28 de Janeiro – Dia de São Tomás de Aquino, Dia Mundial contra a Hanseníase e Dia do Portuário

Neste domingo (28/1) é celebrado o Dia Internacional da Proteção de Dados Pessoais. A data reforça a importância da proteção de informações sensíveis e a garantia de direitos como liberdade de expressão e privacidade.

No Brasil, a proteção de dados pessoais é regulamentada pela Lei nº 13.709/2018, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), que visa resguardar o correto tratamento de dados pessoais, em meios físicos ou digitais, em instituições públicas e privadas.

NOT--3--PROTECAO-DE-DADOS.jpg
Dia Internacional da Proteção de Dados Pessoais é comemorado neste domingo (28/1) (Crédito: Divulgação/TJMG)

dia do portuário é comemorado anualmente no dia 28 de janeiro.

A origem dessa data é marcada pela Carta Régia assinada nesse mesmo dia pelo rei de Portugal D. João VI em 1808.

Dias antes a família real portuguesa tinha chegado ao Brasil em decorrência da invasão napoleônica.

É a partir desse instrumento que os portos brasileiros são abertos para o comércio exterior, mais especificamente às Nações Amigas. Antes disso, a atividade portuária restringia-se à relação comercial entre Brasil e Portugal.

Essa decisão do rei promoveu o desenvolvimento econômico e fortaleceu o País que, a partir de então, deixava de depender apenas da metrópole. Desta forma, tem início o processo de independência do Brasil.

Trata-se de uma data histórica, que reconhece a importância do setor portuário para a economia brasileira desde há centenas de anos.

Além disso, a ocasião é uma homenagem a todos os milhares de profissionais da área (cerca de 50 mil em todo o Brasil), cujos serviços são tipificados em seis áreas: bloco, catapazia, conferência de carga, conserto de carga, vigilância de embarcações e estiva.

dia do estivador, profissional responsável pela organização das cargas dos navios, é comemorado em data distinta, em 18 de outubro.

A data de 28 de janeiro será para sempre lembrada como o dia da Chacina de Unaí, em que três AFTs e um motorista do MTE foram assassinados em uma estrada rural do município de Unaí (MG). Por causa do simbolismo da data e para homenagear os servidores que morreram no exercício de suas funções, 28 de janeiro foi escolhido como o Dia do Auditor Fiscal do Trabalho e o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, que abre a Semana Nacional de Combate ao Trabalho Escravo.
Em todo o país, entidades representantes dos AFTs e outras que militam em defesa dos Direitos Humanos e pela erradicação do trabalho escravo realizam atividades
Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo

Origens
Hoje, lembramos uma das maiores figuras da teologia católica: São Tomás de Aquino. Nasceu em 1225, no castelo de Roccasecca, no sul do Lácio. Pertencia a uma nobre família, a qual lhe proporcionou ótima formação. Conta-se que, quando criança, com cinco anos, ao ouvir os monges cantando louvores a Deus, cheio de admiração perguntou: “Quem é Deus?”.

Frade Dominicano
O desejo de seu pai era que Tomás fosse abade do mosteiro de Montecassino, porém, abrindo mão de qualquer ambição e poder, ele quis se tornar um frade Dominicano, escolhendo ser apenas um mendicante. A vida de santidade de Santo Tomás foi caracterizada pelo esforço em responder, inspiradamente para si, para os gentios e a todos sobre os Mistérios de Deus.

A Tentativa Frustrada dos Pais
Diante da oposição familiar, principalmente da mãe condessa, São Tomás de Aquino chegou a viajar às escondidas para Roma, com 19 anos, para um mosteiro dominicano. No entanto, ao ser enviado a Paris, foi preso pelos irmãos servidores do Império. Levado ao lar paterno, ficou, ordenado pela mãe, um tempo detido. Tudo isso com a finalidade de fazê-lo desistir da vocação, mas nada adiantou.

São Tomás de Aquino teve um grande mestre: Santo Alberto Magno

Teses Teológicas inspiradas em Aristóteles
Enviado para Paris para estudar teologia, prosseguiu nos estudos sendo discípulo do mestre Alberto Magno. Estreitou com ele uma grande amizade, onde foi até convidado para ir à Colônia. A vida de Santo Tomás de Aquino foi tomada por uma forte espiritualidade eucarística, na arte de pesquisar, elaborar, aprender e ensinar pela Filosofia e Teologia os Mistérios do Amor de Deus. Na Colônia, Tomás teve contato com as obras de Aristóteles; isso contribuiu para que ele se aprofundasse em sua tese sobre aristotelismo.

Suma Teológica
Pregador oficial, professor e consultor da Ordem, São Tomás de Aquino escreveu, dentre tantas obras, a “Summa theologiae” (Suma Teológica), dividida em cinco partes, onde demonstrava a existência de Deus.

O texto de Corpus Christi
Em 1259, no Capítulo Geral dos Dominicanos em Valenciennes, foi membro de uma comissão que estabeleceu o programa de estudos na Ordem. Entre os anos de 1261 e 1265, esteve em Orvieto, Papa Urbano IV, que nutria por ele grande estima, comissionou a ele a composição dos textos litúrgicos para a festa de Corpus Christi. Com a alma totalmente eucarística, os hinos entoados na Liturgia para celebrar a presença do Corpo e do Sangue de Cristo na Eucaristia, foram atribuídos à sua fé e sabedoria teológica.

São Tomás de Aquino quase queimou toda a sua obra

Desconsiderou sua Obra
Em dezembro de 1273, Tomás chamou Reinaldo, seu amigo e secretário, para lhe comunicar que não escreveria mais, porque, durante a celebração da Missa, após uma revelação sobrenatural, havia entendido que tudo o que escreveu não passava apenas de um “monte de palha”.

Páscoa
Por fim, Tomás adoeceu. Em 1274, durante uma viagem a Lion, para participar do Concílio a pedido do Papa Gregório X, faleceu na abadia de Fossanova com apenas 49 anos.

Via de Santificação
São Tomás de Aquino deixou para toda a Igreja o testemunho e, praticamente, a síntese do pensamento católico. Sua canonização aconteceu em 18 de julho de 1323, por Papa João XXII. Em 28 de janeiro de 1567, recebeu de Papa Pio V o título de Doutor da Igreja, e passou a ser chamado de Doutor Angélico (Doctor Angelicus) pelos clérigos.

Minha oração

“Santo Doutor, tu foste um divisor na doutrina católica levando-a para um grau mais elevado de perfeição, suscitai novos intelectuais para o progresso do evangelho, novos teólogos, filósofos, cientistas e estudiosos que desejam se dedicar aos mistérios divinos. Amém.”

São Tomás de Aquino, rogai por nós!

Outros santos e beatos celebrados em 28 de janeiro

  • No mosteiro de Réomé, perto de Langres, na Nêustria, atualmente na França, São João, presbítero. († c. 554)
  •  Comemoração de São Tiago, eremita na Palestina, que passou muito tempo num sepulcro por penitência. († s. VI)
  • Em Cuenca, na atual Castela-la-Mancha, região da Espanha, São Julião, bispo. († c. 1207)
  • No mosteiro de São Frediano, próximo de Pisa, na Etrúria, hoje na Toscana, região da Itália, o beato Bartolomeu Aiutamicristo, religioso da Ordem Camaldulense. († 1224)
  • Em Plévin, na Bretanha, região da França, o beato Julião Maunoir, presbítero da Companhia de Jesus. († 1683)
  • Em Maokou, cidade da região de Guizhou, na China, os santos Águeda Lin Zhao, virgem, Jerónimo Lu Tingmei e Lourenço Wang Bing, mártires. († 1858)
  • Em Daijiahuang, cidade da província meridional de Shandong, na China, São José Freinademetz, presbítero da Sociedade do Verbo Divino. († 1908)
  • Em Picassent, cidade da região de Valência, na Espanha, a beata Maria Luísa Montesinos Orduña, virgem e mártir. († 1937)
  • No campo de concentração da cidade de Kharsk, perto de Tomsk, na Sibéria, região da Rússia, a beata Olímpia (Olga Bidà), virgem da Congregação das Irmãs de São José e mártir. († 1952)

Fonte:

  • Martirológio Romano
  • Vaticannews.va
  • Vatican.va

– Produção e edição: Melody de Paulo
– Oração: Rafael Vitto – Comunidade Canção Nova

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 4172/21, que institui o dia 7 de maio como o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase. A proposta modifica a Lei 12.135/09, que instituiu o último domingo de janeiro como dia de combate e prevenção da doença.

Conforme explicou a autora do projeto, a ex-deputada Tereza Nelma (AL), o texto surgiu a partir de pedido do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase. O último domingo de janeiro para o dia nacional é inspirado no dia internacional. No caso brasileiro, segundo Nelma, essa data acaba coincidindo com as férias de trabalhadores da saúde e da educação, principais atores de ações educativas no tema. Também ocorre junto a campanhas de prevenção ligadas ao controle da dengue e das doenças relacionadas à exposição solar.

A data de 7 de maio surgiu depois da análise da agenda de campanhas do Ministério da Saúde, mas principalmente porque foi em 7 de maio de 1962 que o  Decreto 968/62 revogou o modelo de internação compulsória de pessoas com hanseníase.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

 
Uma das profissões mais antigas do mundo deu seus primeiros passos no oitavo milênio a.C., por meio dos chineses e dos egípcios. Ao mesmo tempo, é tão atual e dinâmica.

Mas você sabe como tudo começou no Brasil?

O responsável foi D. João VI, quando veio de Portugal morar no Brasil com sua família, no ano de 1808.

Assinou na cidade de Salvador o “Decreto de Abertura dos Portos às Nações Amigas”, que começou a abrir novas possibilidades e movimentar o comércio no país, permitindo a exportação dos chamados “Produtos Coloniais”, como açúcar, algodão e tabaco, e a importação de produtos europeus de países além de Portugal, que até então tinha exclusividade para atuar na atividade.

Com o decreto, portos em outras regiões foram beneficiados, como Belém, São Luiz, Recife, etc., promovendo aumento das atividades econômicas, instalando comerciantes europeus no Brasil e contribuindo para a emancipação do país anos depois.

Após este primeiro passo, houve muitas evoluções até chegarmos aos dias atuais.

No último domingo do mês de janeiro é comemorado o Dia Mundial contra a Hanseníase e no dia 31 de janeiro é o Dia Nacional de Combate e Prevenção da Hanseníase, data instituída pela Lei nº 12.135/2.009.

A hanseníase (antigamente conhecida como lepra,) é uma doença infecciosa, contagiosa, causada pelo bacilo Mycobacterium leprae, ou bacilo de Hansen. A transmissão ocorre por meio de contato próximo e contínuo com o paciente não tratado. Sua evolução depende de características do sistema imunológico da pessoa infectada e apresenta múltiplas manifestações clínicas, exteriorizadas, principalmente, por lesões dos nervos periféricos e cutâneas com alteração de sensibilidade.

Pular para o conteúdo