Jornalista brasileiro é premiado nos EUA

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print

Jornalista Fernando Rodrigues (Foto: Reprodução)

Todos os anos, quatro jornalistas recebem o prêmio. Nesta edição, além de Rodrigues, também foram premiados: Hugo Alconada (do jornal La Nación, da Argentina), Jacqueline Charles (correspondente do Miami Herald no Caribe) e Graciela Mochkofsky (jornalista e escritora da Argentina. A fotógrafa venezuelana Meridith Kohut recebeu uma citação especial do júri.

O anúncio foi feito pela Universidade Columbia, que faz a curadoria das premiações. Todos os anos, quatro jornalistas recebem o prêmio. Nesta edição, além de Rodrigues, também foram premiados: Hugo Alconada (do jornal La Nación, da Argentina), Jacqueline Charles (correspondente do Miami Herald no Caribe) e Graciela Mochkofsky (jornalista e escritora da Argentina. A fotógrafa venezuelana Meridith Kohut recebeu uma citação especial do júri.

“É uma honra receber o prêmio Maria Moors Cabot. Sinto que é também e sobretudo um reconhecimento a todos os que trabalham no projeto do Poder360 e do Drive, empreendimentos de jornalismo profissional que buscam um modelo sustentável para a indústria de mídia”.

Antes de criar o portal, Rodrigues trabalhou na Folha de S. Paulo, UOL, BBC, Globonews, SBT e rádio Jovem Pan. O jornalista também recebeu quatro vezes o Prêmio Esso.

O prêmio Maria Moors Cabot foi criado em 1938 e passou a ser entregue no ano seguinte, em 1939.

Antes de Fernando Rodrigues, outros jornalistas e publishers brasileiros foram homenageados com o prêmio Maria Moors Cabot: Assis Chateaubriand, Carlos Lacerda, Roberto Marinho, Roberto Civita, Otavio Frias Filho, Rosental Calmon Alves, Dorrit Harazim, Merval Pereira, Miriam Leitão e José Hamilton Ribeiro.

Fonte: Portal Imprensa