Jornalista e radialista Armandinho Anache morre de Covid-19 aos 60 anos

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print
Ele foi vereador em Corumbá e atualmente morava em Aquidauana onde era Diretor de Emissora de Rádio
Glaucea Vaccari*

O jornalista e radialista Armando de Amorim Anache, conhecido como Armandinho Anache,de 60 anos, morreu na manhã de terça-feira (30) por Covid-19, em Corumbá

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Cassems de Corumbá desde o último fim de semana, por complicações da doença. Por volta das 11h de hoje, Armandinho sofreu uma parada cardiorrespiratória e veio a óbito.

Armandinho era filho do ex-prefeito e ex-deputado estadual Armando Anache, 90 anos.

Jornalista e radialista formado em 1987 pela PUC do Rio de Janeiro, Armandinho foi produtor de programas de rádio e repórter e editor em diversos veículos, como o  Sistema Globo de Rádio no Rio de Janeiro e do Nordeste.

Em Corumbá, foi repórter da rádio Clube de Corumbá de 1975 a 2000 e correspondente, em emissoras afiliadas no Pantanal, da rádio Voz da América (Voice Of America), de Washington, DC.

Também foi repórter da rádio Independente de Aquidauana e editor do site Pantanal News e Central Pantaneira de Notícias (CPN),além de comandar a rádio Independente FM.

Atualmente, ele morava em Aquidauana.

Na vida política, Armandinho foi vereador em vereador em Corumbá e candidato a prefeito na cidade branca e também em Aquidauana.

O jornalista deixa a esposa Tereza Cristina Anache.

Devido aos protocolos de biossegurança, não haverá velório e o corpo será sepultado no cemitério Santa Cruz, em Corumbá.