Clube de Imprensa

Dia do Bombeiro teve alvorada festiva e Missa de Ação de Graças com padre Paulo Nascimento e Irmã Zélia Ribeiro

Em Ponta Porã, o Dia do Bombeiro teve alvorada festiva e Missa de Ação de Graças com padre Paulo Nascimento e Irmã Zélia Ribeiro
Lile Corrêa*
No Brasil, a história do Corpo de Bombeiros começa em 1856, no dia 2 de Julho. O Decreto, assinado pelo Imperador Dom Pedro II, instituiu o Corpo Provisório de Bombeiros da Corte, que teve por comandante o major João Batista de Morais Antas, no Rio de Janeiro. Foram reunidas as seções de Bombeiros que existiam para o serviço de extinção de incêndios na Casa do Trem (Arsenal de Guerra).
Em 1880, a Corporação passou a ter organização militar e, foram concedidos postos e insígnias aos seus componentes. Com o passar dos anos, equipamentos mais sofisticados foram fornecidos e viaturas mecânicas passaram a ser utilizadas.
Atualmente, é no dia 2 de Julho que se comemora o Dia do Bombeiro, que hoje não só apaga incêndios, mas se responsabiliza pelos atendimentos pré-hospitalares em caso de trauma, salvamentos em altura e na água, além das atividades de busca e defesa civil.
Em Ponta Porã na fronteira do Mato Grosso do Sul (Brasil) com Pedro Juan Caballero (Paraguai) os integrantes do Corpo de Bombeiros fizeram  uma alvorada festiva com fogos de artificio e carreata pelas vias públicas do município e  a noite por volta das 19h no Salão Paroquial São José, o padre redentorista Paulo do Nascimento Souza rezou uma Missa de Ação de Graças com a participação dos militares.
Na Missa participaram os integrantes do 4º Grupamento de Bombeiro Militar (4° GBM) com a presença do Comandante Tenente Coronel QOBM Claudiney da Silva Quintana e na hora do ofertório quatro militares levaram instrumentos usados no dia a dia no salvamento das pessoas na fronteira até o padre Paulo para ser colocado no altar do Senhor Jesus.
Presente na Missa, logo após a realização do 2º Retiro dos Milagres , a irmã Zélia Garcia Ribeiro da Congregação Copiosa Redenção fez a pregação da noite falando “do amor de Deus por todos nós”, os cantores sertanejos católicos Alvaro e Daniel cantaram hinos de louvor e a cantora católica Claudia cantou o salmo responsorial.