Clube de Imprensa

21 de Abril – Dia de Tiradentes, Aniversário de Brasília, Dia da Polícia Civil e Santo Anselmo

O Dia de Tiradentes é comemorado em 21 de abril, e é considerado um feriado nacional no Brasil.

Esta data homenageia a figura do herói nacional Joaquim José da Silva Xavier, popularmente conhecido por “Tiradentes” (referência ao seu ofício de dentista).

O feriado 21 de abril é importante porque Tiradentes, que foi morto nessa data em 1792, é considerado um brasileiro que lutou pela independência de Minas Gerais do domínio português.

Quem foi Tiradentes?

Tiradentes nasceu em 12 de novembro de 1746 na fazenda de Pombal, entre as cidades hoje chamadas de Tiradentes e São João del Rei, em Minas Gerais.

Ele foi um dentista, comerciante, minerador, militar e ativista político brasileiro, e atuava na época do Brasil Colonial nas capitanias de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Joaquim José da Silva Xavier foi um participante da Inconfidência Mineira, um dos principais movimento contra o domínio português exercido por governadores nomeados no território. Na Capitania de Minas Gerais, a conspiração visava retirar o poder do Visconde de Barbacena.

Por ser um dos principais articuladores do movimento revolucionário, ao viajar para o Rio de Janeiro Tiradentes foi capturado em 10 de maio de 1789 e condenado por traição à coroa portuguesa quando a conspiração foi descoberta.

A morte de Tiradentes

Tiradentes foi enforcado e posteriormente esquartejado, no Rio de Janeiro, em 21 de abril de 1792.

Dia de Tiradentes

Partes de seu corpo foram expostos nos principais centros urbanos do Rio de Janeiro e Minas Gerais. A sua casa foi queimada, o terreno salgado e todos os seus bens confiscados.

A prisão onde foi encarcerado é a atual sede da Assembleia estadual do Rio de Janeiro e recebe o nome de Palácio Tiradentes. Igualmente, a cidade onde nasceu mudou de nome e passou a se chamar Tiradentes.

O que se comemora em 21 de abril?

Tiradentes foi reconhecido como herói nacional e um mártir da Inconfidência Mineira, quando a República brasileira foi instalada através de um golpe em 15 de novembro de 1889.

Um dos primeiros atos do novo governo foi transformar a data em que ele foi executado, 21 de abril, em uma festa cívica a ser celebrada nos quartéis.

Tiradentes é considerado um grande líder por ter lutado por seu povo e seus ideais, apesar de ser o mais humilde entre todos os membros do movimento, Tiradentes foi quem assumiu as maiores responsabilidades.

Origem do Feriado de Tiradentes

No ano de 1789, uma parte da população de Minas Gerais fez uma tentativa de revolta separatista contra o domínio dos portugueses no Brasil. Tiradentes foi ativista desse movimento e o único condenado à morte por enforcamento.

Por este motivo, as suas ações são reconhecidas como atos heroicos que lhe garantiram o status de importante figura histórica brasileira.

Em 1965, através da Lei 4.897, de 9 de dezembro, Tiradentes foi declarado Patrono da Nação Brasileira.

O feriado foi estabelecido pela Lei Nº 10.607, de 19 de dezembro de 2002 durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso.

O nome de Tiradentes está escrito no Panteão da Pátria e da Liberdade Brasileiro (conhecido como o “Livro dos Heróis da Pátria”) desde 21 de abril de 1992.

Curiosidade sobre Tiradentes

Durante a ditadura militar brasileira (1964-1985), Tiradentes foi retratado como barba e cabelos compridos para se assemelhar a Jesus Cristo. Mas é provável que tivesse a cabeça raspada e o rosto barbeado, como era comum fazer para evitar os piolhos entre os prisioneiros.

O Dia do Metalúrgico é comemorado anualmente em 21 de abril.

Esta data homenageia todos os profissionais que trabalham com o manejo dos metais. Os metalúrgicos podem atuar em diversos campos da metalurgia, ramo da engenharia responsável em produzir peças e demais objetos a partir do metal ou ligas metálicas, como indústrias siderúrgicas, automobilísticas, navais e até na mineração.

A metalurgia é considerada uma das profissões mais antigas da humanidade, estimando que tenha surgido há cerca de 6 mil anos os primeiros ferreiros.

A sociedade de metalúrgicos brasileira ficou famosa por sua luta por direitos e melhores condições de trabalho. O maior representante desta classe foi o ex-presidente do Brasil Luís Inácio Lula da Silva.

O Dia da Latinidade é comemorado anualmente em 21 de abril.

Esta data visa homenagear a cultura, história e tradição do povo latino, que está principalmente representado pela América Latina, formada por grande parte das Américas do Sul e Central.

O povo latino é mundialmente estereotipado como “caloroso”, bastante receptivo e por ter traços exóticos de extrema beleza. Não só por isso, mas também por serem donos de uma cultura muito rica, seja artisticamente, na gastronomia, crenças e etc.

Na América Latina, o espanhol e o português são os idiomas mais falados pelos latinos. No entanto, vale lembrar que o termo “latino” é uma referência aos povos que desenvolveram uma língua baseada no latim.

O italiano e o francês são exemplos de idiomas com base no latim, mas que ficam situados na região sul e central da Europa.

O Brasil é o maior país da América Latina e o único a falar português. Mesmo assim, por falta de informação, muitos brasileiros não se sentem parte da cultura latina, supostamente por relacionarem o povo latino com os falantes do castelhano (maior parte dos países da latinos).

O Dia da Latinidade é comemorado com demonstrações públicas das tradições típicas que caracterizam o povo latino (incluindo os brasileiros). A alegria, musicalidade e rica cultura popular são algumas das características que todos os povos latinos possuem em comum, seja na América ou na Europa.

Dia da Polícia Civil é celebrado anualmente em 21 de abril no Brasil.

A data foi instituída de acordo com o Decreto-Lei Nº 9.208, de 29 de abril de 1946.

Trata-se de uma homenagem ao órgão responsável pela segurança da população e a manutenção da ordem pública, seguindo as leis e normas de boa conduta em sociedade.

Cada estado brasileiro possui um núcleo da polícia civil, somando 27 entidades no Brasil (26 estados e o Distrito Federal).

A criação do Dia da Polícia Civil é uma homenagem à figura de Tiradentes (Joaquim José da Silva Xavier), o patrono das polícias brasileiras (civil e militar).

Aliás, além do Dia da Polícia Civil e Dia de Tiradentes, em 21 de abril ainda se comemora o Dia da Polícia Militar.

O dia 21 de abril simboliza a data do enforcamento de Tiradentes, membro da 6ª Companhia de Dragões de Minas Gerais, um valente grupo que lutou no movimento da Inconfidência Mineira.

Por norma, como forma de celebração, as unidades da polícia civil organização desfiles de tropas e demonstrações cívico-militares.

A principal função dos policiais civis é investigar crimes, reunindo provas para identificar os autores destes delitos.

São os policiais civis que também ajudam a patrulhar as ruas, mantendo-se sempre em alerta para proteger a comunidade.

Em 21 de abril se comemora, ainda, o Dia do Funcionário Policial Civil, conforme Lei nº 4.878, art. 61, de 3 de dezembro de 1965.

dia do textil.jpg
A indústria têxtil tem sido uma parte importante para a economia brasileira. Mas, toda essa importância foi conquistada ao longo de décadas (talvez séculos), com o setor sendo um dos principais representantes da industrialização do nosso país.

Não há uma data exata de como a produção de tecidos se iniciou no país. Mas, alguns historiadores mencionam que a indústria têxtil começou no Brasil no período colonial, há cerca de 500 anos.

Nessa época tínhamos um movimento herdado da cultura europeia, com os portugueses colonizadores. Portanto, era apenas influência e não uma expressão cultural definitivamente brasileira.

A partir de 1900, a moda começou a ser reformulada em nosso país, sendo mais adequada ao clima brasileiro e adquirindo uma cultura nacionalizada. Fato que foi impulsionado pela Primeira Guerra Mundial.

Um pouco mais tarde, com a revolução industrial e o surgimento de novas tecnologias, o setor viu a multiplicação de novas oportunidades. Desde então, nossas indústrias nunca mais pararam de crescer.

Desde 2018, o Dia Mundial da Criatividade abre inscrições para voluntários, anfitriões, parceiros, inspiradores e participantes do Brasil e do mundo que querem fazer parte do ecossistema de criatividade e inovação em suas cidades.

Nossa missão é construir uma comunidade global de líderes criativos, educadores, empreendedores, investidores, criadores de conteúdo, pesquisadores e outros agentes de mudança em defesa da Resolução 71/284 da Organização das Nações Unidas, celebrando o dia 21 de abril ao redor do mundo com a realização de milhares de atividades gratuitas que promovem o desenvolvimento humano.

Aniversário de Brasília é comemorado anualmente em 21 de abril. A data é considerada feriado na cidade.

Brasília é a capital do Brasil, uma cidade que foi planejada, projetada e construída com o propósito de ser a sede do governo brasileiro.

A cidade de Brasília está localizada no Distrito Federal. Ela é conhecida como uma das criações mais importantes do arquiteto Oscar Niemeyer, em parceria com o urbanista Lúcio Costa.

O “Plano Piloto”, como foi apelidado o projeto urbanístico da cidade, começou a ser criado em 1956. O seu custou total chegou em cerca de 1 bilhão de dólares.

Brasília foi inaugurada em 21 de abril de 1960, pelo então presidente Juscelino Kubitschek, passando a ser a terceira capital do Brasil. Antes de Brasília, as capitais do Brasil haviam sido Salvador e Rio de Janeiro.

Uma particularidade da cidade de Brasília é o seu formato similar ao de um avião, quando vista de cima.

Graças ao seu estilo urbanístico, desde 7 de dezembro de 1987 a cidade é considerada Patrimônio Mundial pela UNESCO -Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Como parte das comemorações do aniversário da capital federal, os brasilienses dispõem de várias atividades especiais. São exemplos: exposições, intervenções urbanas, mostras de cinema e documentários, shows e demais espetáculos culturais.

Brasília

História

A ideia de transferir a capital para o interior do país existia desde o tempo da Independência e era defendida por políticos como José Bonifácio. No entanto, o projeto nunca se concretizou.

Com o golpe republicano, em 15 de novembro de 1889, o empreendimento vem novamente à tona, e em 1892 houve expedições para marcar o lugar da futura capital.

Na década de 20 se colocaria a pedra fundamental, onde atualmente se encontra a cidade de Platina.

Entretanto, com as crises econômicas e o governo Vargas, a ideia foi novamente sepultada.

Durante a campanha para a presidência, JK é lembrado por um menino de que a lei acerca da transferência da capital para o interior ainda não havia sido cumprida. Assim, o político mineiro faz disso uma das suas plataformas de governo.

Com o crescimento desordenado no Rio de Janeiro e o poder de pressão da população, os políticos estariam mais resguardados em Brasília.

A construção da nova capital consumiu os quatro anos de governo JK e no dia da sua inauguração ainda havia a ser feito.

Mesmo assim, Brasília mantém sua vitalidade e concentra um traçado urbano arrojado e original.

Santo Anselmo, bispo da Cantuária e Doutor da Igreja

Origens
Nasceu em Piamonte no ano de 1033. Seu pai era Conde Gondulfo e a senhora Ermemberga, que garantiu uma educação baseada nos valores cristãos. Santo Anselmo, teve como mestre um clérigo e depois foi educado pelos beneditinos, fazendo com que desperta-se o desejo de viver uma vida contemplativa. Contudo, devido ao mau relacionamento com ele, saiu de casa, apenas com um burrinho e um servo se dirigindo para França.

Tesouro Maior
Foi em busca da ciência, mas também se entregando aos prazeres. Era cristão, mas não de vivência. Devido aos estudos, ‘bateu’ no Mosteiro de Bec e conheceu Lanfranc, um religioso e mestre beneditino. Por meio dessa amizade edificante, descobriu um tesouro maior: Jesus Cristo.

Vida Religiosa
Nesse processo de conversão, abriu-se ao chamado à vida religiosa e entrou para a família beneditina. Seu mestre amigo foi escolhido para ser bispo em Cantuária e Anselmo ocupou o lugar do Mestre, chegando a ser também Superior. Um homem sábio, humilde, um formador para as autoridades, um pai. Um verdadeiro Abade.

“Não quero compreender para crer, mas crer para compreender, pois bem sei que, sem a fé, eu não compreenderia nada de nada.”  (Santo Anselmo)

Páscoa
Por obediência à Mãe Igreja, foi substituir seu amigo, que havia falecido, no Arcebispado de Cantuária. Viveu grandes desafios lá, retornando a Piamonte. Devido a uma enfermidade faleceu em 21 de abril de 1109. Com esta fama de santidade e testemunho de fidelidade e amor a Cristo e à verdade.

Obras
Santo Anselmo foi um santo e teólogo-filósofo, como Santo Agostinho. Foi o fundador da teologia escolástica, a Igreja Católica deu-lhe o título de “Doutor Magnífico”. As duas obras mais conhecidas são o Monologion (Monólogo), ou modo de meditar sobre as razões da fé, e o Proslogion (Colóquio), ou a fé que procura a inteligência.

Minha Oração
“Santo Anselmo, santo teólogo e filósofo da Igreja, suscitai em nosso coração o interesse pela Doutrina da Igreja Católica, fazendo com que busquemos a Verdade, com inteligência, no Evangelho. Amém.”

Santo Anselmo, rogai por nós!

Outros santos e beatos que a Igreja faz memória em 21 de abril

  • Em Roma, a comemoração de Santo Apolónio, filósofo e mártir. († 185)
  • Em Alexandria, no Egipto, Santo Aristo, presbítero e mártir. († data inc.)
  • No monte Sinai, Santo Anastásio, hegúmeno, que defendeu incansavelmente a verdadeira fé contra os monofisitas. († c. 700)
  • No mosteiro de Aplecross, localidade da Escócia, São Melrúbio, abade. († 722)
  • Nas Marcas, região da Itália, o Beato João Saziári, religioso da Ordem Terceira de São Francisco.  († c. 1371)
  • Em Cervere, junto de Fossano, no Piemonte, região da Itália, o Beato Bartolomeu Cérvere, presbítero da Ordem dos Pregadores e mártir. († 1466)
  • Em Altötting, na Baviera, região da Alemanha, São Conrado de Parzham (João Birndorfer), religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos. († 1891)
  • Em Nochistlan, no território de Guadalajara, no México, São Romão Adame, presbítero e mártir, que durante a perseguição contra a Igreja, sofreu o martírio por confessar a fé em Cristo Rei. († 1927)

Fonte:

  • Livro “Um santo para cada dia” – Mário Sgarbossa – Luigi Giovannini [Paulus, Roma, 1978]
  • Livro “Santos de cada dia” – José Leite, SJ [Editorial A.O. Braga, 2003]
  • Martirológio Romano
  • Vaticannews.va
  • Vatican.va

– Produção e edição: Melody de Paulo