Associação Brasileira de Imprensa completa 112 anos, ao lado da democracia

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

ABI completa 112 anos, sempre ao lado do povo e da democracia

Criada em 7 de abril de 1908, pelo jornalista Gustavo de Lacerda, a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) está comemorando hoje 112 anos de existência.

Nesses anos todos, a ABI acumulou um legado invejável na defesa da democracia, da liberdade de imprensa e dos direitos humanos. Nela nasceu a campanha “O Petróleo é Nosso”, que culminou com a criação da Petrobrás.

Nestes 112 anos, desempenhou o verdadeiro papel de trincheira da democracia”, na defesa das liberdades democráticas, da liberdade de expressão e dos presos políticos. Esteve na linha de frente na denúncia de torturas e assassinatos de presos políticos na ditadura militar.

Esteve, também, na linha de frente do movimento “Diretas Já”, o primeiro passo para o fim da ditadura que durou 21 anos. Em seguida, nasceu na ABI a ação, que resultou no impeachment de Fernando Collor de Mello, liderada por Barbosa Lima Sobrinho.

Também foi na ABI que vicejaram movimentos de resistência à censura, com o surgimento dos tabloides alternativos, que levaram informações preciosas sobre o que acontecia nos porões da ditadura.

Infelizmente, nos últimos anos a ABI tinha perdido essas bandeiras que lhe deram projeção nacional. Há dois anos, cerca de 200 jornalistas inconformados com o ostracismo e a mediocridade das últimas gestões, resolveram lançar uma chapa, “ABI luta pela Democracia”, que venceu uma disputa depois de defrontar com um dos mais penosos e desleais processos eleitorais.

Vencemos e encontramos a ABI num processo praticamente falimentar. Em menos de um ano, já resgatamos parte do protagonismo da entidade.

A ABI hoje está perfilada ao lado das principais entidades democráticas da sociedade civil, como a CNBB, a OAB, a Comissão Arns, a Fenaj, o Movimento “Ditadura Nunca Mais”, a Academia Brasileira de Ciências, a Sociedade Brasileira do Progresso da Ciência, o Clube de Engenharia, a Abraji, e tantas outras espalhadas pelo País.
Atualmente, a ABI está envolvida na luta contra este governo irresponsável, que põe em risco a saúde da população, por seu comportamento criminoso diante da pandemia do coronavírus e na defesa dos jornalistas, diariamente atacados e humilhados pelo Presidente da República.
Vida longa à ABI

Paulo Jerônimo da Souza

Presidente da ABI