ABI condena agressão a repórter na Bahia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Repórter David Alves, da Rádio Alvorada

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) condena, com veemência, a agressão sofrida pelo repórter Davi Alves, da rádio Alvorada FM, na cidade de Jeremoabo, na Bahia.

Segundo o representante da ABI naquele estado, Fábio Costa Pinto, Davi Alves foi agredido pelo secretário de Infraestrutura da Prefeitura de Jeremoabo, João Batista Andrade, quando realizava uma matéria sobre o uso de material da administração municipal em uma obra particular.

Davi Alves registrou um Boletim de Ocorrência, na Delegacia da cidade, e a ABI enviou ofícios ao Secretário de Segurança da Bahia, Maurício Barbosa, e ao prefeito de Jeremoabo, Derisvaldo José dos Santos, cobrando a apuração da violência contra o jornalista e a adoção de medidas para garantir a liberdade de expressão.

Na última quarta-feira (16), o repórter Davi Alves, da rádio Alvorada FM, esteve na cidade de Jeremoabo para visitar a obra da Academia de Saúde, mas chegando lá notou que a equipe de obras da prefeitura estava utilizando o material que seria para essa obra em uma propriedade privada. Com isso, o repórter decidiu conversar com a dona da propriedade e com autorização dela, iria registrar os serviços que estavam sendo feitos com o material da obra da Academia de Saúde.

Segundo Davi Alves, no momento que ele entrava na residência, ele foi agredido por trás pelo Secretário de Infraestrutura da cidade, Tistinha Andrade, que chegou o atacando com socos, e como se não bastasse o secretário, o repórter ainda foi agredido por alguns funcionários da equipe de obras. Após situação, Davi Alves foi até a delegacia da cidade para registrar o boletim de ocorrência.