Bolsonaro dá trégua e convida jornalistas para churrasco

Redação Portal IMPRENSA*
Depois de semanas de ataques contra a imprensa e de se negar a falar com jornalistas, no sábado, o presidente Jair Bolsonaro convidou um grupo de seis profissionais para participar de um churrasco no Quartel-General do Exército, em Brasília.

Crédito:EBC
O almoço não fazia parte da agenda oficial do presidente, que tinha saído para cavalgar com a filha em um quartel. Na volta, a comitiva presidencial parou no local onde ocorria um churrasco organizado pela equipe de segurança de Bolsonaro.

O grupo de jornalistas havia sido barrado na porta do quartel. Logo depois, um funcionário da segurança disse que o presidente havia convidado os jornalistas e motoristas das redações para almoçar, mas eles não poderiam entrar com celulares, câmeras, gravadores, papel e caneta.

Bolsonaro foi até o grupo, sentou-se e conversou por cerca de uma hora e meia. Não deixou de responder nenhuma pergunta e falou sobre conceder indulto a policiais presos, a relação com o Congresso, os adversários políticos e lembrou do atentado que sofreu.

“Aqui, estamos tendo uma conversa respeitosa. E sei que quando não é [respeitosa], não é uma coisa pessoal. Quando estão ali no quebra-queixo, vocês estão atrás da manchete, é o trabalho de vocês”, disse antes de ir embora.

Até o dia 30 de agosto, Bolsonaro concedeu 31 entrevistas exclusivas, se reuniu com jornalistas em nove ocasiões e com executivos e donos de mídia, em 21.

O presidente falou a 22 veículos e quatro canais do YouTube. A entrevista mais recente, na sexta-feira (30/08), foi à atriz Antonia Fontenelle, que tem um canal no YouTube.
Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book