Clube de Imprensa

27 de Fevereiro – Dia do Agente Fiscal da Receita Federal, Dia do Livro Didático e Dia dos Santos: Leandro e São Gabriel

O Dia do Agente Fiscal da Receita Federal é comemorado em 27 de fevereiro. Essa comemoração é dedicada a reconhecer o papel crucial desses profissionais na gestão dos tributos e na arrecadação de receitas para o governo brasileiro.

O agente fiscal da Receita Federal é o profissional que fiscaliza o cumprimento das leis fiscais. Esse cargo se responsabiliza principalmente pelo combate à sonegação e à fraude fiscal, atuando na constituição do crédito tributário, na representação da Administração em determinadas situações, na execução administrativa de débitos e no planejamento da arrecadação de receitas do país.

O agente fiscal da Receita Federal faz a fiscalização da contabilidade de contribuintes e empresas junto a União. Ele representa e aplica as leis de fiscalização da cobrança de impostos, de forma a detectar fraudes e sonegação fiscais.

Dia Nacional do Livro Didático é comemorado anualmente em 27 de fevereiro, no Brasil.

Esta data homenageia uma das ferramentas essenciais para a formação educacional dos alunos: o livro didático.

O livro didático reúne as informações que o aluno necessita para ajudar a desenvolver o seu conhecimento, em todas as etapas da educação – desde o ensino fundamental até os superiores.

Os livros didáticos também são muito importantes para orientar os educadores (professores), no processo de ensino e aprendizagem.

Livro aberto com desenhos

Desde 1985, o Brasil mantém o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD), que fornece todos os livros didáticos para os alunos das redes públicas de ensino de todo o país.

No entanto, a trajetória do livro didático no Brasil começou em 1929, com a crianção do Instituto Nacional do Livro (INL), órgão com a função específica de legislar esta área no país.

No Brasil, a literatura ganha outro dia de destaque em 29 de outubro, onde se comemora o Dia Nacional do Livro.

Atividades para o Dia Nacional do Livro Didático

Nesta data, educadores e alunos podem participar de diversas atividades em conjunto, que ajudam a conscientizar sobre a importância do livro didático no processo de educação e ensino.

  • Faça marcadores de livros com seus alunos;
  • Faça capas protetoras de livros com seus alunos, reforçando a ideia de preservar muito bem o livro para ser reaproveitado por outros estudantes no futuro;
  • Faça ou promova uma redação sobre a importância do livro didático para o processo educativo.

Dia de São Leandro é celebrado em 27 de fevereiro pela Igreja Católica.

Esta data homenageia uma figura santa de grande destaque em Espanha: Leandro de Sevilla (534 – 600), um clérigo de muita influência e que teria sido arcebispo da cidade de Sevilla.

Uma das principais ações de Leandro de Sevilla foi a presidência do Terceiro Concílio de Toledo (589 d.C), conseguindo converter os visigodos ao cristianismo.

Oração de São Leandro

“Senhor, nós vos agradecemos pela vida dos santos que tanto nos enriquece e inspira em nossa jornada espiritual. Agradecemos por São Leandro e a ele pedimos intercessão para que seja afastada de nós toda a omissão em relação ao nosso próprio crescimento espiritual, ao zelo com os ensinamentos cristãos, na formação religiosa daqueles que nos confiastes. Pedimos-vos a graça da perseverança em seus mandamentos, para que através do nosso testemunho de vida possamos ser guias para os que ainda não vos conhecem. São Leandro rogai por nós. São José rogai por nós. Maria, Sede da Sabedoria, rogai por nós. Que Assim Seja”.

São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, o santo do sorriso

Origens
Foi batizado em sua cidade natal, Assis (Itália), como Francisco Possenti. Tinha apenas 4 anos quando sua mãe morreu. Estudou em Colégios Católicos. Seu pai era governador do Estado Pontifício; e, por causa disso, ele mudava de cidade com frequência.

Um jovem entre dois mundos
Francisco era um jovem brilhante e sempre se destacou entre os outros meninos, era um ótimo aluno, bonito, educado, excelente bailarino e admirado por seus colegas e amigos, gostava muito do teatro e da literatura. Também, desde menino, sentia uma atração e admiração muito forte pela vida religiosa. Porém se sentiu dividido entre os divertimentos que tanto gostava, os romances, os bailes e festas da aristocracia de Espoleto e a vida de penitência e contemplação que o atraía.

Segue a tua vocação
Ainda durante a adolescência dele, a sua irmã morreu de cólera, e Francisco foi muito provado por essa perda. Refletiu sobre a inconsistência das alegrias humanas e voltou a pensar na vida religiosa. Mas seu pai o desmotivava. Em 1856, durante uma procissão Mariana, Francisco estava em meio à multidão de fiéis e, no momento em que o ícone da Virgem Maria estava diante dele, percebeu claramente Nossa Senhora dirigir-lhe as palavras: “Francisco, não entendeu ainda que essa vida não é feita para você? Segue a tua vocação”. Quinze dias depois, aos 18 anos, ele deixou a cidade de Spoleto onde morava.

Também conhecido como São Gabriel da Virgem Dolorosa

Passionista para sempre
Ingressou na Congregação da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, fundada por São Paulo da Cruz, ou seja, os Passionistas. Sua espiritualidade foi marcada fortemente pelo amor a Jesus Crucificado e pela Virgem Dolorosa. Ao ingressar no noviciado e receber o hábito, ele assume o nome de Gabriel de Nossa Senhora das Dores, devido à sua devoção mariana.

Último sorriso e vida eterna
Com apenas 23 anos, sente-se fraco, cansado, tem febre, dores no peito e muita tosse, onde vomitou sangue pela primeira vez. Foi diagnosticado com tuberculose. Depois de lutar fielmente e unir as suas dores à Paixão de Jesus, da qual era tão devoto, São Gabriel das Dores pede a absolvição de seus pecados e, diante da consciência de sua finitude, repete três vezes: “Meus méritos são vossas chagas, Senhor!”. Morreu de tuberculose, aos 24 anos, no dia 27 de fevereiro de 1862.

Registros do Santo
Tem-se o registro de 40 cartas testemunhando a sua devoção a Nossa Senhora das Dores.

Devoção a São Gabriel de Nossa Senhora das Dores

Exemplo para a juventude
Gabriel dedicou a sua juventude à caridade e à evangelização, além de um trabalho social intenso que desenvolvia desde a adolescência. Foi beatificado em 1908 e canonizado em 1920, pelo Papa Bento XV, que o declarou exemplo a ser seguido pela juventude dos nossos tempos.

Devoção
– Foi declarado copatrono da Ação Católica [Associação de Leigos Italiana] pelo Papa Pio XI em 1926.
– Custodiado pela Congregação dos Passionistas, o Santuário de São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, que fica na Província de Teramo, é um dos mais procurados da Itália.

Sua relíquia no Santuário do Pai das Misericórdias
Em 2014, quando foi dedicado o Santuário do Pai das Misericórdias, na sede da Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), as relíquias de primeiro grau de São Gabriel foram solenemente depositadas no altar do templo. As mesmas foram doadas pelo fundador da Comunidade, monsenhor Jonas Abib, que viu como providência tê-las, já que a Comunidade iniciou seus trabalhos com jovens, e também a espiritualidade do Santuário tem sintonia com Nossa Senhora das Dores, por ter em seu interior uma grande imagem da Pietá, a Virgem Maria com o corpo de Jesus, morto, nos braços.

Devoção paroquial no Brasil
Conhece-se quatro Paróquias no Brasil que difundem essa devoção. Uma em São Paulo (SP), outra em Osasco (SP), uma em Itaquaquecetuba (SP), na Diocese de Mogi das Cruzes (SP); e outra na região metropolitana de Curitiba, na cidade de Fazenda do Rio Grande (PR).

Minha oração
“Senhor, ajuda-me, a exemplo de São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, a decidir-me radicalmente pelo Evangelho e renunciar, a cada dia, o pecado e as seduções do mundo. Dai-nos Jesus, um coração cheio de amor por Vossa Mãe Maria Santíssima e pela Vossa Paixão, assim como era inflamado o coração de São Gabriel das Dores.”

São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!


Outros santos e beatos que a Igreja faz memória em 27 de fevereiro:

  • Santos Julião e Euno, mártires, no Egito [† s. III]
  • São Besas, mártir, no Egito [† s. III]
  • Santa Honorina, virgem e mártir na França [† data inc.]
  • São Baldomiro, subdiácono, homem consagrado a Deus na França [† c. 660]
  • Santos Basílio e Procópio Decapolita, monges, na Turquia [† 741]
  • São Gregório, monge e doutor da Igreja, na Arménia [† c. 1005]
  • São Lucas, abade do mosteiro do Santíssimo Salvador, sob a regra dos monges orientais na Itália [† 1149]
  • Santa Ana Line, viúva e mártir, na Inglaterra, padeceram também com ela os beatos presbíteros e mártires Marcos Barkworth, da Ordem de São Bento, e Rogério Filcock, da Companhia de Jesus, [† 1601]
  • Beato Guilherme Richardson, presbítero e mártir, em Londres [† 1603]
  • Beata Francisca Ana de Nossa Senhora das Dores (Francisca Maria Cirer Carbonell), virgem,fundou a Comunidade das Irmãs da Caridade [† 1855]
  • Beato José Tous y Soler, presbítero da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, na Espanha [† 1871]
  • Beata Maria de Jesus Deluil Martiny, virgem, mártir, na França [† 1884]
  • Beata Maria da Caridade do Espírito Santo (Maria Josefa Carolina Brader), virgem, na Colômbia [† 1943]

Fontes:

  • Santuário São Gabriel de Nossa Senhora das Dores – sangabriele.org
  • Santuário do Pai das Misericórdias – paidasmisericordias.com
  • Paróquia São Gabriel da Virgem Dolorosa de Itaquaquecetuba (SP) – [crédito da foto]
  • Martirológio Romano
  • vaticannews.va
  • Liturgia das Horas

Conteúdo certificado por Dom Amilton Manoel da Silva, Passionista, bispo de Guarapuava (PR)

Pesquisa: Matheus Porfirio Cesario – Comunidade Canção Nova- Lorena
Produção e edição: 
Fernando Fantini – Comunidade Canção Nova

Pular para o conteúdo