Clube de Imprensa

05 de Julho – Dia Mundial do Biquini, Dia Internacional do Cooperativismo e Dia de Santo Antônio Maria Zaccaria

O Dia do Bikini ou Dia do Biquíni celebra-se anualmente 5 de julho.

A data recorda o lançamento do biquíni, a 5 de julho de 1946, em França. O primeiro modelo foi desenhado pelo estilista francês Louis Réard, nesse mesmo ano, mas foi somente nos anos 60 que a peça tornou-se popular.

Micheline Bernardini pousando para foto com o primeiro biquíni da história
Modelo Micheline Bernardini pousando para foto com o primeiro biquíni da história

nome desta invenção, ousada para a altura, deriva de uma ilha no Pacífico – Bikini – que foi usada para testes com bombas nucleares. A intenção era, assim, sugerir que esta reduzida peça de roupa teria um efeito bombástico na sociedade.

E teve. A sociedade tentou resistir, até que ousadas atrizes de cinema começaram a fazer uso do biquíni. Brigitte Bardot foi a primeira a fazê-lo no filme E Deus Criou a Mulher.

Com o tempo, a peça popularizou-se e foi ficando cada vez mais ousada, até que nos anos 80 uma modelo brasileira lançou o “fio dental”.

Dia Internacional do Cooperativismo

 O mundo comemora, hoje, dia 05 de Julho, o Dia Internacional do Cooperativismo. Instituído no ano de 1923, no Congresso da Aliança Cooperativa Internacional (ACI), o Dia Internacional do Cooperativismo tem o objetivo de comemorar a confraternização de todos os povos ligados ao Cooperativismo, lembrando a importância das cooperativas para o desenvolvimento sócio-econômico, além de congregar lideranças cooperativistas do mundo todo. A data, que inicialmente foi denomidada “Dia da Cooperação”, é comemorada no primeiro sábado de julho de cada ano.

Santo Antônio Maria Zaccaria, pioneiro da Pastoral Familiar

Origem

Antônio Maria nasceu em Cremona, no norte da Itália, em 1502, na família Zaccaria, tradicional nobreza italiana. Ao perder o pai muito cedo, teve de sua mãe o grande gesto de amor que consistiu em dedicar-se somente para sua educação e formação.

Medicina

Com apenas dezoito anos, Antônio doou toda a sua herança para sua mãe e foi estudar medicina. Ele fez de sua profissão um apostolado, por isso, não cuidava só do corpo de seus pacientes, mas também de suas almas. Ele os tratava todos como irmãos.

Sacerdócio

Chamado por Cristo, ampliou seu apostolado ao ser ordenado sacerdote em 1528 e, dessa forma, pôde testemunhar Jesus e a unidade da Igreja num tempo em que as ciências pagãs e a decadência das ordens religiosas e do clero pediam não uma Reforma Protestante, mas sim uma santidade transformadora.

Fundador

Ele fundou a Congregação dos Clérigos Regulares de São Paulo e, com a ajuda de uma condessa, a Congregação das Angélicas de São Paulo. Criou ainda o Grupo de Casais para os leigos.

Antônio viveu e comunicou vida num dos períodos mais difíceis da Igreja de Cristo.

Páscoa

Depois de muito propagar a devoção a Jesus Eucarístico, foi acometido por uma epidemia, e com 37 anos veio a “dormir” nos braços de sua mãe terrestre e acordar nos braços de sua Mãe Celestial.

Foi canonizado em 1897. É considerado o pioneiro da Pastoral Familiar na história da Igreja.

A minha oração

“Meu Deus, que pela intercessão de Santo Antônio Maria Zaccaria, o Senhor possa me conceder a mesma graça que ele recebeu: propagar a devoção a Tua Eucaristia e acordar, após viver uma vida entregue a Ti, nos braços da Virgem Maria! Amém.”

Santo Antônio Maria Zaccaria, rogai por nós!

Outros santos e beatos celebrados em 5 de julho:

  •  Em Réggio Calábria, também na Itália, Santo Estêvão de Niceia, bispo e mártir. († c. 78)
  •  Em Cirene, na Líbia, Santa Ciprila, mártir, que, segundo a tradição, suportou muito tempo em sua mão carvões a arder com incenso, para evitar que, deitando fora as brasas, desse a impressão de que oferecia o incenso aos deuses; depois, crudelissimamente dilacerada, ornada com o próprio sangue partiu deste mundo ao encontro do Esposo († s. IV)
  • Comemoração de Santo Atanásio de Jerusalém, diácono da Igreja da Santa Ressurreição e mártir, assassinado pelo monge herético Teodósio, por ter censurado a sua impiedade e defender o santo Concílio de Calcedónia. († 451/452)
  • Comemoração de São Domécio o Médico, eremita no monte Kurós, na antiga Arménia. († s. V)
  • No monte Admirável, hoje Antakya, na Turquia, Santa Marta, mãe de São Simeão Estilita o Jovem. († 551)
  • No mosteiro de Santa Maria de Terreto, perto de Réggio Calábria, na Itália, São Tomás, abade. († 1000)
  • No Monte Athos, na Grécia, Santo Atanásio, hegúmeno, homem humilde e pacífico, que instituiu na Grande Laura uma forma de vida cenobítica. († c. 1004)
  • Em Wexford, na Irlanda, os beatos Mateus LambertRoberto MeylerEduardo Cheevers Patrício Cavanagh, mártires, que, por causa da sua fidelidade à Igreja Romana e do auxílio prestado aos católicos, foram enforcados e esquartejados. († 1581)
  • Em Oxford, na Inglaterra, os beatos mártires Jorge Nichols e Ricardo Yaxley, presbíteros, Tomás Belson, candidato ao sacerdócio, e Hunfredo Pritchard, que, condenados à morte no tempo da mesma rainha, uns porque eram sacerdotes que entraram na Inglaterra, outros porque lhes prestaram auxílio, sofreram todos o suplício do patíbulo. († 1589)
  • Perto de Huangeryin, província da China, as santas irmãs Teresa Chen Jinxie e Rosa Chen Aixie, virgens e mártires, que, d para salvaguardarem a honra da virgindade e a sua fé cristã, resistiram corajosamente às bárbaras depravações e à feroz crueldade dos perseguidores e foram trespassadas pelos golpes das lanças dos seus verdugos. († 1900)

Fontes:

  • vatican.va e vaticannews.va
  • Martirológio Romano – liturgia.pt
  • arquisp.org.br

– Produção e edição: Catarina Xavier – Comunidade Canção Nova