Abraji e Transparência Internacional Brasil anunciam curso para jornalistas sobre corrupção e saúde pública

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print


A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, a Transparência Internacional – Brasil e a Fundação Konrad Adenauer abrem inscrições para o curso on-line gratuito “Corrupção e Saúde Pública”. O treinamento busca capacitar 80 jornalistas para a compreensão de temas centrais à análise dos atos de corrupção durante a pandemia de covid-19 e seus efeitos no país. As inscrições vão até o dia 29.jun.2021. Para se inscrever basta preencher este formulário.

Historicamente, a pasta da saúde é uma das mais vulneráveis à corrupção sistêmica que marca o Estado brasileiro, tanto por ser uma das principais destinatárias de verbas públicas quanto por abrigar gargalos que propiciam a prática de atos ilícitos por agentes governamentais – panorama evidenciado pela pandemia de covid-19.  Além de jornalistas, o treinamento é voltado para ativistas e integrantes da sociedade civil que desejem  compreender os temas centrais à análise e ao enfrentamento da corrupção na área.

Ministrado por gestores públicos, investigadores, acadêmicos, jornalistas e representantes de entidades, o curso apresentará um panorama das vulnerabilidades, dos desafios e das principais práticas de corrupção que afligem o sistema de saúde brasileiro, dentre elas, as fraudes nas contratações públicas. Serão disponibilizadas ainda algumas ferramentas para o monitoramento e a fiscalização das políticas públicas na área da saúde, bem como para o incremento da transparência e da integridade no setor.

O curso terá 10 aulas, com duração de uma hora e meia cada uma. Serão duas sessões por dia, das 9h às 12h, entre os dias 19 e 23 de julho (segunda a sexta-feira). As quatro últimas aulas serão oficinas práticas sobre técnicas de investigação envolvendo saúde pública e ciência.

Aulas e instrutores

  • “A corrupção na gestão da saúde pública”, José Gomes Temporão
  • “O papel da sociedade civil no monitoramento das políticas públicas na área da saúde”, Miguel Lago
  • “Corrupção na saúde, contratações públicas e terceiro setor”, Tânia Chioato (a confirmar)
  • “Desafios das investigações de corrupção na saúde pública: um olhar sobre casos emblemáticos”, Eduardo El Hage (a confirmar)
  • “Boas práticas de governança no combate à corrupção na saúde pública”, Marcelo Aragão (a confirmar)
  • “A relevância dos dados para a accountability da saúde pública”, Nicole Verillo

Oficinas práticas

  • “A abrangência de informações municipais sobre a covid-19: realidades e erros”, Álvaro Justen
  • “Dados da vacinação contra a covid-19: como obtê-los e analisá-los”, Giscard Stephanou
  • “A cobertura da ciência e a covid-19”, Fabiana Cambricoli
  • “Técnicas de OSINT para investigar casos de corrupção durante a pandemia de covid-19”, Eduardo Goulart

Mais detalhes sobre o curso e sobre os instrutores podem ser lidos neste edital.

Como funcionarão as inscrições e o processo seletivo

A inscrição deve ser feita por meio deste formulário. Podem se candidatar jornalistas que tenham pelo menos uma reportagem sobre temas relacionados à transparência e integridade, como improbidade administrativa, segurança pública, dados abertos, lavagem de dinheiro e corrupção. Internet, jornal, revista, TV e documentário serão os formatos de publicação aceitos.

A inscrição não será condicionada à experiência prévia em “jornalismo de dados”. O processo de seleção buscará atingir equilíbrio de gênero. Serão bem-vindos tanto jornalistas experientes, como aqueles em início de carreira.

Não poderão realizar inscrição jornalistas com vinculação profissional a partidos políticos, quaisquer órgãos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário ou entidades que promovam lobby empresarial.

Todas as inscrições recebidas dentro do prazo serão examinadas por uma comissão composta por representantes da Abraji e da Transparência Internacional – Brasil. O resultado do processo seletivo será tornado público até o dia 5.jul.2021.

Após a disponibilização do resultado, os selecionados receberão um e-mail com as informações de acesso às aulas, detalhes sobre o curso e o pedido para confirmar a participação. Caso a pessoa não confirme até o dia 6.jul.2021, será desclassificada. Dessa forma, a organização do curso procederá à chamada de novos(as) alunos(as) para as vagas remanescentes. Eventuais dúvidas deverão ser encaminhadas ao e-mail [email protected], com o assunto “Corrupção e Saúde Pública”.