A repercussão da posse de Bolsonaro na mídia internacional

A posse de Bolsonaro na mídia internacional

Marta Teixeira*
Veja como a mídia internacional repercutiu a posse do presidente Jair Bolsonaro. Destacando o perfil conservador de direita, os principais jornais do mundo registraram a mudança de governo no Brasil com atenção.
Crédito: Reprodução

O francês Le Monde chamou a atenção para a possibilidade de o início de governo ser marcado por disputas ideológicas polarizadas. O britânico The Guardian publicou diversas matérias. Escolheu o título “Posse de Jair Bolsonaro: o dia que o Brasil progressista temia” para uma reportagem abordando os temores de ameaça aos direitos das minorias e à proteção ao meio-ambiente. Em outra matéria, a publicação ressaltou trecho do discurso de posse no qual Bolsonaro fala sobre a “libertação (do Brasil) do socialismo”.

A agência Associated Press abordou as manifestações de admiração mútua feitas por Bolsonaro e o presidente americano Donald Trump que, momentos após o discurso do brasileiro, tuitou elogiando-o. O The New York Times escreveu sobre a aproximação de perfis entre o atual governo dos Estados Unidos e o novo governante brasileiro. Já a rede CNN foi ainda mais direta. Chamando o presidente do Brasil de Trump dos Trópicos, a publicação fez uma análise do perfil de Bolsonaro.

O Clarín, principal jornal da Argentina, definiu Bolsonaro como “um político nacionalista e conservador” e publicou diversas matérias sobre a posse e o futuro governo. O jornal incluiu um perfil da primeira-dama Michelle. O discurso em libras feito por Michelle também foi destacado na agência Ansa.

Com destaque para o trecho do discurso em que Bolsonaro fala sobre a libertação do Brasil do socialismo, o Diário de Notícias, de Portugal, relatou a cerimônia e comentou sobre a importância de os dois países estreitarem sua relação. O espanhol El País indicou que o Brasil entra em “uma nova era com a extrema direita”. Na coluna de Opinião, a jornalista Carla Jiménez destacou o início do governo já marcado por uma “relação crispada com a imprensa”.

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book