Abraji e Transparência Partidária iniciam monitoramento de propostas de partidos políticos na pandemia da covid-19

abraji-e-transparncia-partidria-iniciam-monitoramento-de-propostas-de-partidos-polticos-na-pandemia-da-covid-19
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Abraji e Transparência Partidária iniciam monitoramento de propostas de partidos políticos na pandemia da covid-19

Nesse contexto de pandemia, é ainda mais importante que os princípios de transparência e acesso à informação pública sejam observados na tomada de decisão. Na tentativa de viabilizar a ampliação do debate público e promover maior conhecimento sobre as pautas parlamentares, a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) e o Transparência Partidária estruturaram um mapeamento das manifestações e propostas dos partidos políticos sobre medidas relacionadas à pandemia, a partir de suas postagens no Facebook.

A análise considerou as publicações de Facebook dos 33 partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral e da Aliança pelo Brasil — organização que o presidente Jair Bolsonaro tenta formalizar na Justiça Eleitoral. Os dados correspondem às publicações encontradas entre 24.jan.2020 e 19.abr.2020 e reúnem 146 temas ou propostas. No total, foram encontrados 2.120 posts sobre o tema da covid-19.

As manifestações e propostas sobre covid-19 com mais apoio de partidos foram i) política de isolamento social, ii) testagem em massa, iii) renda básica emergencial, iv) tributação de grandes fortunas, v) contra a MP 936/2020, que permite redução de salários, e vi) afastamento do Presidente da República.

Propostas, silêncio e paranoia

Os partidos que mais se manifestaram ou apresentaram propostas sobre a pandemia do novo coronavírus no intervalo pesquisado foram PSOL (39) e PSB (34). Os partidos, entretanto, mais ativos na rede social no período analisado, ou seja, que realizaram mais publicações sobre diversos temas, foram PCdoB (449 postagens), Podemos (268), PSL (145), PSDB (134) e Novo (115), mas apenas um deles, PCdoB, figura entre os 5 partidos com mais manifestações e propostas relacionados ao novo coronavírus. Não foram consideradas postagens com reproduções de notícias sem juízo de valor ou manifestações de caráter meramente informativo sobre medidas de prevenção à pandemia. Também ficaram de fora textos sobre medidas adotadas pelos governos federal, estaduais ou municipais.

Alguns partidos políticos não fizeram nenhuma manifestação sobre o assunto. São eles: PRTB, PTC, Patriota, PL, PMN e Democracia Cristã.

Já a Aliança pelo Brasil, organização política que o presidente Bolsonaro pretende formalizar enquanto partido, também não se manifestou sobre propostas e políticas relacionadas à covid-19. A única postagem da organização sobre a crise foi realizada no dia 10 de fevereiro nos seguintes termos: “Estamos vacinados. #caronavirus #AliancapeloBrasil”, que traz uma imagem em que se lê “CARONA VÍRUS NUNCA MAIS!! ESTAMOS VACINADOS!!”. É importante notar que a imagem diz “carona vírus” e não “coronavírus”.

Além do Aliança pelo Brasil, o PTB também disseminou desinformação sobre a crise, cujo presidente nacional, Roberto Jefferson Monteiro Francisco, afirmou: “Se a gripe chinesa derrubar o Bolsonaro, a pandemia socialista infectará a América Latina”. Esse também foi o único partido que manifestou apoio ao presidente Jair Bolsonaro durante a crise de saúde pública no período analisado.

Políticas defendidas

Com relação às políticas públicas que mais tiveram ressonância entre os partidos foram a política de isolamento social, a testagem em massa, a defesa da renda básica emergencial e da tributação de grandes fortunas, manifestações contrárias à MP 936/2020, que permite redução de salários, e a defesa do afastamento o Presidente da República.

  • Favorável à medida de isolamento social: PDT, PMB, Podemos, PP, PSB, PSD, PSDB, PSL, PSTU, PT , PV, REDE, Solidariedade, UP, MDB, NOVO e PCdoB.
  • Favorável à testagem em massa: REDE, PV, PSL, PSOL, PSTU, PT, PSB, PDT, NOVO, PCB, PCO e PCdoB.
  • Favorável à renda básica emergencial: Cidadania, PCB, Podemos, PSC, PSL, PSTU, PT, PV, Rede, Republicanos e SDD.
  • Tributação de grandes fortunas: PCB, PCdoB, PDT, Podemos, PSB, PSOL, PT, PV, CIDADANIA e REDE.
  • Contra MP 936/2020, que permite redução de salários: PCB, PCdoB, PDT, PSB, PSOL, PSTU, PT, PV e Rede.
  • Afastamento do presidente Jair Bolsonaro: PCB, PCdoB, PDT, PSB, PSOL, PSTU, PT, PV e Rede.

Outros posicionamentos que também tiveram destaque entre os partidos foram as medidas adotadas pelo Ministério da Saúde e as recomendações da OMS. Em ambos os casos, 8 partidos manifestaram apoio a essas políticas.

Em relação à transparência de dados sobre a pandemia, apenas PSTU e Rede se posicionaram em defesa dessa medida.

No tocante às alterações da Lei de Acesso a Informação propostas pelo Presidente da República, apenas o PSL, antigo partido de Jair Bolsonaro, se manifestou nas redes sociais, opondo-se à medida.

Como o trabalho foi feito e como obter os dados

A proposta de monitorar redes sociais, segundo o diretor-executivo do Transparência Partidária, o advogado e cientista político Marcelo Issa, é importante no atual contexto da política brasileira, porque diversos atores políticos e partidos passaram a adotar o uso massivo das redes sociais como ferramenta de comunicação, campanha política, debates de ideias, ataques contra pessoas e instituições, entre outros usos. Além disso, é importante destacar que o Facebook é a rede social mais utilizada para apresentar ideias e propostas de forma mais detalhada. Desse modo, coletar todas as postagens dessa rede social e classificá-las de acordo com metodologia pré-definida é uma das formas mais eficientes de entender os discursos e objetivos dos partidos políticos.

Foram reunidos todos os 34 endereços no Facebook dos partidos brasileiros, incluindo o da Aliança pelo Brasil, para iniciar o estudo específico dos posts da covid-19. O maior desafio da equipe foi encontrar uma forma de reunir essa informação, já que o conjunto de postagens dos partidos é de milhares de textos e imagens. O coordenador de projetos da Abraji, Reinaldo Chaves, e a assistente jurídica, Juliana Fonteles, criaram um monitoramento em Python, linguagem de programação de código aberto e gratuita, para coletar todos os posts.

Em seguida, os textos das postagens foram transformados em dataframes (estrutura bidimensional de dados criada pelo Python) que permite a busca por palavras. Foram buscados os termos ‘CORONAVÍRUS’, ‘CORONAVIRUS’, ‘CORONA’, ‘CORONA VIRUS’, ‘CORONA VÍRUS’, ‘EPIDEMIA’, ‘PANDEMIA’, ‘COVID19’, ‘COVID 19’, ‘COVID’, ‘VÍRUS’, ‘VIRUS’ e ‘COVID-19’, para chegar em um conjunto de dados final de posts sobre a pandemia.

Isso foi transformado em arquivo de planilha para classificação estatística e de assuntos. A proposta do projeto é descobrir quais são as posições e propostas dos partidos políticos brasileiros sobre a pandemia da covid-19. A metodologia não considera postagens com reproduções de notícias sem juízo de valor ou manifestações de caráter meramente informativo sobre medidas de prevenção à pandemia.

Também ficaram de fora textos sobre medidas adotadas pelos governos federal, estaduais ou municipais, enquetes ou perguntas aos usuários, artigos de opinião, propostas legislativas ou posicionamentos apresentados por parlamentares e demais mandatários, exceto quando de autoria dos presidentes nacionais das legendas ou de suas bancadas no Congresso Nacional. Publicações com o mesmo teor foram registradas apenas uma vez.

A equipe do projeto separou, leu e estudou os posts manualmente para chegar nos resultados deste texto. Os resultados mais detalhados estão disponíveis nesta pasta:

  1. O arquivo COMPILADO_PARTIDOS_COVID_ate_19_abril_2020.xlsx com uma planilha das MANIFESTAÇÕES/PROPOSTAS dos partidos sobre a covid-19;
  2. O arquivo RELATÓRIO PARTIDOS CORONA_ate_19_abril_2020.pdf com um descritivo das posições e propostas de cada partido encontradas nas postagens;
  3. O arquivo posts_partidos_ate_19_abr_2020_relacionados_covid19.csv com uma planilha com os posts em geral sobre a covid-19;
  4. O arquivo posts_partidos_acumulados_ate_19_abr.csv com todos os post em geral dos partidos políticos.

Estes arquivos serão semanalmente atualizados na pasta compartilhada. E o script em Python que captura os posts no Facebook, filtra os textos sobre a covid-19 e cria os gráficos deste texto pode ser visto neste link no Github.

:: Acesse aqui o material em inglês ::