidade de comandar uma interseção entre os departamentos comercial e de vendas. O gerente comercial busca, juntamente com diretores da empresa, estratégias e soluções que sejam responsáveis por atingir as metas estabelecidas pela direção. Ao mesmo tempo, o gerente faz a gestão de colaboradores da equipe de vendas, solucionando problemas, e auxiliando na capacitação e motivação.

Francisco Caracciolo, o Santo da Eucaristia

Francisco Caracciolo, o Santo da Eucaristia

Sacerdote que, movido por admirável caridade para com Deus e o próximo, fundou a Congregação dos Clérigos Menores Regulares. Não é por acaso que Francisco Caracciolo é chamado de “o Santo da Eucaristia”.

Primeiros anos de vida

Ele nasceu, em 13 de outubro de 1563, em Villa Santa Maria (Chieti), da nobre e rica família Caracciolo. Seu amor por Jesus, Pão da vida, e pela Virgem Maria nasceu muito cedo, juntamente com a sua vocação. Ele morava com sua nobre e rica família na Vila Santa Maria. Desde a infância, costumava usar o escapulário, assim como recitava o rosário e jejuava todos os sábados.

Vocação a partir de um milagre

Aos 22 anos, ele foi atingido por uma doença grave, chamada de elefantíase, que o desfigurou por todo o corpo. Então, ele jura renunciar às riquezas terrenas para sempre em troca de cura. O seu pedido foi atendido. Dois anos depois, foi ordenado sacerdote e ficou conhecido por algumas supostas curas entre os doentes nos hospitais onde exerce seu ministério, bem como nas prisões. Sempre entre os últimos e excluídos, logo ele pede para fazer parte da Companhia dos Brancos, que em Nápoles serve os prisioneiros no corredor da morte e condenados no hospício dos Incuráveis. Estamos em 1588.

Nasce um novo carisma

Um dia, ele recebeu uma carta de um nobre genovês, Don Agostino Adorno, e do abade de Santa Maria Maior, em Nápoles, Fabrizio Caracciolo. Na realidade, é dirigida a um religioso de mesmo nome que faz parte de sua própria congregação, mas é entregue a ele, que a acolhe como sinal da Providência. Será graças a esse equívoco que Ascânio, juntamente com os dois personagens mencionados, se encontra com os camaldulenses e escreve a constituição de um novo instituto do qual é cofundador. É ele quem propõe acrescentar aos três votos de pobreza, castidade e obediência, um quarto voto que nos obriga a rejeitar qualquer ofício eclesiástico. Quando o novo instituto é reconhecido, Ascânio muda seu nome para Francesco.

Obrigado a ser autoridade

Em 1589, Francesco foi para a Espanha com Adorno, que queria expandir o novo instituto lá. A viagem, no entanto, não dá certo: depois de um ano, eles voltam para casa, Francesco fica doente, Adorno morre. Em 1591, Francisco foi eleito presbítero geral perpétuo, cargo que teve de aceitar para cumprir o voto de obediência, mas não mudou o seu modo de viver a penitência, o jejum ou mesmo o hábito de realizar os trabalhos mais humildes. Ele retorna à Espanha três anos depois, mas, em Madri, o rei Filipe II o ameaça de fechar o Hospital dos Italianos, onde cuida dos doentes e dá assistência a eles. Só em 1601 eleito mestre de noviços, poderá fundar uma casa em Valladolid, demonstrando grande capacidade de discernimento entre os jovens, prevendo a uns a vocação para a vida religiosa, a outros até a apostasia. Em 1607, foi finalmente dispensado de qualquer cargo e dedicou-se apenas à oração.

Características do santo

“Caçador de almas”, “pai dos pobres”, mas também “homem de bronze”: esses são os três apelidos com que Francisco era conhecido, que refletem perfeitamente as três faces de seu ministério. Não deixa de visitar os doentes e de assistir aos moribundos: no hospital, dedica-se com vigor aos trabalhos mais humildes, como arrumar as camas, limpar os quartos, remendar as roupas dos doentes. Ele também está sempre pronto para arrecadar esmolas para prover a educação das meninas, ele traz tudo o que tem para os pobres, literalmente tirando o pão da boca, muitas vezes, jejuando e dando as roupas que todos os irmãos descartam. Além disso, é incansável na escuta das confissões, no ensino do catecismo às crianças, na organização das obras de caridade e na pregação das verdades eternas aos fiéis.

Devoção e penitência

Se quer o melhor para os outros, não quer nada para si: Francisco escolhe sempre os quartos mais pequenos, dorme e come muito pouco, além disso, faz obras de penitência, mesmo vestindo pano de saco nas festas e nas longas viagens a pé. Mas, sobretudo, promove o culto da Eucaristia, estabelecendo que os alunos da Ordem se revezam na Adoração ao Santíssimo Sacramento. Ele não se cansa de exortar também outros sacerdotes a essa prática, expondo o Santíssimo Sacramento em todos os primeiros domingos do meses.

Morte

Durante a Peregrinação à Santa Casa de Loreto, acabou falecendo em 4 de junho de 1608, depois de invocar os Santos Miguel, José e Francisco de Assis. Foi canonizado por Pio VII em 1807. Suas palavras ainda ressoam atualmente, assim como seu pensamento: “Sangue precioso do meu Jesus, vós sois meu! Convosco e por meio de vós espero salvar-me. Meus sacerdotes, esforcem-se para celebrar a Missa, todos os dias, e inebriar-se com este Sangue!”.

A minha oração

“Ó grande propagador da Eucaristia, ensina-nos a viver como adoradores, para que, assim, cresça o nosso amor a Jesus e aos mais necessitados. Intercedei pelos sacerdotes na busca da santidade e da dedicação aos sacramentos, por Cristo nosso Senhor. Amém!”

São Francisco Caracciolo, rogai por nós!

Outros santos e beatos celebrados em 4 de junho:

  • A paixão de São Quirino, em Savária, na Panónia, hoje Szombathly, na Hungria, bispo de Siszeck, na Ilíria, e mártir. († 309)
  • São Metrófanes, em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, bispo de Bizâncio. († 325)
  • Santo Optato, bispo, em Milevi, atualmente na Argélia. († s. IV)
  • São Petroco de Gales, abade, na Cornualha, região da atual Grã-Bretanha. († s. VI)
  • São Gualter, abade, em Servigliano, hoje nas Marcas, região da Itália, († s. VIII)
  • Os santos Nicolau e Trano, eremitas, na ilha da Sardenha, região da Itália. († a. s. XII)
  • Beato Pacífico Ramáti, presbítero da Ordem dos Menores, em Sássari, também na Sardenha. († 1482)
  • São Filipe Smaldone, presbítero e fundador da Congregação das Irmãs Salesianas dos Sagrados Corações, em Lecce, na Apúlia, também região da Itália. († 1923)
  • Perto de Munique, cidade da Baviera, na Alemanha, os beatos António Zawistowski, presbítero, e Estanislau Starowieyski, mártires. († 1942)
  • Beato Francisco Pianzola, em Mortara, na Lombardia, região da Itália, o presbítero da diocese de Vigévano, fundador da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Rainha da Paz. († 1943)

Fontes:

  • vatican.va e vaticannews.va
  • Martirológio Romano – liturgia.pt
  • Liturgia das Horas
  • Livro “Relação dos Santos e Beatos da Igreja” – Prof Felipe Aqui [Cléofas 2007]

– Pesquisa e redação: Rafael Vitto – Comunidade Canção Nova

– Produção e edição: Catarina Xavier – Comunidade Canção Nova