Clube de Imprensa

12 de Janeiro – Aniversário de Belém, Dia Nacional do Empresário Contábil e Dia de Santo Antônio Maria Pucci

aniversário de Belém, município do estado do Pará, é comemorado no dia 12 de janeiro.

Essa é a data da fundação da cidade, o que aconteceu em 1616, e se deve aos portugueses. Para proteger a entrada da Amazônia dos invasores vindos, entre outros, da Inglaterra e da França, a coroa portuguesa mandou construir um forte.

Originalmente chamado de Forte do Presépio, atualmente Forte do Castelo, essa foi a primeira edificação de Belém do Pará e é um dos principais pontos turísticos da cidade.

Já é tradição festejar o aniversário da capital paraense com um bolo gigante. O bolo é feito há mais de dez anos por uma panificadora que a cada ano surpreende a população com um novo sabor. Desde crianças a idosos, todos fazem fila logo cedo para conseguir uma fatia do doce.

Em 2020, o bolo media 20 metros, uma confecção que contou com cerca de 1560 ovos. Mas em 2016, ano em que Belém comemorou os seus 400 anos, o bolo tinha nada menos que 100 metros e precisou de cerca de 3800 ovos para ser feito, além de muita mão de obra.

Ao tradicional bolo se juntam as celebrações religiosas e a entrega de medalhas a pessoas e instituições que tenham contribuído de alguma forma com a cidade brasileira.

O Dia do Empresário Contábil é comemorado em 12 de janeiro. Esse profissional ocupa posição de gestão e faz com que milhares de empresas de contabilidade em operação no Brasil funcionem. Ao contribuir com a saúde financeira e tributável das organizações, ele desempenha papel essencial no crescimento e no desenvolvimento nacional.

Santo Antônio Maria Pucci, presbítero da Ordem dos Servos de Maria

Origens
Santo Antônio Maria Pucci nasceu em Poggioli (Itália), em 16 de Abril de 1818. Seus pais eram agricultores e bons cristãos. Aos dez anos, fez a primeira comunhão; e o pároco, ao ver a piedade do menino, começou a ensinar-lhe latim. A criança foi crescendo em piedade e amor a Deus e à Santíssima Virgem.

A Ordem
Em 1837, entrou na Ordem dos Servos de Maria. No fim do noviciado, fez os votos de pobreza, castidade e obediência. À medida que avançava nos estudos, progredia igualmente na prática de todas as virtudes.

Sacerdote
Ordenado sacerdote, foi mandado para Viareggio como auxiliar do pároco de S. André. Três anos depois, assumiu a responsabilidade da paróquia. Mereceram-lhe particular atenção os que não podiam ir à igreja, marinheiros e doentes. Foi pároco durante quase cinquenta anos, se empenhou especialmente em prestar auxílio às crianças pobres e enfermas.

“Não é preciso ter vida longa, mas é preciso aproveitar a hora que Deus nos dá para cumprir o nosso dever.” (Santo Antônio Maria Pucci)

Páscoa
Homem de ação e muita oração que se prolongava pela noite dentro. Durante a peste de cólera-morbo, fez prodígios de caridade. E foi a caridade que o levou à morte, pois, em janeiro de 1892, sendo chamado para atender um doente, enfrentou o gélido frio da noite sem o devido agasalho, porque tinha dado a um pobre o próprio capote. Voltou para casa com alta febre que, em poucos dias, o levou à sepultura.

Via de Santificação
Foi beatificado em 12 de junho de 1952, por Papa Pio XII. Foi canonizado em 9 de dezembro de 1962, por Papa João XXIII, na  Basílica do Vaticano.

Minha oração

“Vós, que tivestes um olhar para os mais necessitados do Cristo Bom Pastor, fazei com que nós também tenhamos esse olhar sensível a realidade que nos circunda. Dai-nos um coração generoso e ativo. Amém.”

Santo Antônio Maria Pucci, rogai por nós!

Outros santos e beatos celebrados em 12 de janeiro

  • Em Cesareia da Mauritânia, hoje Cherchell, na Argélia, Santo Arcádio, mártir. († c. 304)
  • Em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, os santos Tígrio, presbítero, e Eutrópio, leitor. († 406)
  • Em Arles, na Provença, região da Gália, na atual França, Santa Cesária, abadessa, irmã de São Cesário, bispo. († c. 529)
  • Em Grenoble, na Borgonha, também na atual França, São Ferréolo, bispo e mártir. († c. 659)
  • Em Wearmouth, na Nortúmbria, na atual Inglaterra, São Bento Biscop, abade. († c. 690)
  •  No mosteiro de Rievaulx, também na região da Nortúmbria, Santo Elredo, abade. († c. 1166)
  • Em Leão, na Espanha, São Martinho da Santa Cruz, presbítero e cónego regular, que foi mestre insigne da Sagrada Escritura. († 1203)
  • Em Okusanbara, no Japão, os beatos Luís Amagasu Iemon e seu filho Vicente Kurogane Ichibiyoe, Miguel Amagasu Iemon, sua esposa Domingas Amagasu e sua filha Justa Amagasu, e companheiros, mártires. († 1629)
  • Em Nukayama, no Japão, os beatos Luzia IidaCrescência AnazawaRomão Anazawa MatsujiroMiguel Anazawa OsamuMaria YamamotoÚrsula Yamamoto e Madalena Arie, mártires. († 1629)
  • Em Hanazawa, no Japão, os beatos Aleixo Choemon e seus filhos Cândido Inácio, mártires. († 1629)
  • Em Palermo, na Sicília, região da Itália, São Bernardo de Corleone, da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos. († 1667)
  • Em Montréal, no Quebec, região do Canadá, Santa Margarida Bourgeoys, virgem, que fundou a Congregação das Irmãs de Nossa Senhora. († 1700)
  • Em Avrillé, perto de Angers, na França, o Beato António Fournier, mártir. († 1794)
  • Em Caen, também na França, o Beato Pedro Francisco Jamet, presbítero. († 1845)
  • Em Tomhom, localidade próxima de Bangkok, na Tailândia, o Beato Nicolau Bunkerd Kitbamrung, presbítero e mártir. († 1944)

Fonte:

  • Causesanti.va
  • Livro “Relação dos Santos e Beatos da Igreja” – Prof Felipe Aquino [Cléofas 2007]
  • Martirológio Romano
  • Imagem: commons.wikimedia.org

– Produção e edição: Melody de Paulo
– Oração: Rafael Vitto – Comunidade Canção Nova