Jornalistas têm 52% de chances de contágio pela Covid-19

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on email
Share on print
Redação Portal Imprensa*
Considerada profissão essencial por levar conteúdo completo, plural, diversificado à nova realidade mundial, os jornalistas têm 52% de chances de contágio pela Covid-19.

Crédito: CPJ
Os números fazem parte do levantamento feito por pesquisadores do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia (Copre/UFRJ), que mostra o risco que os trabalhadores brasileiros têm de serem contaminados durante suas atividades profissionais.

Devido à proximidade física, a maior chance de contágio é dos técnicos em saúde bucal, com 100% de chances de contágio.

O mapeamento corresponde a 2.539 ocupações abrangendo todo o país e foi dividido em 13 grupos ocupacionais.

O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) publicou algumas dicas para evitar contágio durante o trabalho de cobertura:

– Use luvas se estiver trabalhando ou visitando um local infectado, como uma unidade de tratamento médico. Também podem ser necessários outros equipamentos de proteção individual médica (EPI, PPE em inglês), como roupa especial de proteção e máscara facial.

– Evite o contato direto com animais (vivos ou mortos) e seu ambiente. Não toque em superfícies que possam estar contaminadas com excrementos de animais.

– Sempre descontamine o equipamento com lenços antimicrobianos de ação rápida, seguido de desinfecção completa.

– Nunca coma ou beba quando tocar em animais, ou perto de um mercado ou fazenda.

– Sempre lave bem as mãos com água quente e sabão antes, durante e depois de sair da área afetada.