FNPI abre inscrições para o Programa 5 Sentidos sobre cobertura de Direitos Humanos na América Latina

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

A Fundação Novo Jornalismo Iberoamericano (FNPI), fundada em 1994 pelo jornalista e escritor Gabriel Garcia Márquez, abre inscrições para o “Programa 5 Sentidos – Cobertura de Direitos Humanos na América Latina”. Ao todo, o programa tem seis semanas de duração e consiste em aulas e workshops on-line gratuitos.

As inscrições podem ser feitas através do site da FNPI, até 25.jan.2017. O curso deverá começar em 7.fev.2017 e se encerrará em 21.mar.2017. Serão selecionados 20 participantes por palestra e a lista final de escolhidos será divulgada em 31.jan.2017.

Podem se inscrever todos os jornalistas que trabalham com a temática dos Direitos Humanos em qualquer plataforma. Os participantes serão selecionados de acordo com sua motivação para participar do programa e de uma proposta de pauta que se comprometem a desenvolver durante o curso on-line, que deverá ser enviada no formulário de inscrição.

O curso é voltado para jornalistas que trabalham na cobertura de Direitos Humanos. O objetivo é ensinar a esses profissionais novas ferramentas narrativas e investigativas para a realização de produtos jornalísticos capazes de fisgar as audiências e de criar novos sentidos diante das realidades Latinoamericanas.

As aulas vão focar três grandes temas: gênero e discriminação, conflito social e acesso à Justiça. Os formatos também serão divididos:

Audiovisual com María Arce – Voltado a jornalistas que abordem os Direitos Humanos em formatos audiovisuais, ou seja, em imagem e vídeo.

Áudio com Marta del Vado – Voltado a jornalistas que abordem os Direitos Humanos em rádio e em podcast.

Texto com Cristian Alarcón – Voltado a jornalistas que abordem os Direitos Humanos através do texto, tanto no impresso quanto no digital.

O programa é dirigido por Cristian Alarcón e, além das aulas, os participantes também terão reuniões de pauta com os professores das respectivas áreas e apoio no desenvolvimento das reportagens propostas. Ao final, cada um dos autores das seis melhores histórias trabalhadas durante o curso receberá uma bolsa de US$ 500 para sua pós-produção.