Famasul lamenta a morte de indígena e agressões à PMs

Nota Famasul
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on telegram
Share on print
Share on whatsapp

Famasul lamenta a morte de indígena e agressões à PMs

A Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Sistema Famasul) lamenta a morte do indígena Clodioudo Aguile Rodrigues dos Santos, de 26 anos, ocorrida nesta terça-feira (14), em Caarapó (MS), bem como as agressões sofridas pelos policias militares que se deslocaram até o local com a finalidade de apoiar a equipe do Corpo de Bombeiros.

Estes fatos registram mais uma vez o impasse da questão fundiária em Mato Grosso do Sul, que dura décadas, e a necessidade de uma solução efetiva por parte do Governo Federal.

É necessária uma atuação direta do Poder Publico para fornecer uma solução definitiva ao conflito, que atingiu níveis de insuportabilidade e insegurança jurídica. Solução esta que resguarde os direitos dos produtores rurais, que adquiriram as áreas de forma legítima, tanto para este caso quanto para as 110 propriedades invadidas em Mato Grosso do Sul.

A situação instalada na região sul do Estado causa grande preocupação à Federação, que tem se esforçado, ao longo dos anos, na proposta de viabilizar uma alternativa para este triste cenário entre produtores rurais e a população indígena.

Nota Famasul