Clube de Imprensa

Câmara Municipal de Ponta Porã faz reparação histórica e homenageia seu primeiro presidente

A Câmara Municipal de Ponta Porã promoveu na manhã de quarta-feira, 20 de março, um momento histórico: a reparação das informações contidas na Galeria do Ex-presidentes da Casa de Leis. Durante muitos anos, de maneira equivocada, a Galeria era iniciada com a foto de Ponciano de Matos, dando a entender que ele, teria sido o primeiro Presidente da Casa.

Porém, num estudo efetuado pelo Historiador Nivalcir Pereira de Almeida, funcionário da Casa de Leis, constatou-se que o primeiro Presidente foi Felisberto Silveira Marques, que tomou posse em 25 de março de 1913. As informações estão contidas na Ata da primeira sessão promovida pela Câmara Municipal, naquela data. Na ocasião, o Poder Legislativo era chamado de Conselho Municipal e possui quatro vereadores (conselheiros) e um suplente. Felisberto foi escolhido pelos colegas para presidir a Casa e dar posse ao primeiro Prefeito, Ponciano de Matos.

Diante das informações, o Presidente da Câmara municipal, Agnaldo Miudinho, decidiu reparar o equívoco e determinou que fosse colocado o retrato oficial do primeiro Presidente no local apropriado.

Familiares de Felisberto Marques enviaram uma foto que foi colocado na moldura e, durante a sessão ordinária de 20 de março, quarta-feira, o Presidente Agnaldo Miudinho, acompanhado pelos colegas, promoveu um ato histórico: a inauguração da foto oficial.

“O que hoje estamos fazendo aqui é uma reparação histórica. Durante muito tempo, por um equívoco nosso, divulgávamos uma galeria de fotos de ex-presidente com a foto do primeiro presidente sendo Ponciano de Matos. Na verdade, ele presidiu esta Casa de Leis, mas, foi prefeito antes. Ponciano foi o primeiro prefeito de Ponta Porã e, quem deu posse a ele foram os quatro primeiros vereadores eleitos. A posse ocorreu no dia 25 de março de 1913. Exatos 111 anos atrás. Naquela data, os quatro vereadores (que eram chamados de conselheiros municipais) e um suplente, escolheram o primeiro presidente desta Casa de Leis: Felisberto Marques. Foi ele, com as prerrogativas do cargo que deu posse ao primeiro intendente municipal Ponciano de Matos. E hoje, colocamos sua foto, doada pela família, no lugar certo”, declarou Agnaldo Miudinho

O Presidente acrescentou que “estamos muito felizes por este momento. Agradecemos muito aos seus familiares, descendentes que, como nós, os 17 vereadores e vereadoras, estamos orgulhosos deste passado rico em História. Muito obrigado e que possamos sempre reverenciar a memória daqueles que, no passado, atuaram decisivamente para que Ponta Porã, se tornasse este município pujante, progressista, terra escolhida por quem sempre quis ter paz, trabalhar arduamente, produzir, gerar desenvolvimento e criar suas famílias com dignidade. Para nós, vereadores e vereadoras desta Casa, é um orgulho vivenciar este momento histórico”.

O ex-vereador Daniel Marques, descendente de Felisberto, utilizou a Tribuna par afalar em nome da família do homenageado. Ele agradeceu pelo gesto da Câmara Municipal e contou um pouco da trajetória do homenageado. “Felisberto era do Rio Grande do Sul e, juntamente como também gaúcho, Ponciano de Matos, atuou decisivamente para implantar a estrutura administrativa de Ponta Porã, logo após a criação do Município. Em nome de toda a Família Marques, agradeço aos nobres vereadores pela iniciativa”, afirmou.

A inauguração da foto oficial foi presenciada por vários descendentes de Felisberto Marques. Entre eles o engenheiro Felisberto, conhecido como Bereco. Foi ele que alertou à Câmara Municipal para a necessidade da correção desta distorção histórica.

Falando em nome de todos os colegas, o Vereador Marcelino Nunes de Oliveira enalteceu a iniciativa da Câmara Municipal em reverenciar uma personalidade marcante par aa História de Ponta Porã. “Queremos, em nome desta Casa de Leis agradecer e reconhecer à enorme contribuição da Família Marques para o desenvolvimento de Ponta Porã. Temos certeza de que hoje, o Felisberto descansa feliz. Um profundo e respeitoso abraço a ele e a todos seus familiares”.

QUEM FOI FELISBERTO MARQUES?

Felisberto Silveira Marques nasceu no município de Santo Antônio da Patrulha, Estado do Rio Grande do Sul, filho de QUIRINO DA SILVEIRA MARQUES, e possivelmente com 18 ou 20, anos de idade, sua família se mudou para São Luiz Gonzaga. Isso por volta de 1860.

Sua família era dedicada à criação de gado, cultivos de cana, fabricantes de rapadura, aguardente, que exportavam a outros municípios.

Terminada a Guerra do Paraguai, muitos soldados, que por aqui, na região da fronteira estiveram, no regresso a seus lares, comentavam como era essa nossa região, excelentes pastagens, terras de matas e aguadas, absolutamente sem donos.

Com isso muitos gaúchos, passaram a sonhar com esse paraíso, onde poderiam trabalhar e viver em paz, criando a família com um alvo risonho do futuro.

Felisberto Marques, contagiado pelo vírus do novo paraíso, se preparava para fazer a grande travessia, adquirindo carretas, bois, mantimentos e companheiros, para que a viagem fosse rápida.

O trajeto foi feito, passando o Rio Uruguai, para a Argentina, depois cruzando o Rio Paraguai, passando por Santani e Curuguati, e chegando a nossa região de fronteira.

Felisberto Silveira Marques casou em São Luiz Gonzaga, com Dona Maria Silveira Marques, com quem teve 5 filhos. Chegando na região, fixou-se na região de Rio Verde, e depois mudou-se para Sanga Puitã, onde exerceu atividades comerciais. Praticamente fundando o povoado. Pois estava acompanhado pelos companheiros da travessia, onde alguns exerciam a profissão de carpinteiros, carreteiros, práticos em homeopatias, professores, enfim o grupo que constituiu o povoado.

Ele deve ter chegado por aqui, por volta de 1891, provavelmente. Na fundação do município, foi o Primeiro Presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã. Também era Coronel da Guarda Nacional e Maçon.

Fonte:  Nivalcir Almeida

Fotos:  Divulgação

Pular para o conteúdo