Clube de Imprensa

Despedida de soldado morto após treinamento em Bela Vista, gera revolta e comoção

Domingo foi marcado por revolta, comoção dos familiares que se despediram de Vinícius Ibanez Riquelme, de 19 anos, soldado do Exército morto nesse sábado (27) após treinamento com o grupo do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizado de Bela Vista.

soldado foi levado ao hospital de Bela Vista na sexta-feira (26) e encaminhado para a Santa Casa da Capital, onde morreu após complicações de saúde ocorridas durante atividades físicas.

O velório aconteceu neste domingo (28), é foi marcado pela comoção de familiares e amigos de Vinícius. Informações passadas ao Jornal Midiamax são de que os familiares estão desmaiando quando chegam ao local do velório.

Incrédula, a família denuncia que, entre as principais causas da morte, estão ‘esforços exaustivos durante os exercícios físicos’, realizados em uma manobra militar, além de negligencia e omissão de socorro.

Centenas de pessoas acompanharam o cortejo a pé percorrendo cerca de 4 quilômetros até o cemitério da cidade.

Outros três soldados, lotados em Bela Vista, com quadros de desidratação e pneumonia, foram encaminhados em vaga zero para a Santa Casa da Capital na noite de sábado (27). A informação é de que um deles precisou ser entubado.

Um colega do soldado relatou as atividades intensas sob sol forte e longos períodos sem beber água durante o treinamento. “Uns três tiveram problemas nos rins”, disse. De acordo com informações, grave estado de desidratação teria afetado os rins de Vinícius e levado a morte.

“Não acredito que entreguei meu filho vivo para o Exército e recebo ele dentro de um caixão. Não é justo, quero justiça, isso não pode ficar impune! O Vini era um menino muito educado, meu companheiro, minha vida, e agora como fica minha vida?”, disse Mariza, mãe de Vinícius ao site Fronteira News.

Despedida de soldado morto após treinamento em Bela Vista, gera revolta e comoção. (Fronteira News)