Dede Santana “o eterno trapalhão” esta em Ponta Porã

Dede Santana recebe obra de arte da artista Maria Bonita Georges, entregue pelas locutoras Luciana e Mariana Correa - Foto Lile Correa
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Dede Santana “o eterno trapalhão” esta em Ponta Porã

Artista plástica, Maria Bonita Georges presenteou Dedé Santana com uma obra de arte

Veja a entrevista na integra no YouTube

O jornalista Lile Corrêa entrevistou na tarde desta sexta-feira, dia 17 de janeiro de 2020, na Rádio Lider FM 104,9 de Ponta Porã – MS, o eterno trapalhão Dede Santana.

Na entrevista o humorista estava acompanhado de Jorge Rodriguez representante do Gran Circo Hermanos Rodriguez. Dedé Santana vai se apresentar na sexta-feira, sábado e domingo na Linha Internacional de Ponta Porã (Brasil) e Pedro Juan Caballero (Paraguai) no Gran Circo Hermanos Rodriguez.

As locutoras Luciana Oliveira e Mariana Corrêa presentearam Dede Santana com uma obra de arte, ofertada pela embaixatriz da fronteira, artista plástica Maria Bonita Georges.

“Que quadro lindo, estou emocionado, muito obrigado por nos receberem com tanto carinho”, mencionou o trapalhão.

Dedé contou que também esta no “Guinness Book, o livro dos recordes e que é o embaixador do Circo no Brasil”.

CARREIRA DE SUCESSO

Dede Santana e filho do palhaço Picolino (Oscar Santana) e da contorcionista Ondina Santana, Dedé foi criado por uma família, que é descendente de ciganos, entre artistas de circo.

É sobrinho do falecido ator e comediante Colé Santana. Entrou no seu primeiro espetáculo circense apenas com três meses de vida, atuando com sua mãe.

Dedé ficou marcado como o mais sério dos Trapalhões, por ser ele o que agia de maneira mais normal, talvez para que o personagem se diferenciasse um pouco dos seus três amigos exageradamente hilários. Por ser o mais inteligente, Dedé agia como o cérebro do grupo.