Clube de Imprensa

27 de Junho – Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas, Dia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

27/6 é o Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas27/6 é o Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas — Foto: Getty Images
Nesta quinta-feira (27/6), é comemorado o Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), em 2017.

A Organização Internacional do Trabalho destaca alguns números relevantes da micro, pequenas e médias empresas:

  • As MPMEs são responsáveis por cerca de 70% do emprego total em todo o mundo;
  • 80% das MPMEs operam de maneira informal;
  • A produtividade das MPMEs é apenas um terço da das grandes empresas;
  • Nos mercados emergentes, 66% das PMEs relataram já ter sido afetadas pelas alterações climáticas.
O Dia Nacional do Vôlei é comemorado em 27 de junho. Essa data foi escolhida em homenagem ao nascimento de Bebeto de Freitas, um importante nome do voleibol brasileiro. Além disso, o Dia Nacional do Vôlei é uma data para celebrar essa modalidade esportiva, que é muito popular no país.

Dia Nacional do Progresso é celebrado anualmente em 27 de junho.

Esta data é uma homenagem a todos os direitos conquistados ao longo dos anos pelos brasileiros como cidadãos, além de representar todos os valores e objetivos da nação republicana.

Nesta data os brasileiros são convidados a refletir sobre o significado do lema da bandeira nacional: “Ordem e Progresso”, que simboliza a república nacional desde 1889.

A frase “Ordem e Progresso” é uma abreviação de uma famosa citação do positivista Augusto Comte: “O Amor por princípio e a Ordem por base; o Progresso por fim”.

Neste sentido, a palavra “Progresso” está relacionada com a ideia de melhorias e avanços, seja em questões sociais básicas para todos, como para o melhoramento econômico e tecnológico do país.

Todos os cidadãos têm o dever de colaborar para o desenvolvimento e constante progresso do país, como através do correto exercício de suas funções e cumprindo os seus direitos e deveres.

Dia do Técnico em Nutrição e Dietética é comemorado anualmente dia 27 de junho.

A data marca o estabelecimento da profissão no ano de 1961, quando  foram criados os Cursos Técnicos por meio do Decreto n° 38.643/61.

O Técnico em Nutrição e Dietética é o responsável por acompanhar os alimentos desde o recebimento até o preparo a fim de certificar que todas as normas de higiene e manipulação estão sendo seguidas. Ele sempre estará sob a supervisão do nutricionista responsável pelo cardápio.

O profissional pode atuar em restaurantes, hotéis e escolas, bem como hospitais, asilos e clínicas. Instituições como o Senac oferecem o curso em vários estados brasileiros.

Dia do Técnico em Nutrição e Dietética

O Dia Nacional do Quadrilheiro Junino é comemorado em 27 de Junho e foi instituído pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2021.  As quadrilhas levam uma mensagem de alegria, felicidade e esperança, cada dança conta uma história que envolve os quadrilheiros e todos que assistem a apresentação.
O Congresso Nacional realizou uma sessão solene para celebrar essa cultura tão amada pelos brasileiros.  O pedido para realização da homenagem é de autoria do senador Izalci Lucas, do PSDB do Distrito Federal, e do deputado Defensor Stélio Dener, do Republicanos de Roraima. 37 quadrilhas foram convidadas para fazer parte da celebração, que contou com muito forró e alegria.  Izalci Lucas falou sobre a universalidade das festas juninas e ressaltou a importância da festa para a cultura brasileira.

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

A devoção a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro começou a ser propagada a partir de 1870 e espalhou-se por todo o mundo. Trata-se de uma pintura do século XIII, de estilo bizantino.

História

Segundo a tradição, foi trazida de Creta, Grécia, por um negociante que roubou a imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro no século XV. Sua intenção era vendê-la em Roma. Durante a travessia do mar Mediterrâneo, uma tempestade quase fez o navio naufragar. Chegado em Roma, ele adoeceu e, arrependido, contou a um amigo sua história e pediu que ele devolvesse o ícone a uma Igreja.

A esposa desse amigo não quis devolvê-la, mas, após ficar viúva, Nossa Senhora apareceu à sua filha de seis anos e lhe disse para colocar o quadro de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro em uma Igreja: na Igreja de São João Latrão ou na de Santa Maria Maior.

Em 27 de março de 1499, o ícone foi entronizado na Igreja de São Mateus, ficando lá por mais de 300 anos.

Ícone esquecido

Em uma invasão, a Igreja de São Mateus foi destruída. Os Agostinianos que guardavam a Obra, levaram-na para um lugar oculto, onde permaneceu esquecida por 30 anos. Um monge muito devoto, antes de morrer, contou a história a um coroinha, que, tempos depois, se tornou padre Redentorista e ajudou a reencontrar o ícone.

Reencontro

Em 1866, o Papa Pio IX entregou a guarda da imagem aos Redentoristas e fez esta recomendação: “Fazei com que todo o mundo conheça esta devoção”. Fizeram, então, muitas cópias do ícone e a difundiram por todas as partes do mundo.

Atualmente, o quadro original encontra-se na Igreja de Santo Afonso, em Roma.

Imagem

De semblante grave e melancólico, Nossa Senhora traz, no braço esquerdo, o Menino Jesus, ao qual o Arcanjo Gabriel apresenta quatro cravos e uma cruz. Ela é a senhora da morte e a rainha da vida, o socorro seguro e certo dos que a invocam com amor filial. O centro da pintura não é Nossa Senhora, e sim Jesus. Maria é, assim, “aquela que indica o caminho” ou como é mais conhecida: “a via de Cristo”.

A minha oração

“Minha Mãe do Perpétuo Socorro, sede o meu amparo, meu socorro eterno, meu socorro sempre. Sede meu socorro materno em todas as minhas necessidades, Mãe! Sei que a senhora nunca abandona seus filhos! Entrego-me em Tuas mãos! Amém!”

Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, rogai por nós!

Outros santos e beatos celebrados em 27 de junho:

  • São Cirilo, bispo e doutor da Igreja, que, eleito para a sede de Alexandria, no Egito, dissertou com singular empenho em favor da integridade da fé católica no Concílio de Éfeso sobre o dogma da única pessoa em Cristo e a maternidade divina da Virgem Maria. († 444)
  • Em Cartago, na hodierna Tunísia, Santa Gudena, mártir, que foi morta ao fio da espada. († 203)
  • Em Córdova, na Hispânia Bética, São Zoelo, mártir. († 303)
  • Em Constantinopla, hoje Istambul, na Turquia, São Sansão, que foi refúgio dos pobres e, segundo a tradição, construiu um hospital por sugestão do imperador Justiniano, que ele tinha curado de uma enfermidade. († 560)
  •  Em Chinon, na Gália Turonense, território da actual França, São João, presbítero, natural da Bretanha, que, viveu numa pequena cela-oratório junto da igreja do lugar. († s. VI)
  • Em Milão, na Lombardia, região da Itália, Santo Arialdo, diácono e mártir, que foi cruelmente atormentado e morto por dois clérigos. († 1066)
  • Em Corneto, hoje Tarquínia, perto de Bovino, na Apúlia, região da Itália, São Benvindo de Gúbbio, religioso da Ordem dos Menores, que, trabalhando humildemente no serviço dos pobres, se configurou a Cristo pobre. († c. 1232)
  • Em Nam Dinh, cidade do Tonquim, no actual Vietnam, São Tomás Toan, mártir, que, sendo catequista e administrador da missão de Trung Linh, sofreu por Cristo inauditos e atrozes suplícios no cárcere, onde finalmente morreu de fome e sede. († 1840)
  • Na Suíça, a Beata Margarida Bays, virgem, que, exercendo em família o ofício de costura, se dedicou totalmente às múltiplas necessidades do próximo, sem descuidar nunca a vida de oração. († 1879)
  • Em Molins, na França, a Beata Luísa Teresa Montaignac de Chauvance, virgem, que fundou a Pia União das Oblatas do Sagrado Coração de Jesus. († 1885)
  • Fontes:
    • Martirológio Romano
    • cancaonova.com
    • Arquisp

    – Pesquisa e redação: Catarina Xavier – Comunidade Canção Nova