Brasileiros e paraguaios aplaudem palestra da Rainha do Basquete Hortência Marcari

20160505_194308[1]
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Brasileiros e paraguaios aplaudem palestra da Rainha do Basquete Hortência Marcari

Em palestra, Hortência Marcari fala de Motivação, Liderança, Trabalho em Equipe, Carreira e Sucesso

Lile Corrêa*

Centenas de brasileiros e paraguaios aplaudiram na noite de quinta-feira, dia 5 de maio no Centro de Convenções Miguel Gomes a Rainha do Basquete, Hortência Marcari.

O evento foi realizado pela ACEPP com apoio da FAEMS, Sebrae MS e Prefeitura Municipal de Ponta Porã, administrada pelo prefeito Ludimar Novais.

Na palestra motivacional “Lições de uma Vida”, Hortência conta quais as atitudes e princípios que a tornaram uma vencedora não só como atleta mas como mãe e profissional pós quadras.

Hortência de Fátima Marcari nasceu em uma família humilde na cidade de Potirendaba, no interior do Estado de São Paulo.

Desde pequena, começou a batalhar por seu sonho. Tinha um único objetivo em mente: ser a melhor.

Entre os assuntos abordados: Desafios e Superação, Planejamento, Busca pelos sonhos e objetivos, A importância do trabalho em equipe, Treinamento e preparo para agarrar oportunidades, Saber lidar com adversidades e
Manter a motivação.

A palestra teve duração de 80 minutos e Hortência interagiu com o público respondendo perguntas do público.

Ela contou que com 15 anos, infanto-juvenil, chegava como titular à seleção adulta. Baixa, num esporte dominado por gigantes, e magra, Hortência tinha como armas a determinação e a garra, capazes de derrubar qualquer muralha. Hoje com 56 anos mantém o mesmo peso que a consagrou nas quadras “ser gordo ou magro é escolha de vida”.

Ela lembrou que após os treinamentos, ainda ficava realizando cerca de “mil arremessos positivos na cesta”, um atleta que quer ter alto rendimento tem que ter “intensidade” e ser o melhor.

A maior homenagem já recebida por ela foi o convite para fazer parte do Hall da Fama do basquetebol feminino no Naismith Memorial Basketball Hall of Fame, em 2002.

O recordista do Guinness Bok, Luis Henrique Corrêa “recomendou a palestra nas redes sociais, um testemunho de vida que vale a pena ouvir e colocar em prática”. Para a cerimonialista Ana Maria “Hortência é uma atleta modelo e como pessoa muito agradável”.

De acordo com o presidente do Clube de Imprensa de Ponta Porã, jornalista Eder Rubens “a palestra da Rainha do Basquete é inspiradora, muito boa”.

20160505_194308[1] 20160505_194144[1] 20160505_194122[1]