Clube de Imprensa

12 de Maio – Dia das Mães, Dia de São Pancrácio, Dia Internacional da Enfermagem e do Enfermeiro

Ela é mamãe dos comunicadores de Bruna, Matheus e Mariana de Oliveira Corrêa.

Dia das Mães é uma data móvel, ou seja, o dia a ser comemorado depende do ano, mas no Brasil é sempre no segundo domingo do mês de maio. Em vários países é comemorado em outras datas, que vão desde março até dezembro.

O Dia das Mães é um dia para celebrar e agradecer a todas as mães pela dedicação, amor e carinho que dão aos seus filhos diariamente.

É comum no Dia das Mães os filhos fazerem surpresas às suas mães, dando presentes ou organizando atividades que demonstrem toda a admiração que sentem por ela.

Origem do Dia das Mães

No Brasil, o primeiro Dia das Mães foi promovido pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, no dia 12 de maio de 1918. Mas foi só em 1932 que o presidente Getúlio Vargas oficializou o segundo domingo de maio como Dia das Mães no País.

Em 1947, a data do Dia das Mães passou a ser incluída no calendário oficial da Igreja Católica no Brasil.

comemoração mais antiga do Dia das Mães tem origem na Grécia antiga, onde a entrada da primavera era comemorada por Reia, a mãe dos deuses. A tradição de homenagem às mães continuou com as festas em honra de Cibele, também chamada Magna Mater (Grande Mãe).

Dia das Mães na Inglaterra a partir do século XVII

Depois de cristianizado, o Império Romano continuou celebrando o Dia das Mães.

No século XVII, na Inglaterra, surgiu o Mothering Day, comemoração em homenagem à Virgem Maria, a mãe de Jesus, e à igreja-mãe, que é como cada pessoa chama a igreja onde foi batizado. O Mothering Day era celebrado no quarto domingo da Quaresma.

Com o passar do tempo, por influência da criação do Dia das mães, nos Estados Unidos, os ingleses começaram a homenagear as suas mães no Mothering Day.

O Dia das Mães se tornou um dia importante para os criados, que passaram a ter folga nesse dia para visitarem as suas igrejas-mãe com suas mães e restante família. Os feriados ainda não haviam sido inventados, por isso o Dia das Mães era a única oportunidade que essas pessoas tinham de terem uma folga para estarem com a família.

Na Inglaterra, o Dia das mães continua sendo comemorado no quarto domingo da Quaresma.

Dia das Mães nos Estados Unidos a partir do século XX

No Século XX, uma jovem americana chamada Anna Jarvis perdeu sua mãe e entrou em depressão. Preocupadas com ela, suas amigas resolveram dar uma festa para perpetuar a memória da mãe de Anna e, ao mesmo tempo, tentar animá-la.

Anna quis que a homenagem fosse estendida a todas as mães, independente de estarem vivas ou mortas, e em pouco tempo a comemoração se propagou por todo país.

Em 1914, a data foi oficializada pelo presidente Woodrow Wilson, e desde então é comemorada no segundo domingo de maio, tal como no Brasil.

Dia das Mães nos próximos anos

O Dia das Mães no Brasil é comemorado anualmente no segundo domingo de maio, por este motivo, esta data é móvel. Confira quando cairá o Dia das Mães nos próximos três anos:

  • Dia das Mães 2024 – 12 de maio de 2024
  • Dia das Mães 2025 – 11 de maio de 2025
  • Dia das Mães 2026 – 10 de maio de 2026

O Dia Internacional da Enfermagem é comemorado anualmente em 12 de maio.

Também conhecido como Dia Internacional dos Enfermeiros ou Dia do Enfermeiro, esta data homenageia o trabalho e contributo dos enfermeiros e enfermeiras para a proteção da saúde.

A função desses profissionais é essencial para garantir a recuperação e salvamento de vidas em perigo, seja nos hospitais ou demais instituições que necessitam da assistência contínua de cuidados médicos.

Normalmente, durante este dia são organizadas atividades destinadas aos profissionais de enfermagem, como palestras e discussões que ajudam a potencializar as funções do seu trabalho.

Origem do Dia Internacional da Enfermagem

O Dia Internacional da Enfermagem é celebrado mundialmente desde 1965. Porém, oficialmente esta data só foi estabelecida em 1974, a partir da decisão do Conselho Internacional de Enfermeiros.

O dia 12 de maio foi escolhido como homenagem ao nascimento de Florence Nightingale, considerada a “mãe” da enfermagem moderna.

Florence Nightingale, de nacionalidade inglesa, nasceu em Florença, na Itália. Aos 17 anos, Florence, que era cristã anglicana, decidiu ser enfermeira, acreditando ter um chamado de Deus para fazer enfermagem.

Foi na guerra da Crimeia, em que o Reino Unido participou entre 1853 e 1856, que o seu trabalho se tornou mais conhecido e ela foi chamada de “Dama da Lâmpada”, instrumento que usava durante a noite para ajudar melhor os feridos.

Florence Nightingale fundou a primeira Escola de Enfermagem secular do mundo na Inglaterra, em 1860.

Dia da Enfermagem no Brasil

O Dia Internacional da Enfermagem passou a ser uma data comemorativa no Brasil em 1938, quando a data foi instituída pelo então presidente Getúlio Vargas através do Decreto no 2.956, de 10 de agosto de 1938.

No entanto, no Brasil é comum a celebração da Semana da Enfermagem, que compreende os dias 12 a 20 de maio.

A semana da enfermagem começa em 12 de maio, porque é o Dia Internacional da Enfermagem, e termina em 20 de maio, porque é o Dia do Auxiliar e Técnico de Enfermagem.

Lei institui o Dia Nacional de Conscientização e Enfrentamento da Fibromialgia

Segundo estudo da UFRJ, a síndrome afeta mais as mulheres – Foto: Banco de imagens/ Internet

OGoverno Federal estabeleceu o dia 12 de maio como Dia Nacional de Conscientização e Enfrentamento da Fibromialgia. A Lei 14.233/2021, sancionada pelo Presidente Jair Bolsonaro, foi publicada nessa quinta-feira (4), no Diário Oficial da União (DOU).

“A instituição da data proporciona maior visibilidade ao tema e colabora para a inserção da temática nas agendas públicas, fomentando o debate, a proposição de políticas, a disseminação de informações e maior conscientização da sociedade, podendo melhorar substancialmente a qualidade de vida das pessoas com essa condição e de suas famílias”, disse a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) substituta, Tatiana Alvarenga.

Para comemorar o Ano Internacional da Sanidade Vegetal (AISV 2020) proclamado pela Assembleia Geral da ONU (Organização da Nações Unidas) e a FAO – Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação – a Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia criou uma página especial sobre sanidade vegetal. 
Com objetivo de conscientizar o público e os formuladores de políticas para importância da sanidade vegetal. Fique por dentro da atuação da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia.
No contexto do ano internacional, a fitossanidade ou  sanidade vegetal é definida como “a disciplina que usa uma série de medidas para controlar e prevenir que pragas, ervas daninhas e organismos causadores de doenças se espalhem em novas áreas, especialmente através da interação humana, como o comércio internacional”.

São Pancrácio, intercessor contra cólicas e dores de cabeça, rogai por nós!

Intercessor
Invocado, segundo a tradição, contra cólicas e dores de cabeça.

Resumo conciso
Sobre Pancrácio, sabe-se que ele herdou dos pais a fé, coragem e admiração pelo imperador. Ao tornar-se órfão, teve de morar com um santo tio chamado Dionísio, que morreu mártir antes do sobrinho. Diante da perseguição promovida pelo imperador, Pancrácio, que era muito jovem, começou a ver pessoas testemunhando Jesus até o sangue, como o seu tio e amigo.

Persuadido pelo próprio imperador, que recordava o amor aos pais, São Pancrácio manteve-se fiel a Jesus, mesmo diante das promessas e ameaças de morte.

Martírio
Portanto, com apenas 15 anos, São Pancrácio soube dizer ‘não’ ao poder opressor e ‘sim’ à vida eterna, na qual entrou depois de ser decapitado, ou seja, martirizado com Nereu e Aquiles.

Outros santos amigos
Sobre Nereu e Aquiles, sabe-se que viveram no século III. Foram severamente torturados e morreram durante a perseguição militar, com a qual deu início a era de Diocleciano. Uma das marcantes representações de martírio é a gravura de Santo Aquiles atingido pelo verdugo.

A minha oração
“Senhor Jesus, tantas são as tentações que nos seduzem para que a negativa à Sua Vontade se instale em nossa alma. Pedimos-vos, pela intercessão dos Santos Pancrácio, Nereu e Aquiles, a coragem para irmos até às últimas consequências, em busca do seu santo seguimento. Assim seja.”

Santos Pancrácio, Nereu e Aquiles, rogai por nós!


Outros santos e beatos que a Igreja celebra em 12 de maio:

  1. Beata Joana de Portugal, virgem, filha do rei Afonso V, que, recusando repetidamente as núpcias, preferiu servir na Ordem dos Pregadores. Morreu no mosteiro dominicano de Aveiro, cidade de Portugal. († 1490)
  2. Em Axiópolis, na Mésia, hoje Cernavoda, na Roménia, São Cirilo, que consumou o martírio juntamente com seis companheiros. († c. s. III)
  3. Em Salamina, na ilha de Chipre, Santo Epifânio, bispo, que, dotado de excelente erudição e conhecimento da literatura sagrada, foi também admirável na santidade de vida, zelo pela fé católica, liberalidade para com os pobres e dom de milagres. († 403)
  4. Em Agira, na Sicília, região da Itália, São Filipe, presbítero, oriundo da Trácia. († s. V)
  5. Em Tréveris, na Renânia, região da Austrásia, actualmente na Alemanha, São Modoaldo, bispo, que construiu e favoreceu igrejas e mosteiros, instituiu várias comunidades de virgens e foi sepultado junto da sua irmã Severa. († c. 647)
  6. Santa Rictrudes, abadessa, que, depois da morte violenta do seu esposo Adabaldo, aconselhada por Santo Amando tomou o sagrado véu e com admirável sabedoria dirigiu as virgens sagradas. († c. 688)
  7. Em Istambul, na Turquia, São Germano, bispo, insigne pela sua virtude e sabedoria, que refutou com grande firmeza o edito promulgado pelo imperador Leão, o Isáurico, contra as sagradas imagens. († 733)
  8. Na Espanha, São Domingos da Calçada, presbítero, que construiu pontes e caminhos para uso dos peregrinos que se dirigiam a São Tiago de Compostela e providenciou com grande piedade às suas necessidades nas celas e estalagens por ele preparadas. († 1060/1109)
  9. Na Itália, a Beata Imelda Lambertíni, virgem, que, recebida desde tenra idade entre as monjas da Ordem dos Pregadores, ainda muito jovem, depois de ter comungado com extraordinária devoção a Eucaristia, imediatamente entregou o seu espírito a Deus. († 1333)

 

Redação: Fernando Fantini – Canção Nova