Clube de Imprensa

14 de Abril – Dia Pan-Americano, Dia Mundial do Café e Dia de Santa Ludovina

O Dia Pan-Americano é um feriado celebrado por vários países da América do Sul e do Norte. Ele comemora a Primeira Conferência Internacional dos Estados Americanos, concluída em 14 de abril de 1890, criando a União Internacional das Repúblicas Americanas, a precursora da Organização dos Estados Americanos.

Historicamente, em especial desde o século XIX, vêm sendo levados à frente movimentos em prol do Pan-Americanismo, ideal de integração e solidariedade entre os países do continente americano, defendido inicialmente pelo revolucionário venezuelano Simon Bolívar (1783-1830).

Um dos resultados desse movimento foi a instituição do Dia Pan-Americano, em 14 de abril de 1890, derivado da Primeira Conferência Internacional dos Estados Americanos, realizada naquele ano, em Washington, Estados Unidos. O evento visou a incentivar a união e a cooperação no continente, mas esse objetivo deu-se na vertente do Monroismo, visão norte-americana do Pan-Americanismo. Essa visão divergia do Bolivarismo, voltado ao fortalecimento dos países que haviam sido colonizados pela Espanha, face a uma possível contra-ofensiva espanhola à sua independência.

No dia 14 de abril celebramos o dia do Técnico em Serviço de Saúde – um dia para agradecer os profissionais que auxiliam em todos os processos entre médicos e pacientes, que cuidam e salvam vidas todos os dias.

O técnico em serviço de saúde inclui, técnicos em farmácia, em enfermagem, nutrição, radiologia, médicos, cirurgiões, anestesistas, fisioterapeutas, odontologistas, profissionais em segurança do trabalho e outros profissionais que auxiliem no cuidado com a saúde de um paciente.

Esses profissionais desempenham um papel extremamente importante. Os cuidados com o corpo humano são complexos para apenas o médico se responsabilizar, por isso, é necessário o apoio e ajuda de outros profissionais para que o paciente receba o melhor tratamento, o melhor acompanhamento e para que se sinta confortável e calmo durante os momentos de aflição. Por isso, cuidar das pessoas é um trabalho a ser realizado em equipe e que necessita da colaboração de vários profissionais, todos muito bem preparados.

O neurocirurgião é o especialista que trata das doenças cirúrgicas do cérebro, da medula espinhal, dos nervos e das estruturas que envolvem estes órgãos: o crânio, a coluna vertebral e os túneis nervosos.

Lidamos com os órgãos mais importantes do corpo humano, tratamos o centro da vida. Enfrentamos doenças que levam rapidamente à morte ou que deixam sequelas graves e sofridas. Tratamos de tumores, anomalias vasculares, malformações congênitas, doenças degenerativas, e muito mais.

Estudamos muito e por um longo tempo. Após 6 anos de faculdade, estudamos ainda mais 5 anos de especialização para começarmos a trabalhar na neurocirurgia e continuarmos estudando pelo resto das nossas vidas.

Dia Mundial do Café é comemorado anualmente em 14 de abril.

A data homenageia uma das bebidas mais adoradas do mundo: o café! Seja ele carioca, pingado, cappuchino, americano ou expresso, o café é uma paixão mundial, sem dúvidas.

De acordo com o Sumário Executivo – Café, de setembro de 2021, documento da responsabilidade do Ministério da Agricultura Pecuária e Estabelecimento, o Brasil é considerado o maior produtor e exportador de café do mundo, seguido do Vietnã e da Colômbia.

Dia internacional e dia nacional do café

O Dia Mundial do Café, em 14 de abril, é uma data bastante popular. Além dela, existe também o Dia Internacional do Café, em 1 de outubro.

O Dia Internacional do Café foi criado em 2015 por iniciativa da OIC – International Coffee Organization. A ideia dos membros da OIC era organizar uma única celebração do café em todo o mundo.

Mas, como o café é amado e consumido em vários países pelo mundo, cada nação criou o seu Dia Nacional do Café.

Já em 2005, por iniciativa da ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, havia sido criado no Brasil o Dia Nacional do Café, comemorado em 24 de maio.

 

A data foi incluída no calendário mundial da saúde em 2019 e no ano de 2020 é comemorada oficialmente pela primeira vez. O objetivo principal da comemoração é alertar para a importância da conscientização sobre o combate à doença.

A doença de Chagas, também chamada de tripanossomíase americana, tem sido denominada “doença silenciosa e silenciada”, não apenas por seu curso clínico lento e frequentemente assintomático, mas também porque afeta, principalmente, pessoas pobres que não têm voz política ou acesso a serviços de saúde.

Foi nessa data, em 1909, que a primeira paciente, uma menina brasileira chamada Berenice Soares de Moura, foi diagnosticada para essa doença pelo Dr. Carlos Ribeiro Justiniano Chagas.

Santa Ludovina, invocada como intercessora dos doentes crônicos

Origem
Santa Ludovina nasceu em 1380 na Holanda. Sua família era humilde, caridosa e, principalmente, riquíssima em espiritualidade.

Infância caridosa
Ainda quando criança, Ludovina recolhia alimentos e roupas para doar aos pobres e doentes. Foi uma jovem viva, eficaz e cheia de brincadeiras.

Possibilidades
Antes dos 15 anos de idade, ela recebeu muitas propostas de casamento, mas, por amor a Jesus, permaneceu fiel em sua vocação por uma vida consagrada ao Senhor.

Santa Ludovina e a entrega total ao Senhor

Adolescência
Em sua adolescência, sofreu um acidente e ficou praticamente paralisada. Enfrentou a enfermidade com ajuda da família e de seu diretor espiritual. Encontrou, nessa situação, uma oportunidade de se unir-se à cruz gloriosa do Senhor.

Espiritualidade da cruz
Tinha uma forte intimidade com a cruz do Senhor. E pautava sua vida pela ciência da cruz. Enfrentou vários desafios. Ao longo de sua vida, foi incompreendida por muitos e até acusada de mentirosa. Seu legado não para por aí, diante de todas as realidades, a jovem resolveu dar a mesma resposta de Jesus no alto da cruz. Enxergando todas essas realidades, a partir do amor e do perdão, a santa oferecia todas as suas dores pela conversão dos pecadores, e pela salvação das almas. Por fim, não pedia mais que o Senhor aliviasse suas dor, pois todas as coisas eram ordenadas para o amor.

Vida penitencial intensa
Segundo a história, passou cerca de 7 anos sem comer nem beber nada. Recebia, como alimento, Jesus Eucarístico. No dia 14 de abril do ano de 1433, foi chamada à eternidade. Morreu de forma serena e em paz. Em 1890, o Papa Leão XII elevou a santa ao altar e autorizou o seu culto para o dia de sua morte.

Devoção a Santa Ludovina

Segundo a tradição
É invocada como intercessora dos doentes crônicos

Minha oração
“Senhor Jesus, perdoe as nossas ansiedades e desespero nos momentos de dor. Concedei-nos, pelas preces de Santa Ludovina, que soube manter a serenidade durante sua enfermidade, a paciência para enfrentar com coragem e paz as dores e as tristezas. Por Cristo Nosso Senhor. Amém!”

Santa Ludovina, rogai por nós!


Outros santos e beatos que a Igreja faz memória em 14 de abril

  •   Santos TibúrcioValeriano e Máximo, mártires em Roma. († data inc.)
  •   Santas mártires Bérnica e Prosdoca, virgens, com sua mãe Senhorinha, que, em tempo de perseguição, ao fugirem para se salvar dos que atentavam contra a sua pureza, encontraram no rio o seu martírio, na Turquia. († s. IV)
  •   São Frontão, abade, que, com cerca de setenta companheiros, se retirou para a vida eremítica, no Egito. († s. IV)
  •   Santo Asaco ou Asico, bispo, que é considerado discípulo de São Patrício e primeiro bispo desta Igreja, na Irlanda. († s. V)
  •   Santa Tomaides, mártir, no Egito. († 476)
  •   São Lamberto, bispo, que tinha sido monge e depois abade de Fontenelle, na França. († c. 688)
  •   São João, bispo, que colocou todo o ardor da sua atividade na assistência aos pobres e na santificação do clero, na Campânia, região da Itália. († s. XI/XII)
  • São Bernardo, abade, que por várias vezes se refugiou para a vida eremítica nos bosques e na ilha de Chausey, mas também se dedicou a instruir e conduzir à perfeição evangélica os discípulos que a ele acorriam em grande número, na França. († 1117)
  • São Bento, jovem pastor, por cuja virtude, com o auxílio de Deus, foi construída a ponte sobre o Ródano, de grande utilidade para os cidadãos, na França. († 1184)
  • Beato Pedro González, vulgarmente conhecido como São Telmo, presbítero da Ordem dos Pregadores, na Espanha. († 1246)
  • Beata Isabel (Josefina Calduch Rovira), virgem da Ordem das Clarissas Capuchinhas e mártir, que, em tempo de perseguição contra a fé cristã, morreu por seu divino Esposo, Jesus Cristo, na Espanha. († 1936)

Fontes:

  • vaticannews.va
  • Martirológio Romano
  • Liturgia das Horas

– Pesquisa: Nathália Cassiano – Comunidade Canção Nova
– Produção e edição: Fernando Fantini – Comunidade Canção Nova