Fenaj propõe a presidenciáveis Estatuto do Jornalismo e Conselho Federal de Jornalistas

Redação Portal IMPRENSA*

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) publicou uma carta aberta aos candidatos à presidência do Brasil pedindo uma atenção maior para o setor de comunicação. Entre as reivindicações estão a criação de um Estatuto do Jornalismo Brasileiro e um Conselho Federal de Jornalistas.

Crédito:Pixabay
Fenaj propõe mecanismo para desenvolver o trabalho da imprensa

A carta foi divulgada no site da Fenaj, que relata sua preocupação com o fato de a área de comunicação estar “esquecida”. De acordo com a Federação, o governo federal tem se omitido e deve se responsabilizar pelas políticas neste setor.

A Fenaj defende o reforço no sistema público de comunicação e o desenvolvimento do jornalismo brasileiro e propõe que o futuro presidente da República “apresente projeto de lei para criação do Estatuto do Jornalismo Brasileiro, como um dos mecanismos de controle público para garantia da qualidade da informação jornalística difundida pelos veículos de comunicação social, sejam impressos, audiovisuais ou digitais”.

Além disso também pede que o presidente “encaminhe ao Congresso Nacional projeto de lei para criação e implementação do Conselho Federal de Jornalistas, para promover a autorregulamentação profissional, a partir do Código de Ética do Jornalistas Brasileiros (proposta já aprovada na 1ª Confecom)”.

A Fenaj lembra que a primeira Conferência Nacional dos Jornalistas (Confecom), realizada em 2009, obteve 672 propostas relacionadas à atividade jornalísticas, “mas não houve seguimento nas ações”. Por isso, pede uma nova edição para a “construção de um novo e democrático marco regulatório para o setor”.

Facebook Comments

Lile Corrêa

Jornalista, Radialista e Recordista Bi-Mundial incluso no Guinness Book