Clube de Imprensa

13 de Dezembro – Dia de Santa Luzia, Dia do Marinheiro e Dia Nacional do Cego

Origens
Santa Luzia nasceu em Siracusa, na Itália, no fim do século III. Conta-se que pertencia a uma família italiana rica, que lhe deu ótima formação cristã, a ponto de ter feito um voto de viver a virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe, chamada Eutícia, a queria casada com um jovem de distinta família, porém, pagão.

A Romaria
Ao pedir um tempo para o discernimento e tendo a mãe gravemente enferma, Santa Luzia inspiradamente propôs à mãe que fossem em romaria ao túmulo da mártir Santa Águeda, em Catânia. Pela cura da grave doença seria a confirmação do “não” para o casamento.

O Milagre
Milagrosamente, foi o que ocorreu logo com a chegada das romeiras. Assim, Santa Luzia voltou para Siracusa com a certeza da vontade de Deus quanto à virgindade e quanto aos sofrimentos pelos quais passaria, assim como Santa Águeda.

“Adoro a um só Deus verdadeiro, e a Ele prometi amor e fidelidade” (Santa Luzia)

A Perseguição
Santa Luzia vendeu tudo, deu aos pobres, e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa. Não querendo oferecer sacrifício aos falsos deuses nem quebrar o seu santo voto, ela teve que enfrentar as autoridades perseguidoras. Quis o prefeito da cidade, Pascásio, levar à desonra a virgem cristã, mas não houve força humana que a pudesse arrastar.

Páscoa
Firme como um monte de granito, várias juntas de bois não foram capazes de a levar (Santa Luzia é, muitas vezes, representada com os sobreditos bois). As chamas do fogo também se mostravam impotentes diante dela, até que, por fim, a espada acabou com vida tão preciosa. A decapitação de Santa Luzia se deu no dia 13 dezembro de 304.

Os olhos
Conta-se que, antes de sua morte, teriam arrancado os seus olhos, fato ou não, Santa Luzia é reconhecida pela vida que levou até as últimas consequências, pois assim testemunhou diante dos acusadores: “Adoro a um só Deus verdadeiro, e a Ele prometi amor e fidelidade”.

Santa Luzia: a Portadora da Luz

O Nome
O nome de Santa Luzia deriva do latim e significa: Portadora da luz. Ela é invocada pelos fiéis como a protetora dos olhos, que são a “janela da alma”, canal de luz.

Oração:

Ó, Santa Luzia, que preferistes deixar que, os vossos olhos fossem vazados e arrancados, antes de negar a fé e conspurcar vossa alma; e Deus, com um milagre extraordinário, vos devolveu outros dois olhos sãos e perfeitos, para recompensar vossa virtude e vossa fé, e vos constituiu protetora contra as doenças dos olhos, eu recorro a vós para que protejais minhas vistas e cureis a doença dos meus olhos. Ó, Santa Luzia, conservai a luz dos meus olhos para que eu possa ver as belezas da criação. Conservai também os olhos de minha alma, a fé, pela qual posso conhecer o meu Deus, compreender os seus ensinamentos, reconhecer o seu amor para comigo e nunca errar o caminho que me conduzirá onde vós, Santa Luzia, vos encontrais, em companhia dos anjos e santuário. Santa Luzia, protegei meus olhos e conservai minha fé. Amém. 

Minha oração

“Te pedimos a proteção dos nossos olhos contra todo mal e doença, assim como uma visão purificada para enxergar a Deus em tudo e todos. Que nossa visão vá além do material e alcance o espiritual, percebendo que é tão real e presente nas nossas vidas. Amém.”

Santa Luzia, rogai por nós!

O Dia Nacional do Cego é comemorado anualmente em 13 de dezembro.

Também conhecido como o Dia Nacional do Deficiente Visual, esta data tem o objetivo de conscientizar a população contra o preconceito e discriminação, incentivando o espírito de solidariedade humana.

A cegueira ou deficiência visual é caracterizada pela perda total ou parcial da visão, seja por consequências congênitas (com o nascimento) ou adquirida ao longo da vida.

Uma das principais conquistas nos últimos anos foi a implantação de legislações que garantissem métodos de ensino específicos para crianças e adultos com deficiência visual, através do sistema braille.

Origem do Dia Nacional do Cego

O Dia Nacional do Cego foi criado a partir do Decreto nº 51.405, de 26 de julho de 1961, assinado pelo então presidente do Brasil, Jânio da Silva Quadros.

A criação da data tem como objetivo consolidar os princípios da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que visa os fundamentos de igualdade e solidariedade para todos os cidadãos.

Dia do Marinheiro é celebrado anualmente em 13 de dezembro.

A data homenageia a digna e honrosa profissão de marinheiro, o responsável pela manutenção, serviço e segurança dos navios e submarinos.

A Marinha do Brasil é uma das três forças armadas do país, assim como a Aeronáutica e o Exército. Os marinheiros da Marinha Nacional são responsáveis por defender a nação brasileiras, nos rios e oceanos.

Existem vários tipos de marinheiros, dependendo do trabalho específico que executam. Os marinheiros mercantes, por exemplo, viajam o mundo, de país em país, levando e trazendo produtos e mercadorias.

O Dia do Marinheiro surgiu em homenagem à Joaquim Marques Lisboa, conhecido como Almirante Tamandaré, que nasceu em 13 de dezembro de 1807.

Almirante Tamandaré é considerado o patrono da Marinha Brasileira, devido a sua bravura nos combates da Guerra do Paraguai e por todo o seu serviço à Marinha Nacional.

Dia do Ótico ou Dia do Óptico é comemorado anualmente em 13 de dezembro no Brasil.

A data homenageia os profissionais responsáveis pelas óticas, lojas especializadas na venda de produtos e demais instrumentos destinados ao cuidado e prevenção da visão humana.

No entanto, é importante não confundir a responsabilidade dos ópticos com a dos oftalmologistas – médicos que cuidam do globo ocular e demais partes que compõe o sentido visual. Os ópticos tratam dos instrumentos que beneficiam a visão, como óculos, lentes de contato e etc.

O dia 13 de dezembro é comemorado o Dia do Óptico por causa de Santa Lúcia de Siracusa, mais conhecida por Santa Luzia, que também celebra o seu dia nesta data.

Santa Luzia é a padroeira católica da visão e foi morte em 13 de dezembro de 304 d.C. De acordo com a lenda cristã, Santa Luzia teve os seus olhos arrancados por um soldado romano, sob ordens do imperador Diocleciano. Porém, milagrosamente, nasceram dois olhos novos, sadios e ainda mais bonitos em Santa Luzia.

O Dia do Engenheiro Avaliador e Perito de Engenharia é comemorado anualmente em 13 de dezembro no Brasil.

O profissional desse ramo precisa ter registro do Crea, além de ter formação especializada para desempenhar as suas tarefas, que resumidamente consistem em avaliar imóveis e emitir laudos.

A origem dessa comemoração decorre da deliberação n.º 46/2003, de 27 de junho da CAN – Comissão de Assuntos Nacionais, cujo objetivo não é apenas homenagear o trabalho dos profissionais, mas especialmente tornar essa profissão conhecida.

Trata-se de dois profissionais diferentes, um engenheiro, o outro perito, embora ambas profissões possam estar aliadas.

A importância dessa área da engenharia se revela cada vez maior, tendo em conta a necessidade crescente de avaliar construções para fins empresariais ou particulares, aliados às necessidades financeiras, tal como é o caso das avaliações de imóveis para garantias bancárias.

Recorde-se que o Dia do Engenheiro é celebrado no dia 11 de dezembro, enquanto o dia 10 de abril é dedicado à Engenharia.

Apesar dessas datas, há muitas outras datas dedicadas também aos engenheiros de acordo com as suas especialidades. É o caso do dia 13 de dezembro!

 

O Dia do Pedreiro é comemorado anualmente em 13 de dezembro no Brasil.

A data homenageia a profissão de um dos operários mais antigos da história da humanidade. O pedreiro é o responsável por ajudar a construir prédios públicos ou privados, utilizando técnicas de revestimentos com argamassas, alvenaria e demais derivados da pedra.

O pedreiro, como o próprio nome sugere, trabalha com a manipulação de materiais feitos de pedra ou tijolo.

Em homenagem aos pedreiros que ajudaram a construir a cidade de Brasília, a capital brasileira, em apenas 41 meses, em 1961, o presidente do Brasil Juscelino Kubitsckek mandou erguer um monumento que fizesse todos lembrarem da grande importância desta profissão para o desenvolvimento do país.

O Dia Nacional do Forró é comemorado hoje, no aniversário de nascimento de Luiz Gonzaga, que veio ao mundo em 13 de dezembro de 1912. Para marcar a data, o Curta Musical preparou um especial sobre o cantor, compositor e sanfoneiro, conhecido como O Rei do Baião.
Hoje comemora-se o Dia do Lapidador! Este profissional é responsável por aperfeiçoar pedras preciosas e dar a elas o formato ideal. O ofício do lapidador exige muita atenção, esmero e paciência a fim de obter o melhor resultado ao  transformar um material bruto em uma obra de arte!

Ao contrário do que muitos pensam, a lapidação não é empregada apenas na produção de joias. Essa atividade também usa materiais como o mármore, o granito, a ardósia e, inclusive, metais e vidros. Muitas peças decorativas, por exemplo, são obtidas por meio dessa técnica.

Pular para o conteúdo