Eleições 2018: Alckmin atira em Bolsonaro

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Geraldo Alckmin elegeu Jair Bolsonaro como seu alvo e vai começar a campanha na TV atirando. Quase literalmente.

A campanha tucana fez circular hoje o que será seu primeiro vídeo no horário eleitoral. Uma peça de um minuto, criticando o que seria uma prática de Bolsonaro de achar que todos os problemas do país se resolvem na bala. Não há menção nominal ao candidato do PSL, mas a associação é imediata. O final, com um tiro indo em direção a uma criança, é impactante.

Está evidente que Alckmin vê sua ida ao segundo turno passar obrigatoriamente por tirar votos de Bolsonaro. Ao eleitor “raiz” do deputado se juntaram tucanos de direita decepcionados com os escândalos e tucanice do partido, além de moderados que identificam em Bolsonaro alguém diferente “de tudo o que está aí”. Alckmin mira nestes dois últimos grupos.

A primeira constatação é de que Alckmin entendeu que o eleitor de Bolsonaro é muito mais que o estereótipo do “radical, machão, valentão”. Há muita gente que já votou ou poderia votar no PSDB disposta a ir de PSL em outubro.

Até aí, a lógica faz sentido. A dúvida que fica: é suficiente? E é exatamente aqui que o tiro de Alckmin pode sair pela culatra. Se quiser ir ao segundo turno, Alckmin terá de ferir a base de Marina, brecar a subida de Amoêdo, pescar alguns órfãos de Lula e desidratar o pouco que Álvaro e Meirelles tem. Vamos ver se o tucano terá munição para isso.

Assista ao vídeo da campanha de Geraldo Alckmin.

Acompanhe de perto a cobertura eleitoral pelo aplicativo da Gazeta do Povo. Baixe nas lojas Play Store e na iTunes.

Leonardo Mendes Júnior

Diretor de Redação da Gazeta do Povo.