Brasileiros ouvem rádio em diferentes suportes digitais

multiplataforma_pesquisa_set
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Brasileiros ouvem rádio em diferentes suportes digitais

ABERT

Além dos tradicionais aparelhos analógicos, o brasileiro também gosta de ouvir a sua emissora favorita pelos meios digitais. Pesquisa da Nextdial revela dados sobre a audiência e o consumo de 95 emissoras de rádio com presença em 5 tipos de dispositivos: smartphone, computador, videogame, smart speaker e smart TV.

O estudo considerou o alcance de ouvintes únicos e o tempo médio direto do servidor de streaming das emissoras assinantes da tecnologia Nextdial Intelligence.
No dia 21 de março, quatro dias após o início do distanciamento social imposto pela COVID-19, por exemplo, houve um aumento do consumo, o que poderia estar associado ao isolamento social, mas o estudo mostra que a audiência se manteve estável durante esse período.

Para a elaboração do estudo NextOnDial 20-Q1, que compara o primeiro trimestre de 2020 com o quarto trimestre de 2019, foram coletadas a data e hora de início do impacto; data e hora de término do impacto; o tempo total contabilizado pelo servidor de streaming; o IP do ouvinte; e os identificadores de ouvintes de aplicação (site ou aplicativo que o ouvinte usou) gerados pela Nextdial no momento da coleta dos dados.

Os resultados:

Consumo: a média de horas consumidas, de segunda a domingo das 5h à 0h, chegou a 60 horas em março, contra 52 horas em fevereiro e 57 horas em janeiro.

Alcance: Ao longo da manhã o alcance vai aumentando até chegar ao pico do dia, entre 11h30min e 12h30min, quando ocorre o maior alcance registrado, de 60 mil ouvintes. Entre 5h e 6h, a média é de 8 mil ouvintes, enquanto no final da noite, a partir das 23h até 0h, o alcance chega a 18 mil ouvintes. No meio da tarde, entre 15h e 16h, a média registrada é de 50 mil ouvintes.

Dispositivos:

Desktop: em janeiro de 2020, totalizou 20 mil horas consumidas; em fevereiro, 21 mil, e em março, 27 mil. O alcance no desktop no início da manhã (das 5h às 9h) totalizou 11 mil ouvintes diferentes: no pico das 12h às 13h com foram 14.8 mil ouvintes diferentes; no meio da tarde, das 15h às 16h, somaram 11,2 mil ouvintes diferentes. No final da noite, das 23h à 0h, foram contabilizados 6,5 mil ouvintes diferentes.

Mobile: O consumo em janeiro acumulou 20 mil horas, em fevereiro, 26 mil e em março, 17,5 mil. O alcance no mobile no início da manhã (das 5h às 9h) chegou a 8 mil ouvintes diferentes; no pico das 12h às 13h, 14,1 mil ouvintes diferentes; no meio da tarde, das 15h às 16h, foram 10,8 mil ouvintes diferentes. No final da noite, das 23h à 0h, foram 6.1 mil ouvintes diferentes.

Smart TV: O consumo, em janeiro, totalizou 20 horas, em fevereiro 29 horas e em março 39 horas. O alcance em Smart TV no início da manhã (das 5h às 9h) chegou a 120 ouvintes diferentes; no pico das 12h às 13h com 320 foram ouvintes diferentes; no meio da tarde, das 15h às 16h, somaram 220 ouvintes diferentes. No final da noite, das 23h à 0h, 100 ouvintes diferentes.

Smart Speaker: Em janeiro, totalizou 15 horas, em fevereiro, 17 horas, e em março, 21 horas consumidas. O alcance no Smart Speaker no início da manhã (das 5h às 9h) chegou a 260 ouvintes diferentes; no pico das 12h às 13h foram 480 ouvintes diferentes; no meio da tarde, das 15h às 16h, somaram 320 ouvintes diferentes. No final da noite, das 23h à 0h, 200 ouvintes diferentes.

Videogames: Quando comparado com o último trimestre de 2019, o consumo de rádio nos primeiros meses de 2020 em videogame teve uma forte queda: em outubro de 2019 foram 7 horas, contra 4 horas em novembro e chegando a 2 horas em dezembro, se mantendo nesta média até fevereiro de 2020. Em março subiu para 3 horas. O alcance nos videogames no início da manhã (das 5h às 9h) chegou a 1 ouvinte; no pico das 12h às 13h, 4 ouvintes diferentes; no meio da tarde, das 15h às 16h, somaram 3 ouvintes diferentes. No final da noite, das 23h à 0h, com 1 ouvinte.

*Com informações da SET