Jornalista é alvo de atentado a tiros no interior do Pará

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print
Jornalista é alvo de atentado a tiros no interior do Pará

Jackson Silva era repórter e um dos diretores do jornal paraense. (Foto: Reprodução/ Moju News)

O profissional de 28 anos já havia relatado situações em que sofreu ameaças de agressão.

Um jornalista foi alvo de tiros na última sexta-feira, 9, em Moju, cidade localizada no nordeste do Pará. Jackson Silva é repórter e um dos diretores do Portal Moju News. O profissional já havia relatado, anteriormente, que recebia ameaças de agressão.

Segundo matéria publicada pelo sitedo qual Jackson era parte da equipe, o atentado foi realizado quando ele retornava à sua casa, após ida à igreja. Os disparos foram feitos por duas pessoas, que aguardavam a chegada do jornalista de 28 anos. Ele foi atingido na região do tórax e do rosto.

“Nós, da redação do Portal Moju News, ainda estamos entendendo o que aconteceu na noite desta sexta-feira, 09. O repórter e um dos diretores do Portal, o jornalista Jackson Silva, foi vítima de um atentado contra a sua vida, no portão de sua residência, quando chegava da Igreja”, afirma a redação do jornal.

Jackson foi levado ao Hospital Metropolitano, no município de Ananindeua, onde realizou cirurgia. No sábado, 10, o jornal em que ele trabalha iniciou campanha nas redes sociais a pedido de doadores de sangue. Até o momento, não foram divulgadas atualizações sobre a saúde do jornalista.

Ameaças ao jornalista

De acordo com publicações antigas, feitas pelo repórter em suas redes sociais, as ameaças à sua vida não eram recentes. No dia 11 de abril, ele relatou em seu perfil no Facebook que havia recebido mensagens insinuando agressão, motivo pelo qual registraria boletim de ocorrência no dia seguinte.

“Fica aqui o meu registro e amanhã, 12, estarei cedo na Delegacia de Polícia Civil em Moju para registrar um boletim de ocorrência. Na mensagem, o acusado diz que vai me agredir até a quarta-feira”, disse o jornalista.