Em quarentena, padre faz missa sozinho com centenas de fotos de fiéis em bancos de igreja em MS

AD27998D-DE79-4550-BF66-01C5B9D43AF2
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Em quarentena, padre faz missa sozinho com centenas de fotos de fiéis em bancos de igreja em MS

Por Flávio Dias, G1 MS — Campo Grande

Padre celebra missa com cerca de 500 fotos de fiéis colocadas em bancos de igreja, em Aquidauana (MS). — Foto: Arquivo Pessoal/Padre Paulo Sousa

Padre celebra missa com cerca de 500 fotos de fiéis colocadas em bancos de igreja, em Aquidauana (MS). — Foto: Arquivo Pessoal/Padre Paulo Sousa

Pelo menos há quatro semanas a rotina das missas da paróquia Imaculada Conceição, em Aquidauana, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, tem sido feita por meio de dinâmicas e na igreja que antes era cheia de pessoas, somente o padre.

A última celebração, 500 fotos dos fiéis que estão de quarentena por conta da pandemia do novo coronavírus foram colocadas sobre os bancos. Apesar do município ainda não registrar nenhum caso da doença, a comunidade da paróquia está com um grande desafio, o de ajudar o próximo.

Conforme o padre responsável pela paróquia, Paulo Sousa, os fiéis que querem retirar seus retratos, tem o desafio social de doar um quilo de alimento ou roupas. Toda arrecadação será destinada para as famílias carentes do município e também para aldeias indígenas da região.

A missa que antes da pandemia tinha uma frequência de quase 800 pessoas, nesta última quinta-feira teve um alcance de quase 8 mil por meio de uma transmissão via internet: “As pessoas estão participativas e não vêem a hora de voltar a normalidade. Enquanto seguimos nessa situação, somente essa semana, já conseguimos montar 100 cestas básicas que serão destinadas para os mais carentes”, explicou ao G1.

Ainda de acordo com o padre, toda dinâmica na hora da arrecadação dos produtos é feita com muita segurança para que ninguém corra o risco de se contaminar com o novo coronavírus.

Segundo o pároco, com esse isolamento social as pessoas estão mais ansiosas para voltar a frequentar as missas: “Elas estão se conscientizando que além de cuidar de si mesmas, não pode esquecer do próximo”, e ainda acrescentou:

Elas estão sedentas e até choram quando vamos até elas para entregar a comunhão. Apesar desse período de crise que estamos passando, essa atitude de distanciamento está no ajudando a ficar mais próximos um dos outros. Um verdadeiro despertar da fé pela a igreja”, finaliza.

Missa inusitada

A mesma paróquia ganhou destaque no início do mês ao fazer uma missa que representou a solidariedade. No lugar de fiéis, 130 cestas básicas colocadas nos bancos da paróquia. Todo alimento também foi destinado para ajudar famílias que estão em quarentena por conta da pandemia do coronavírus.

Igreja coloca cestas básicas em bancos durante missa para homenagear pessoas que doaram alimentos. — Foto: Arquivo Pessoal/Padre Paulo SousaIgreja coloca cestas básicas em bancos durante missa para homenagear pessoas que doaram alimentos. — Foto: Arquivo Pessoal/Padre Paulo Sousa

Igreja coloca cestas básicas em bancos durante missa para homenagear pessoas que doaram alimentos. — Foto: Arquivo Pessoal/Padre Paulo Sousa

Conforme o padre, a ação envolveu grande parte da cidade e todas as cestas básicas serão destinadas para as famílias de baixa renda que estão passando por necessidades nesse período de quarentena.

O pároco ainda reforça que durante a pandemia e o isolamento social, a comunidade poderá doar alimentos para que novas cestas sejam montadas para serem distribuídas. Os que desejam contribuir com alimentos não perecíveis, podem levá-los até a sede da instituição.