Emissora de TV iraniana acusa Estados Unidos de prisão ilegal de jornalista

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print
Redação Portal IMPRENSA

O canal iraniano Press TV acusou os Estados Unidos, nesta quarta-feira (16), de terem detido ilegalmente uma de suas jornalistas. De acordo com a emissora, Marzieh Hashemi foi presa no domingo (13) no aeroporto de Saint-Louis, no Missouri, por motivo desconhecido.

Crédito: Reprodução/Facebook

Marzieh nasceu nos EUA, foi registrada como Melania Franklin, mas trocou de nome ao se converter ao islamismo. “As autoridades americanas até agora se recusaram a dar uma razão para essa prisão”, informou a emissora em seu site.

A Press é a emissora estatal do Irã. Marzieh trabalha na TV como âncora e documentarista. Ela teria retornado aos EUA para visitar parentes.

Segundo a BBC, de Londres, a jornalista, de 59 anos, está atualmente em Washington DC. Contudo, o FBI ainda não havia confirmado a prisão.

Em seu comunicado, a Press TV acusa as autoridades americanas de estarem submetendo a jornalista a um tratamento que ofende a fé islâmica. De acordo com a emissora, ela teria sido forçada a remover o hijab e vestir uma blusa de manga curta. Além disso, só lhe teria sido oferecido comida à base de carne de porco, proibida pelos preceitos do Islã.