Clube de Imprensa

Agrinho 2023 encerra com cerimônia de premiação a 132 finalistas de 21 cidades

Presidente Marcelo Bertoni realizou entrega de troféus e anunciou o tema do programa em 2024.

Fotos: João Carlos Castro/Sistema Famasul

O Agrinho 2023 concluiu as atividades do ano nesta quarta-feira (6), em uma emocionante cerimônia de premiação aos 132 finalistas entre professores e alunos de 21 municípios de Mato Grosso do Sul. O presidente do Sistema Famasul, Marcelo Bertoni, e sua diretoria realizaram a entrega das medalhas e troféus aos vencedores deste ano.

“Nós conseguimos conectar o campo com a cidade, levando conhecimento e mostrando às crianças o que o homem do campo faz para levar o alimento até a mesa, principalmente da forma que fazemos, com sustentabilidade e qualidade, sempre preservando o meio ambiente.”, disse Bertoni.

Com o tema “Alimentar é Construir o Futuro”, o Agrinho deste ano premiou os melhores trabalhos divididos em escolas públicas e particulares.

Antes da entrega dos prêmios aos vencedores, os convidados tiveram ainda a apresentação da Orquestra Fraternidade Sem Fronteiras, formada por 25 crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, sob o comando do maestro Fábio Bernobique.

Ao todo, foram 132 premiados em 1º, 2º e 3º lugar. A edição deste ano foi recorde de inscrições, com 572 escolas e mais de 134 mil alunos.

O aluno Daniel Ramos Artigas, do Instituto Educacional Falcão, de Aquidauana, venceu a categoria Fábula na sua primeira participação no Agrinho.

“Gostei muito do programa e de ter vencido. A gente aprendeu várias coisas sobre natureza e sociedade”, disse o aluno do 3º ano do ensino fundamental.

A vencedora da categoria Escola Agrinho entre os colégios particulares, professora Carla Feltrin, da Escola Evangélica Avivamento Bíblico, do município de Cassilândia, ressaltou a importância do programa aos alunos e também aos próprios profissionais de educação.

“Nós aprendemos muito também com o avanço do programa. Quero agradecer ao Senar/MS pela oportunidade e parabenizo a todos pelo belíssimo evento hoje. Nós somos os semeadores do conhecimento nas nossas crianças e o programa Agrinho auxilia nessa missão”.

Ao fim da premiação, o presidente Marcelo Bertoni anunciou o tema do programa Agrinho 2024, que será: Semeando Educação e Colhendo Cidadania.

Também estiveram presentes o diretor-tesoureiro da Famasul, Frederico Stella, o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan; a diretora-técnica do Senar/MS, Mariana Urt; a coordenadora de Qualificação Profissional da Semadesc, Marina Dobashi, representando o Governo do Estado; o presidente da Comissão Famasul Jovem, Lucas Ingold; os presidentes dos Sindicatos Rurais de Anaurilândia, Murilo Eduardo Franciscon; de Camapuã, Antonio Silvério; de Cassilândia, Adenilson Pereira; de Jardim, Helio Tadeu Ruiz; de Nova Alvorada do Sul, Telma Menezes; de Rio Negro, Henrique Ezoe; além de representantes dos Sindicatos Rurais de Bonito e Glória de Dourados.

Instituições parceiras também estavam presentes com representantes da Asumas, Sebrae/MS, Biosul, Senac, Senai, CRMV/MS, Sesi, OCB/MS e Embrapa Gado de Corte.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Leandro Abreu