Após veículos abandonarem cobertura, GSI diz que vai separar área destinada à imprensa no Alvorada

planalto
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Após veículos abandonarem cobertura, GSI diz que vai separar área destinada à imprensa no Alvorada

O GSI (Gabinete de Segurança Institucional) anunciou ter aperfeiçoado a segurança do espaço reservado à imprensa no Palácio do Alvorada, depois que pelo menos sete veículos de comunicação (Band, Folha de S.Paulo, G1, Metrópoles, TV Globo, O Globo e Valor Econômico) suspenderam a cobertura jornalística no local.
Crédito: Maurício Ferro/Poder 360
A decisão de interromper a cobertura foi tomada após a escalada de agressividade dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, na manhã de segunda-feira.

Segundo nota do GSI, foi adotada a separação física, por meio de gradis, das áreas destinadas ao público e aos repórteres, além de registro e inspeção de todos os presentes, inclusive com passagem por detector de metal.

O gabinete responsável pela segurança do presidente também diz ter orientado o uso de equipamentos de proteção individual contra a disseminação do novo coronavírus e a alocação de agentes de segurança condizente com o número de visitantes.
“O GSI entende e respeita os princípios de liberdade de expressão garantidos pela legislação vigente. Assim sendo, criou as melhores condições possíveis para o trabalho dos profissionais de imprensa e, também, um espaço reservado aos apoiadores do Presidente”, diz o gabinete em nota.