Clube de Imprensa

A trilha literária de Silas Cabral por Rosildo Barcellos

A trilha literária de Silas Cabral

por Rosildo Barcellos

 

Para o homem, a palavra se constitui no mais poderoso recurso de ação e interação, pois expressar envolve a forma de organizar, de interpretar, de vivenciar, de julgar e de ler o mundo. Uma vez que o mundo de hoje é caracterizado por diferentes tipos de tensões: a econômica, a cultural, a tensão tecnológica e a tensão do coração. O coração, dentro da cultura, é símbolo da sensibilidade e da luta, da fragilidade e da força. O coração ama e sente-se amado, acolhe e sente-se acolhido. Em meio a esse jogo recíproco de relações, encontra-se a pessoa.

E este artigo trata de uma pessoa incansável na arte de educar. Ao lado de Cimara Fernandes Oliveira Cabral que foi secretária de educação do município de Anastácio/MS vem visitado todos os cantos ada cidade mostrando a poesia e trazendo a imaginação poética com oficinas de declamação inclusive em aldeias. A imaginação não é uma evasão, uma fuga, um refúgio fora do real, mas sim, um olhar diferente sobre o real .A imaginação é uma energia transformadora, uma fábrica que transforma a realidade, decanta-a, enriquece-a, assim como se transforma uma matéria-prima em um sentimento de carinho e afeto. Quando amamos uma pessoa ela tange o real e o imaginário e vão compor o despertar da curiosidade, a aquisição de novas idéias, o enriquecimento do vocabulário, o pensar reflexivo e a expansão e expressão de sentimentos através do fazer poético.

No Caso do escritor Silas Cabral que está preparando uma sequencia de mais de cem poemas em forma de livro para ser lançado no aniversário da cidade de Aquidauana/MS ele não tem medido esforços para mostrar a importância da poesia no âmbito escolar, pois a poesia nada mais é do que o retrato da nossa imaginação, da nossa autenticidade, beleza e emoção. Ela nos dá uma visão geral de que as crianças devem ser estimuladas desde pequenas para o seu fazer poético, que elas são capazes de transmitir todas as sensações sem pensar, e que, desde cedo, podem e devem ser consideradas poetas de verdade.

Além da poesia A linguagem poética é uma das mais interessantes, porque mexe com nosso sentimento, nossa sensibilidade. Com o Pastor Cabral (in memorian) aprendeu que se as crianças forem estimuladas à leitura desde a infância e o ambiente onde iniciamos for carregado de magia, será possível uma relação entre o pensar e o sentir, um jogo de palavras sedutor que chamamos de poesia, pois esse mundo é fascinante e imprevisível.

Afinal desde pequenos convivemos com a poesia: as músicas que a mãe cantava, as brincadeiras de roda, as parlendas… acostumaram os ouvidos com a graça e o ritmo da poesia. Porém, isso nos parece ter ficado mais no plano sensorial e intuitivo e pouco no plano lógico e racional. Como a poesia toca os sentidos e as emoções, logo pode estimular o aluno a produzir bons textos poéticos. A poesia tem grande importância no âmbito escolar, pois ela pode apresentar experiências humanas que podem ser consideradas no que se refere ao conhecimento. Sendo a escola o local que tem o papel de formar o homem integral, composto de razão e emoção, ela também é lugar de poesia. Com isso, não se quer fazer dos alunos, poetas; mas sim possibilitá-los ao contato com a beleza, a brincadeira com as palavras, significados e formas. Por derradeiro, ressalto que foi homenageado pelo vereador Lívio, na capital do Estado e por ser citado no próximo livro do educador Silas Cabral, nos trechos que contei sobre Porto Canuto, relembro a frase “O hontem ja nao nos pertence e o amanha é incerto pois até o amanha nao nos pertence , mas pentence ao REI DA GLÓRIA ,se amanha estivermos aqui e fazendo a obra de DEUS,será sinal que estamos dando

frutos e isso é bom e agrada a Deus” Vida longa a Silas Cabral e sua poesia as histórias os lugares e as saudades de Aquidauana.

*Articulista