Jornalistas e clubes lamentam a morte de Juarez Soares

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print
Redação Portal IMPRENSA*
O jornalista esportivo Juarez Soares, que lutava contra um câncer de cólon, morreu na tarde de terça-feira (23/07), aos 78 anos. Jornalistas, amigos, torcidas organizadas e clubes prestaram homenagem a Juarez, que era  torcedor declarado do Corinthians.

Crédito:Reprodução
“Lamentamos o falecimento do jornalista e corinthiano Juarez Soares, que durante tantos anos, como repórter, narrador e comentarista esportivo, levou as informações do Coringão para a Fiel, na TV ou no Rádio. Desejamos muita força aos familiares e amigos neste momento de dor”, escreveu o clube em seu Twitter.

Crédito:Reprodução
Fortaleza, Ponte Preta, Vasco da Gama, Palmeiras, Santos e Flamengo também prestaram homenagem ao jornalista.

“Morreu Juarez Soares, aos 78 anos. Um dos comentaristas mais marcantes da TV na minha infância, quando me apaixonei pelos esportes. Um dos grandes parceiros de Luciano do Valle e talvez o principal do Silvio Luiz. Tristeza”, tuitou Everaldo Marques, narrador da ESPN.

Crédito:Reprodução
“Que Deus acolha em Sua infinita misericórdia o comentarista Juarez Soares, com o qual tive a honra de trabalhar na Record. Marcou seu nome na história! Muita força e Paz aos familiares…”, escreveu Alex Müller.

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo (SJSP) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) emitiram nota conjunta lamentando a morte do jornalista. “Manifestamos nossa solidariedade aos parentes e amigos do jornalista.”
Nascido em São José dos Campos, na região do Vale do Paraíba, China, como era conhecido, foi casado por mais de 30 anos com a jornalista Helena de Grammont.

Começou sua carreira aos 17 anos, na rádio Cultura de Lorena. Em 1961, veio para capital paulista e passou a trabalhar como repórter esportivo nas Emissoras Associadas. Também passou pelas rádios Tupi, Gazeta, Globo, Excelsior e Record.

Juarez cobriu Copas do Mundo pelas TVs Globo, Bandeirantes e SBT.  Na TV Globo, trabalhou como repórter e comentarista esportivo de 1974 e 1982. Já na Bandeirantes trabalhou por 11 ao lado de Luciano do Valle. Ele ainda integrou as equipes dos programas “Debate Bola”, na Record, e “Cartão Verde”, na Cultura.

Em março deste ano, se desligou da RedeTV, onde fazia parte do programa “Bola na Rede”. Nos últimos meses também pediu licença da rádio Capital para tratar a doença.

Além do jornalismo, Juarez também era engajado na política. Ele foi secretário de Esportes de São Paulo durante a gestão da prefeita Luiza Erundina, além de vereador de São Paulo. Em 2004, foi candidato a vice-prefeito de São Paulo na chapa de Paulo Pereira da Silva.