Gari monta biblioteca com livros jogados fora e lança 1º poema

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Jonatã retirava os livros do lixo e montou a própria biblioteca. Agora virou escritor e lançou primeiro poema Foto: reprodução

Jonatã retirava os livros do lixo e montou a própria biblioteca. Agora virou escritor e lançou primeiro poema Foto: reprodução

Além de montar uma biblioteca com livros jogados fora, um gari de Porto Alegre lançou o 1º livro de poemas, na primeira Feira do Livro de Canoas.

A ideia de Jonatã Nunes, de 33 anos, era juntar os livros que iam pro lixo para que não acabassem em aterros sanitários e estimular outras pessoas a aprender com eles.

O gari é leitor ávido e sempre teve interesse por diversos gêneros literários. Jonatã conseguiu reunir um bom acervo de livros e até mesmo criar o seu próprio.

Livro de Poemas

A biblioteca foi montada na própria casa e o acervo formado pelos livros descartados. Foi então que a leitura e a paixão pelo mundo literário despertaram nele a inspiração pela escrita.

No dia 2 de outubro de 2021 ele realizou um de seus maiores desejos e lançou um livro de poemas na Feira do Livro de Canoas, junto com outros escritores brasileiros.

O livro, intitulado “Poeta do Asfalto: o tempo é uma prioridade” , trata do amor e da solidão em tempos de pandemia, na perspetiva do seu trabalho quotidiano como coletor de lixo.

Reflexões

Além disso, o jovem autor diz que o livro é como uma autobiografia e relata alguns aspectos de sua vida. Em um trecho do livro, Jonatã reflete sobre a realização de sonhos:

“O tempo é prioridade, e nós somos tão irresponsáveis, como tantos planos que jogamos no armário deixando para depois serem resolvidos. Quantos sonhos deixamos em uma gaveta solitária, deixando-os para depois se tornarem realidade ” .

Jonatã concretizou assim um dos seus sonhos pessoais mais almejados e comentou que, graças à poupança, conseguiu imprimir os primeiros 100 exemplares do seu livro.

“Nunca desista, sempre acredite e persista. Estou radiante, feliz … Para mim é um grande sonho realizado ” , comentou entusiasmado.

Além disso, Jonatã conta que espera imprimir mais 200 exemplares de seu livro de poemas e sonha em escrever outros livros no futuro.

O novo escritor garante que continuará a resgatar livros descartados do lixo para levar adiante seu hobby e completar sua biblioteca.

Jonatã no seu trabalho diário de coleta urbana e com o novo livro no dia do lançamento Fotos: reprodução
Jonatã no seu trabalho diário de coleta urbana e com o novo livro no dia do lançamento Fotos: reprodução

Por Andréa Fassina SNB com informações do Nation