Abraji e RSF realizam evento sobre jornalismo local no Twitter

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

No Dia Mundial da Liberdade de Imprensa, 03.mai.2021, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e a Repórteres sem Fronteiras (RSF), com apoio do Twitter Brasil, promovem um evento com jornalistas locais das cinco regiões do país. A ação faz parte da campanha internacional #SigaJornalistasLocais e será realizada às 19h30 via Espaços, novo recurso do Twitter que conecta as pessoas por meio de conversas de áudio ao vivo.

Participam da conversa Jéssica Moreira, do Nós Mulheres da Periferia (SP); Kátia Brasil, do Amazônia Real (AM); Lilian Tahan, do Metrópoles (DF); Filipe Speck, do Matinal Jornalismo (RS); e Emílio Azevedo, da Agência Tambor (MA). A coordenadora do Programa de Apoio ao Jornalismo no Brasil (PAJOR) da RSF, Daiene Mendes, também integra o debate. A mediação será feita por Sérgio Lüdtke, editor do Projeto Comprova, coordenador de cursos da Abraji e da pesquisa Atlas da Notícia (Projor).

O pluralismo e a diversidade de vozes são condições indispensáveis para a garantia do direito à liberdade de imprensa. De acordo com levantamento realizado pelo Atlas da Notícia, mais de 60% dos municípios do Brasil não possuem veículos jornalísticos. São cerca de 40 milhões de pessoas (18% da população) vivendo em cidades sem produtores de notícias locais para cobrir temas de interesse público do cotidiano dessas localidades.

Os obstáculos ao desenvolvimento dessas iniciativas são muitos, entre eles, falta de acesso a recursos para garantir sua sustentabilidade financeira, dependência do poder local para se financiar, ataques à sua independência editorial e aos próprios jornalistas. Esses e outros temas serão debatidos nesta segunda-feira, no Spaces da Abraji no Twitter. Para participar, é só se logar no Twitter e acessar o perfil da Abraji. Mas atenção: o recurso funciona somente via telefone celular.

Serviço

Evento: #SigaJornalistasLocais
Organizadores: Associação Brasileira de jornalismo investigativo (Abraji); Repórteres sem Fronteiras (RSF) e Twitter Brasil
Hora: 19h30
Acesso pela conta da Abraji @abraji no Twitter

Participantes

Daiene Mendes é jornalista e coordena o Programa de Apoio ao Jornalismo (PAJOR) do escritório da Repórteres sem Fronteiras (RSF) para a América Latina. Co-criadora no Portal Favela em Pauta, é mobilizadora da rede de #JornalistasFavelados e parte do conselho consultivo do @ColetivoPapoReto, @Data_labe e @VozdasComunidades.

Emilio Azevedo é um dos fundadores da Agência Tambor (MA), onde hoje integra a coordenação. Após atuar na mídia tradicional, em 2009 fundou o jornal mensal independente Vias de Fato que circulou no Maranhão até 2017 na versão impressa. É autor de três livros: “Havana, dezembro de 1999” (Aquarela, 2000); “O Caso do Convento das Mercês” (Lithograf, 2006) e “Uma subversiva no fio da história” (Vias de Fato, 2016).

Filipe Speck é diretor executivo do Matinal Jornalismo e trabalha há dez anos no desenvolvimento de produtos digitais. Formado em jornalismo pela UFSC, trabalhou na redação do Zero Hora e nas áreas comercial e de tecnologia do Grupo RBS. É mestre em engenharia da produção pela UFRGS, onde estudou modelos de negócios para o jornalismo digital. Dá aulas de novos negócios em jornalismo na PUCRS, UCS e Unisc.

Kátia Brasil é cofundadora e editora executiva da agência Amazônia Real. Em Roraima trabalhou nos jornais O Estado de Roraima e A Gazeta de Roraima, TV Educativa, e em O Globo. No Amazonas, onde reside, trabalhou no Amazonas, Em Tempo, TV Cultura, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo. Em 2019 foi nomeada à campanha Women Journalist Heroes (#JournoHeroes) da International Women’s Media Foundation (IWMF). Em 2020 passou a integrar o conselho da organização internacional Artigo 19. Em 2021, foi nomeada membro da Rede Mundial de Empreendedorismo Social Ashoka.

Jéssica Moreira é cofundadora e codiretora do Nós, mulheres da periferia. Também é repórter correspondente da Agência Mural de Jornalismo das Periferias em Perus (SP) e coautora do Blog Morte Sem Tabu, da Folha de S.Paulo. É coautora dos livros “Heroínas dessa História – mulheres em busca de justiça por familiares mortos pela ditadura’ (Autêntica, 2020)” e “Queixadas – por trás dos 7 anos de greve” (Independente, 2013).

Lilian Tahan dirige o site de notícias Metrópoles desde setembro de 2015. É formada em comunicação social pela Universidade de Brasília, com especialização em jornalismo digital e gestão de empresas de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e dois anos na revista Veja Brasília, da Editora Abril.

Sérgio Lüdtke é coordenador de cursos da Abraji e editor do Projeto Comprova. É formado pela PUC-RS com Master em gestão de empresas jornalísticas pelo ISE Business School e MBA em Marketing Digital pela FGV. Foi editor de livros, editor-executivo de Internet e Inovação no Grupo RBS e editor de plataformas digitais na Editora Globo. Dirigiu o Master em Jornalismo Digital (ISE) e o Programa Avançado em Gestão da Comunicação Digital na Aberje.