13 de junho – Dia Mundial do Desporto Olímpico, do Atleta Olímpico e do Lavrador

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print
Foto: Shutterstock
Nesta quinta-feira dia 23 de junho de 2022 comemora-se o dia Mundial do Desporto Olímpico, do Atleta Olímpico e do Lavrador
Programa Show de Prêmios – incluso no Guinness Book 1996/1997 – apresentado pelo jornalista Lile Corrêa e o radialista Matheus Corrêa  destaca as datas comemorativas de segunda a sexta-feira das 10h as 12h na Educadora FM 104,9 de Ponta Porã.
Anéis Olímpicos – Foto: Shutterstock

Também conhecido como Dia Olímpico, esta data é uma homenagem à criação do Comitê Olímpico Internacional, fundado em 23 de junho de 1894.

A partir de uma iniciativa do francês Pierry de Frédy (conhecido como Barão de Coubertin), o Comitê Olímpico surgiu com a proposta de resgatar o espírito de competição dos antigos Jogos Olímpicos que eram realizados na Grécia antiga.

Os primeiros Jogos Olímpicos Modernos foram realizados na cidade de Atenas, na Grécia, entre os dias 6 e 15 de abril de 1896. Atualmente, os Jogos Olímpicos são feitos de 4 em 4 anos e em diferentes países do mundo.

Durante o Dia Olímpico, são organizadas diversas atividades que buscam lembrar a comunidade em geral sobre os princípios de “exercitar, aprender e descobrir”.

No Brasil, por exemplo, nesta data também é celebrado o Dia Nacional do Esporte, instituído a partir da “Lei Pelé”, em 1998. Durante este dia, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) realiza a chamada “Semana Olímpica” em diversas cidades do país.

O Dia Mundial do Desporto Olímpico foi instituído pela Lei n.º 9.615, art. 86, de 24 de março de 1998.

Oficialmente, existem 44 esportes olímpicos que são praticados durante as competições. Eles são:

  • Atletismo
  • Badminton
  • Basquetebol
  • Boxe
  • Canoagem Slalom
  • Canoagem Velocidade
  • Ciclismo BMX
  • Ciclismo Estrada
  • Ciclismo de Pista
  • Ciclismo Mountain Bike
  • Esgrima
  • Futebol
  • Ginástica Artística
  • Ginástica de Trampolim
  • Ginástica Rítmica
  • Golfe
  • Handebol
  • Hipismo
  • Hóquei sobre Grama
  • Judô
  • Karatê
  • Levantamento de Peso
  • Luta Olímpica
  • Maratonas Aquáticas
  • Nado Sincronizado
  • Natação
  • Pentatlo Moderno
  • Polo Aquático
  • Remo
  • Rugby de 7
  • Skate
  • Saltos Ornamentais
  • Taekwondo
  • Tiro com Arco
  • Tiro Esportivo
  • Triatlo
  • Tênis
  • Tênis de Mesa
  • Vela
  • Voleibol
  • Vôlei de Praia.

Esta data homenageia a todos os atletas que se dedicam com muito treino a participar dos esportes olímpicos. Empenho, esforço físico e psicológico, além de muita disciplina são fundamentais para o sucesso desses atletas.

Nesta mesma data também se celebra o chamado Dia Olímpico, lembrando a criação do Comitê Olímpico Internacional (COI), em 23 de junho de 1894, em Paris, por iniciativa do Barão Pierre de Coubertin.

Atualmente, de acordo com a lista oficial do COI, existem 42 esportes olímpicos, que são: Atletismo, Badminton, Basquetebol, Boxe, Canoagem Slalom, Canoagem Velocidade, Ciclismo BMX, Ciclismo Estrada, Ciclismo de Pista, Ciclismo Mountain Bike, Esgrima, Futebol, Ginástica Artística, Ginástica de Trampolim, Ginástica Rítmica, Golfe, Handebol, Hipismo, Hóquei sobre Grama, Judô, Levantamento de Peso, Luta Olímpica, Maratonas Aquáticas, Nado Sincronizado, Natação, Pentatlo Moderno, Polo Aquático, Remo, Rugby de 7, Saltos Ornamentais, Taekwondo, Tiro com Arco, Tiro Esportivo, Triatlo, Tênis, Tênis de Mesa, Vela, Voleibol, Vôlei de Praia.

Saiba mais também sobre o Dia Mundial do Desporto Olímpico.

Normalmente, para celebrar o Dia Olímpico e o Dia do Atleta Olímpico, comemora-se a Semana Olímpica, um período em que diversas atividades esportivas são realizadas para promover a cultura do esporte olímpico. No Brasil, esses eventos são organizados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

Esta data homenageia aquele que cultiva o solo, arando, adubando e semeando para que este produza alimentos que serão consumidos por toda população.

A profissão surge desde que o homem primitivo se fixou na terra e começou a produzir seu próprio alimento, ao invés de ficar vagando nômade.

Dia do Lavrador

A palavra vem do latim labora, a qual traduzimos como trabalhar em português, e segue indicando aquele que trabalha diretamente com a terra, onde começa o ciclo da vida e do qual o meio urbano depende diretamente.

Embora o campo esteja extremamente mecanizado atualmente, este profissional é extremamente importante porque conhece o meio rural onde está inserido e assim, pode realizar bem o seu ofício. Igualmente, nas áreas mais pobres, onde o cultivo ainda é realizado de maneira manual, o lavrador é uma figura importantíssima.

José Cafasso é tido como o co-fundador dos Salesianos, em parceria com São João Bosco. Este santo é considerado o patrono dos encarcerados e dos condenados à pena capital.

Este santo nasceu em Castelnuovo d’Asti, na Itália, em 1811, e desde a infância sentiu o chamado para seguir a vida religiosa.

Como padre, Cafasso se destacou como um exímio confessionário, ouvindo as confissões de todos os fiéis, sejam enfermos, presos, criminosos, etc. José Cafasso é lembrado pelo seu jeito simples e manso de lidar com as pessoas, expondo uma grande paciência e ternura.

São José Cafasso morreu em 23 de junho de 1860, aos 49 anos. Antes de falecer, deixou todos os seus pertences a João Bosco, para ajudá-lo a continuar com a sua obra de instrução e auxílio aos jovens.

Este dia, também conhecido como Dia do Serviço Público das Nações Unidas, tem como fim enaltecer o valor do serviço público na sociedade, reconhecendo todo o trabalho realizado pelos funcionários públicos e apelando ao mesmo tempo ao seguimento de carreira no setor público.

Anualmente entregam-se os Prémios das Nações Unidas de Serviço Público neste dia, para o reconhecimento internacional do trabalho de excelência em serviço público. Os países das Nações Unidas são incentivados a organizar iniciativas para celebrar o dia, que sublinhem a importância do serviço público e dos seus funcionários na comunidade.

Este dia do serviço público foi instituído pela ONU com a resolução 57/277 e foi celebrado pela primeira vez em 2003.

Foi em 2010 que a ONU declarou o dia 23 de junho como o Dia Internacional das Viúvas, sendo a data celebrada oficialmente pela primeira vez em 2011.

Na prática, o primeiro Dia Internacional das Viúvas teve lugar em 2005, por iniciativa da Loom Foundation, tendo sido escolhido o dia 23 de junho por ter sido neste dia, em 1954, que a mãe do fundador desta fundação ficou viúva.

O objetivo da instauração da data é consciencializar a população relativamente ao sofrimento das mulheres viúvas, lembrando as crueldades cometidas contra elas, e obrigar os países a prestar atenção à situação das viúvas e dos seus filhos.

Estima-se que existam 245 milhões de viúvas no mundo, das quais 115 milhões vivem na pobreza, sofrendo discriminação social e privação económica, simplesmente porque perderam o marido. Em certos países, nega-se a herança e os direitos de terra da viúva, despejando-se a viúva da própria casa e abusando fisicamente dela. Para tentar impedir o abuso dos seus direitos humanos e dos direitos dos seus filhos, a ONU criou este dia mundial das viúvas.

Instituído pela Lei nfenamarº 11.791, de 02 de outubro de 2008 o dia 23 de Junho é dedicado ao Agente Marítimo.

A atividade do agenciamento marítimo existe desde os primórdios da história, quando se instituiu o comércio marítimo.

O agente representa um elo essencial na cadeia de comunicação entre os diversos profissionais que interagem com o navio quando ele chega a um porto nacional, pois é por meio de um agente que o navio recebe as orientações legais para atracar no porto e também para descarregar as mercadorias.

 

Criado pela Women’s Engineering Society (WES) do Reino Unido, o Dia Internacional das Mulheres na Engenharia é comemorado anualmente em 23 de junho. A data tem como objetivo fortalecer o espaço que as engenheiras vêm ganhando na profissão. A notoriedade se deve, sobretudo, à luta pela igualdade de gêneros e expansão do sistema educacional demarcada a partir da década de 1970, quando as reivindicações políticas se consolidaram possibilitando a elas buscar o seu lugar no mercado de trabalho.