Clube de Imprensa

13 de Abril – Dia do Hino Nacional Brasileiro, Dia do Jovem, Aniversário de Fortaleza e Dia de Santa Margarida

Dia do Office-Boy – Foto Frank Nery

Dia do Office-Boy é comemorado anualmente em 13 de Abril, no Brasil.

A data homenageia a figura do chamado “garoto de escritório”, ou seja, o profissional que é responsável pela entrega e retirada de pagamentos, encomendas, depósitos bancários, comunicados e muitas outras coisas que facilitam e agilizam a organização de uma empresa.

Normalmente, os office-boys são utilizados pelas empresas para prestar serviços bancários e de comunicação (correios) foram do ambiente do escritório.

O Dia do Office-boy é definido pela Lei nº 4.110, de 03 de julho de 1983, no estado de São Paulo.

Os office-boys são, por norma, profissionais que estão no começo da carreira; jovens ou mesmo adolescentes.

Quando a responsável pelas entregas e comunicação interna de um empresa é do sexo feminino, o termo utilizado é “office-girl“.

Dia do Hino Nacional Brasileiro é comemorado em 13 de abril.

A música do Hino Nacional do Brasil foi composta por Francisco Manuel da Silva em 1822. A letra do Hino veio anos mais tarde, em 1909, escrita por Joaquim Osório Duque Estrada (1870 – 1927).

O Hino Nacional Brasileiro – composto por Francisco Manuel da Silva – se tornou oficial durante as comemorações do centenário da Independência do Brasil, em 1922.

No entanto, a letra e música que é conhecida atualmente – composta por Joaquim Osório Duque Estrada – só foi oficializada em 1º de setembro de 1971, através da lei nº 5.700.

O Hino Nacional é um dos símbolos da República Federativa do Brasil, e desde 2009 é obrigatório que seja cantado pelo menos uma vez por semana em todas as escolas públicas e particulares do país.

O processo de criação de um hino nacional que representasse a independência do Brasil foi bastante complicado.

A escolha do dia 13 de abril para comemorar do Dia do Hino Nacional é uma referência a uma manifestação que ocorreu nesta data em 1831, quando o ex-imperador do Brasil, D. Pedro I, embarcava para Portugal.

Academicos de Medicina na UASS em Pedro Juan Caballero – Foto Lile Corrêa

Dia do Jovem é comemorado anualmente em 13 de abril no Brasil.

Também conhecido como Dia dos Jovens, esta data celebra uma das fases da vida humana de maior descobertas, experiências e aventuras: a juventude.

De acordo com a Organização das Nações Unidas – ONU, os indivíduos entre os 15 e 24 anos são considerados jovens.

Durante a juventude tudo é possível! As pessoas ainda têm a possibilidade de escolher o rumo que quiserem para as suas vidas. Este é o momento-chave para começar a construir o futuro que o jovem terá quando for adulto.

Segundo a ONU, existem no mundo mais de um bilhão de jovens. Infelizmente, nem todos têm as mesmas oportunidades na vida.

A Constituição Brasileira confere a todos os jovens o direito de receber do Estado Brasileiro: educação, saúde, moradia e oportunidades de trabalho, mas nem sempre isso acontece como era suposto.

Os brasileiros ainda celebram o Dia da Juventude do Brasil (22 de setembro), uma data que lembra da importância do papel dos jovens em alguns dos momentos mais significantes da história do país.

Dia Internacional do Beijo ou Dia do Beijo é comemorado em 13 de abril. Esta data homenageia um dos gestos de carinho mais intensos entre os seres humanos: o beijo.

Seja entre amigos, familiares ou namorados, o beijo está sempre presente e é uma importante demonstração humana, principalmente nas sociedades ocidentais, de afeto e carinho.

Normalmente, o Dia do Beijo é comemorado entre os casais com muitos beijos. Já os solteiros, costumam celebrar a data beijando seus amigos ou mesmo desconhecidos.

Com a pandemia da Covid-19, foi preciso manter o distanciamento e comemorar a data sem beijos. Curiosamente, o beijo havia sido proibido na Inglaterra pelo rei Henrique VI, em 1439, para evitar a proliferação de bactérias.

Uma outra data relacionada ao beijo é o “dia do selinho roubado”, uma homenagem à apresentadora de televisão Hebe Camargo. A proposta para comemorar a data no dia 29 de setembro surgiu nas redes sociais pelos fãs de Hebe, em tom de brincadeira, após a sua morte em 29 de setembro de 2012. Hebe Camargo (1929-2012) foi uma comunicadora muito respeitada e que tinha como marca os “selinhos” que dava nos convidados do seu programa.

aniversário de Fortaleza é comemorado no dia 13 de abril. Fundada em 1726, a cidade completará 300 anos em 2026.

O dia do seu aniversário não é considerado feriado. A data  é ponto facultativo para os funcionários de entidades e órgãos públicos, conforme o Decreto nº 13781 de 01/04/2016.

Os fortalezenses podem descansar em 15 de agosto, que é o dia da sua padroeira, Nossa Senhora de Assunção.

A capital do Ceará, que se originou de um forte, dá jus ao nome Fortaleza. O forte foi construído por holandeses em 1649 e, nessa altura, era chamado de forte Schoonemborch. Após a expulsão do povo holandês pelos portugueses, o nome do forte mudou para Forte de Nossa Senhora de Assunção

Contando com mais 2600 milhões de habitantes, conforme dados do IBGE relativos a 2017, Fortaleza é uma das cidades brasileiras mais populosas.

Fortaleza

Origem
Margarida nasceu numa família nobre por volta do ano de 1287, em Urbino, Itália. Cega e com uma deformação física, seus pais tinham vergonha de apresentá-la ao mundo. Então, ela viveu cerca de cinco anos no escondimento, dentro de uma cela, onde foi educada com princípios cristãos.

O abandono dos pais
Em 1292, os pais de Margarida ficam sabendo que, na pequena Città de Castello, morreu um franciscano com fama de ser santo, Frade Tiago da Città de Castello, que foi sepultado na Igreja de São Francisco. Acreditando que a pequena Margarida seria curada, a levaram até lá e ficaram esperando o milagre acontecer. Ao se darem conta de que não houve a cura, eles a abandonaram junto ao túmulo.

Vida nas ruas e Providência de Deus
A menina ficou pelas ruas mendigando, vivendo com ajuda da solidariedade do povo, até que foi acolhida numa pequena comunidade de freiras. Margarida, desde pequena, já tinha devoção ao Senhor e buscava uma vida austera e de mortificações, o que causou nas monjas um desconforto. Com o tempo, ela foi mandada embora.

Acolhida
Margarida volta para as ruas e é acolhida por um casal de cristãos, Grigia e Venturino, que já tinham dois filhos, mas compadecera-se da situação dela e a levaram para morar com eles. Ela vivia em um pequeno cômodo da casa, onde fazia suas práticas de oração, mortificações e jejum.

Santa Margarida e o serviço ao próximo e a vida cristã

Caridosa 
Dotada de dons espirituais, Margarida ajudou a dar uma educação cristã aos filhos do casal e ainda ajudava em obras de caridade, visitava prisioneiros e enfermos. Ela frequentava a Igreja da Caridade dos Frades Pregadores e fazia parte dos membros leigos da Ordem da Penitência de São Domingos.

A via de santificação e sua páscoa
A deficiência de Margarida e toda a rejeição que ela sofreu não a impediram de levar uma vida virtuosa e de oração constante. Meditava sobre a vida de Cristo e, por isso, buscava conformar seus sofrimentos ao d’Ele. Tão intensa foi a sua busca, que ela morreu em 13 de abril de 1320, com 33 anos, assim como seu amado Jesus.

Ensinamento
Uma mulher que sofreu muito, mas nunca deixou de acreditar que o Senhor cuidava dela. Seus traumas e feridas se transformaram em amor e caridade pelo próximo. Não era preciso que Margarida visse, porque a alma dela enxergava o necessário: o amor incondicional que o Senhor tinha por ela.

Uma oportunidade para aprender sobre a vontade de Deus

Um Convite
Observar a vida de santa Margarida é um convite a refletir sobre como nos colocamos diante da vontade de Deus. Será que quando pedimos coisas a Deus e Ele não realiza nos conformamos? Conhecer a vida de Santa Margarida é uma oportunidade para aprender a se conformar com a vontade de Deus. Muitas vezes, Ele tem coisas maiores para nós. Se o milagre que pedimos não acontece é porque o Senhor sabe o que é melhor pra nós. A vontade d’Ele precisa prevalecer.

Papa Francisco
Em 24 de abril de 2021, o Papa Francisco usou um procedimento denominado “canonização equipolente” para canonizar Santa Margarida de Città de Castello.

Minha oração
“Senhor, ensine-me, assim como Santa Margarida, a buscar a Sua vontade. Que meus desejos estejam em conformidade com os seus e que todas as minhas feridas sejam tocadas pelo seu amor. Dai-me a graça de enxergar com os olhos da alma e a abandonar-me a tua Providência.”

Santa Margarida, rogai por nós!


Outros santos e beatos que a Igreja faz memória em 13 de abril

  • Memória de São Martinho I, papa e mártir, que condenou a heresia dos monotelistas no Sínodo de Latrão. († 656)
  • Beato Serafim Morazzone, presbítero da diocese de Como, na Lombardia (Itália). († 1822)
  • Santos mártires Carpo, bispo de Tiatira, Pápilo, diácono, Agatónica, irmã de Pápilo, e muitos outros, que pela confissão da fé receberam a coroa do martírio, na Turquia († s. II)
  • Santo Urso, bispo, na Itália. († c. 425)
  • Santo Hermenegildo, mártir. († 586)
  • Beata Ida, viúva que se notabilizou pela liberalidade para com os pobres e pelo zelo pelo decoro da casa de Deus. († 1113)
  • São Carádoco, presbítero e eremita. († 1124)
  • Beata Ida, virgem, que sofreu muitos maus tratos do pai antes de entrar na vida religiosa e pela austeridade da sua vida imitou em seu corpo a paixão de Cristo. († c. 1290)
  • Beato Albertino, eremita e prior de uma comunidade de eremitas, na Úmbria, região da Itália. († 1294)
  • Beatos Francisco Dickenson e Milo Gerard, presbíteros e mártires, que, regressando do Colégio dos Ingleses de Reims à sua pátria, para exercer clandestinamente o ministério sacerdotal, no reinado de Isabel I foram suspensos da forca e submetidos a outros cruéis suplícios, na Inglaterra († 1590)
  • Beatos João Lockwood e Eduardo Catherick, presbíteros e mártires no reinado de Carlos I, na Inglaterra. († 1642)
  • Beato Escubílio (João Bernardo Rousseau), religioso da Congregação dos Irmãos das Escolas Cristãs, que ensinou incansavelmente as crianças e deu ajuda aos pobres e esperança aos escravos, no Oceano Índico. († 1867)
  • São Sabas Reyes, presbítero e mártir, que durante a perseguição mexicana morreu por Cristo Sacerdote, no México. († 1927)

Fontes:

  • vaticannews.va
  • Martirológio Romano
  • pt.aleteia.org

– Pesquisa: Rane Nascimento – Comunidade Canção Nova
– Produção e edição: Fernando Fantini – Comunidade Canção Nova