Dia mundial do Rádio foi celebrado por diversos setores

716290F6-2B9B-4157-9397-C37CB25E644A
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Dia mundial do Rádio foi celebrado por diversos setores


Em 13 de fevereiro de 1944, ouvintes de seis países sintonizaram os aparelhos de rádio na frequência da Rádio das Nações Unidas. Na estreia, a emissora gerou conteúdo simultâneo pela primeira vez na história. Em 2011, a Unesco, órgão das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, proclamou o Dia Mundial do Rádio.

Celebrada em todo o mundo, a data é utilizada para ressaltar características do meio que o mantêm na preferência do público. Instantâneo e democrático, o rádio entra na casa dos ouvintes, levando serviço, entretenimento e informação. “Longe de se esgotar com o surgimento de novas mídias, o rádio se renova ao se adaptar a elas. Hoje, está presente em todas as mídias digitais e vem conquistando a audiência do público jovem”, afirma o presidente da ABERT, Paulo Tonet Camargo, em mensagem divulgada nas redes sociais.

 

 

Pesquisas internacionais apontam que o rádio segue firme na preferência de ouvintes.

Representante da Rádio Cultura de Leme (SP), Paulo Sérgio Ribeiro aproveitou o dia para comemorar a evolução do meio em pesquisas realizadas em todos os continentes. “O rádio voltou a crescer graças às redes sociais que o levam cada vez mais longe, sem aumento de custos, favorecendo artistas, anunciantes e o próprio meio”, destacou.

Coordenador adjunto da Defesa Civil de Minas Gerais, o tenente-coronel Godinho ganhou notoriedade ao enfrentar tragédias como o rompimento de barragem em Brumadinho e as fortes chuvas que castigaram Belo Horizonte recentemente. Para ele, o rádio é imprescindível no momento de alertar comunidades sobre situações de emergência. “O rádio diminui a distância entre o serviço público para salvar vidas e a população”, destaca.

Rádio e Diversidade

Em 2020, o tema da data é “Rádio e Diversidade”, para realçar a capacidade deste meio de comunicação de promover a pluralidade e permitir que várias vozes possam interagir, ser representadas e ouvidas.

Em mensagem enviada às rádios, o presidente da AIR (Associação Internacional de Radiodifusão), José Luis Saca, destaca o papel do rádio independente e plural e parabeniza os profissionais que fazem do meio uma fonte de notícias e entretenimento.